Essenciais
Estude no exterior : Acomodação

10 razões para morar em um dormitório universitário

Como é morar em prédios residenciais e dormitórios universitários dentro do campus de universidades internacionais.

Dormitórios acadêmicos
6108

Os dormitórios acadêmicos são aqueles quartos em prédios residenciais que as universidades disponibilizam como moradia para os estudantes (nativos ou internacionais) logo no primeiro ano da graduação. Muito se discute dos possíveis inconvenientes de se dividir o quarto com alguém que não conhecemos (os roommates) ou de morar dentro do ambiente acadêmico. Mas a verdade é que há muitos benefícios neste tipo de moradia estudantil no exterior. Conheça, então, dez motivos para se optar por morar em dormitórios universitários:

1) Serviço de limpeza incluso. A universidade possui funcionários responsáveis pela limpeza parcial e manutenção dos quartos: retiram os lixos, repõe sabonetes e papel higiênico, desinfeta os banheiros, limpam as áreas comunitárias do prédio... Além de ajudá-lo com o “trabalho sujo”, os funcionários poupam o tempo que você gastaria fazendo faxina no seu quarto.

2) Proximidade. Os prédios residenciais em universidades internacionais, onde os dormitórios estão localizados, costumam ser dentro do campus, portanto próximos de suas aulas e de qualquer instalação importante para os seus estudos – biblioteca, laboratório de informática, quadras de esporte, cantina e restaurante universitário, etc. Você também será vizinho da maioria dos seus amigos de classe.

3) Ótimo lugar para fazer novas amizades. Casa de mais de centenas de freshman students (estudantes no primeiro ano da graduação), os dormitórios universitários no exterior permitem que você, casualmente, conheça novas pessoas fora do ambiente das salas de aulas. Por exemplo: você pode ser um estudante de direito e dividir o seu quarto com um graduando de educação física; o seu melhor amigo que cursa a mesma graduação que a sua pode introduzi-lo ao roommate que estuda literatura. Entendeu? A sua turma de amigos pode aumentar naturalmente morando em dormitórios acadêmicos.

4) Os Resident Assistants. Todo prédio acadêmico deve ter um “assistente residente”, normalmente chamado de apenas RA – funcionários designados a supervisionar as residências universitárias. Precisam manter a ordem, conter o barulho, evitar confusões e tudo mais, claro. Mas também costumam tornarem-se amigos dos universitários residentes, organizar eventos e festas, distribuir regalias (como doces e outros quitutes), e manter o ambiente agradável.

5) Segurança. Para entrar nos prédios residenciais e nos dormitórios acadêmicos, normalmente, é necessário um cartão de acesso – que servem como chaves, como em hotéis. Além disso, os RA’s são responsáveis pelo monitoramento noturno dos corredores. E por estarem localizados dentro do campus, a segurança é dobrada: câmeras de vigilância, patrulha de segurança, shuttles (ônibus para deslocamento interno) noturnos, etc.

6) Nenhuma preocupação com contas mensais. Se você optar por mudar-se para um apartamento no seu sophomore year (segundo ano de graduação), entenderá como era boa a vida no dormitório universitário sem precisar receber e se preocupar com conta de água, energia, TV a cabo, internet, aluguel... Nos prédios acadêmicos, você só precisa pagar a quantia fixa estipulada pela instituição no começo de cada semestre e eles tomam conta do resto pra você.

7) Dormitórios já são mobiliados. Você não vai precisar comprar cama, escrivaninha, criado mudo, cadeira, ou qualquer mobília para o seu quarto, já que todos eles seguem um padrão e já estão todos mobiliados quando você chega na sua universidade internacional. Uma preocupação a menos na sua mudança para o exterior.

8) Centros de lazer. A maioria dos dormitórios tem centro de lazer ou sala de jogos: mesas de tênis de mesa ou de bilhar, televisão, jogos de tabuleiro, acesso a quadras de esporte, entre outras formas de distração para os estudantes.

9) Escolher opção universitária que lhe agrada. Se você prefere não usar um banheiro comunitário, existem opções de dormitórios estilo suíte. Se não gostaria de dividir seu espaço com um roommate, algumas universidades possuem quartos individuais. Se você gosta muito de cozinhar, pode encontrar uma opção de dormitórios com cozinhas acopladas. É só escolher o dormitório acadêmico no exterior que atenda as suas preferências.

10) Uma experiência para a vida toda. Morar em um dormitório acadêmico é quase essencial para ter a experiência universitária completa. Na hora de optar por uma moradia no exterior, lembre-se: morar em prédios residenciais universitários é uma oportunidade que só acontece uma vez na vida, nos anos que dura sua graduação.

 

Leia mais:

Passo a passo: como ingressar em uma universidade nos Estados Unidos

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

Dormitórios acadêmicos

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...