Essenciais
Estude no exterior : Antes de partir

Dicas para uma viagem bem sucedida

Viajar sozinho, dicas de viagens internacionais, e estudar no exterior.

1201

 

Você terminou todo o processo de seleção na sua universidade internacional, foi aceito, conseguiu o visto de estudante e arrumou as malas. Resta a ansiedade para a tão esperada viagem! Viajar pode ser uma experiência emocionante. Mas viajar sozinho significa a necessidade de tomar uma série de cuidados e precauções para evitar problemas e poder aproveitar ao máximo a experiência. Aqui vão algumas dicas que podem ser bastante convenientes na hora de planejar a sua viagem:

 

Inteire-se sobre todos os procedimentos da viagem

 

É imprescindível estar preparado para qualquer situação que possa acontecer. Converse com pessoas que já viajaram para o exterior, procure saber como é a entrevista na imigração na chegada, quais documentos você deve ter em mãos, qual é o peso limite das malas e quantas podem ser despachadas, como fazer ligações ao desembarcar em outro país, etc. Informação nunca é demais.

 

Cheque os seus documentos

 

Os seus documentos são de extrema importância, obviamente, e podem ser perdidos facilmente. Assegure-se de levar com você todos os documentos exigidos no embarque, desembarque e para a universidade – como passaporte, seguro saúde, carta de admissão, além dos comuns RG, CPF, entre outros. A melhor opção é mantê-los em uma pasta ou envelope, dentro da mala de mão que vai com você dentro do avião.

 

Tenha dinheiro com você

 

Nunca se sabe quando precisará ter dinheiro vivo ou então quando terá acesso a um caixa eletrônico, portanto mantenha uma quantia com você. Mas certifique-se de que, assim como os seus documentos, o seu dinheiro esteja guardado de forma segura. O que são bastante usadas em viagens, atualmente, são bolsas finas, estilo pochetes, de prender na cintura e usar escondidas por baixo da roupa. É uma forma bastante segura e discreta de carregar o seu dinheiro.

 

Esteja sempre atento aos seus pertences

 

Preste sempre muita atenção em tudo que estiver carregando. Perder seus pertences pode ser um grande inconveniente e acabar atrasando a sua viagem. Você já deve ter escutado isso muitas vezes, mas vale repetir: não confie em estranhos para olhar as suas malas. Depois de despachar as malas maiores, ficará mais fácil cuidar apenas da sua bagagem de mão. No entanto, é nela que, provavelmente, conterá os seus documentos, dinheiro, telefone, eletrônicos e outros itens importantes e de valor. Mantenha-a sempre com você.

 

Peça ajuda quando necessário

 

Quando se viaja sozinho, você precisa esclarecer qualquer dúvida ou confusão que aparecer durante o processo, seja qual for o assunto. Não tenha medo de perguntar. Até porque existem vários profissionais que podem ajudá-lo: seguranças, atendentes da sua agência aérea, funcionários do aeroporto, aeromoças, etc. Ter dúvidas sanadas irá lhe dar confiança e evitará problemas e desentendimentos.

 

Conseguir um transporte

 

A viagem não acaba no aeroporto. Na verdade, é aí que a jornada realmente começa! Antes mesmo de deixar o Brasil, acerte os detalhes do transporte do aeroporto até a sua nova casa – que também deixa implícita a necessidade de já ter alugado um apartamento, providenciado um lugar no prédio residencial da sua universidade, ou qualquer forma de acomodação. Se você irá morar no campus, com certeza haverá uma equipe para receber os novos estudantes. Se a sua intenção for pegar um táxi, tenha dinheiro suficiente na moeda local. Se for usar o transporte público, estude as linhas e tenha com você um mapa da cidade.

 

Entendido? São dicas simples, mas muito úteis para ter uma viagem segura. Acima de tudo, prepare-se! Planeje cada detalhe com antecedência e o início da sua experiência de estudo no exterior será tranquila.

 

 

Leia mais...

Acomodação no exterior

Transporte em Londres

Pesquise por cursos

Selecione país
Por Nível de Ensino*
SOBRE O AUTOR

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.