Essenciais
Estude no exterior : Perspectivas profissionais

Networking é tudo: como os seus contatos são o seu melhor trunfo

Network: como a sua rede de contato será essencial à sua procura por empregos

Networking é tudo: como os seus contatos são o seu melhor trunfo
470

Networking é uma palavra em inglês que significa “rede de contato com pessoas que ocorrem no dia a dia, pessoalmente, por telefone ou pela internet, para inúmeras necessidades e especialmente para a carreira profissional”, segundo o Michaelis. Bastante usado no âmbito profissional, como a definição indica, networking é basicamente a sua rede de contatos.

 

Durante a sua vida profissional, você recorrerá a algumas pessoas com mais frequência: aquele chefe antigo que te ensinou tanta coisa, aquele professor da faculdade que orientou o seu TCC, ou aquele seu colega de trabalho com quem você ainda mantém contato. Mas o seu network também pode ser aquele colega da academia, o conhecido daquela festa, o amigo do seu amigo... Todos eles são extremamente importantes para a sua vida profissional e para aumentar a sua rede de contato. Eles têm o próprio networking e conhecem outros profissionais com outros contatos, e assim vai.

 

Por que networking é tão importante para a sua carreia?

 

1. Sua network expande a sua pesquisa

 

A maioria das pessoas tem a tendência de se inscrever em qualquer vaga aberta que encontram pelo caminho sem antes analisar todas as suas opções. Pode ser também que você limite a sua busca aos classificados e lista de vagas em sites. Estes são um excelente primeiro passo para começar a sua pesquisa. No entanto, perguntar pela sua rede de contato abrirá mais portas do que você possa imaginar.

 

Existe um termo para as vagas que não são anunciadas em jornais e sites. O “mercado de trabalho escondido” refere-se àquelas oportunidades que são preenchidas por recomendação, ou então preenchidas por aqueles que foram pessoalmente até a empresa perguntar por vagas abertas ou aqueles fizeram um bom trabalho de garimpo para encontrá-la na web. Você se surpreenderia com a quantia de empregos que não são anunciados! A sua rede de contatos irá ajudá-lo a manter-se informado e a ampliar as suas oportunidades.

 

2. Expectativas fundamentadas

 

Quando você vai procurar por um emprego, deve ter uma expectativa em relação ao seu salário, horas de trabalho, oportunidades de crescer na empresa e localização. Use a sua rede de contatos para reafirmar todas estas expectativas. Você pode acabar descobrindo que o seu salário ideal é um pouco irrealista para uma empresa específica, ou então que você está se subestimando e poderia pedir mais.

 

As pessoas em sua network irão ajudá-lo a ter uma visão de dentro do mercado e também a estabelecer as suas expectativas profissionais com base na realidade da área.

 

3. Sistema de suporte

 

Se a sua busca por vagas não der em nada – como acontece com frequência, infelizmente –, é hora de recorrer aos seus contatos. Além de ajudar com o encorajamento (afinal, ninguém aguenta muitos não’s sem desanimar), eles podem recomendá-lo diretamente a alguma vaga, o que será uma ajuda enorme. Procurar por um emprego é estressante. Toda ajuda é válida. E uma mão lava a outra: um dia você será capaz de retribuir a gentileza quando um amigo ou conhecido estiver precisando de uma recomendação.

 

4. Contatos pelo mundo inteiro

 

Se você estudou fora, ainda tem um trunfo a mais na manga: você terá contatos pelo mundo inteiro! Quando estiver a procura por uma vaga profissional no exterior, poderá recorrer a professores, amigos e colegas de classes estrangeiros em países diferentes que irão orientá-lo e, quem sabe, recomendá-lo a alguma vaga.

 

Leia mais:

Como criar um network enquanto você estuda no exterior

Entrevista: brasileira viaja por dois anos como nômade digital

Como traduzir sucesso acadêmico em uma carreira real

Pesquise por cursos

Selecione país
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Networking é tudo: como os seus contatos são o seu melhor trunfo

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...