Essenciais
Estude no exterior : Destino de Estudo

Os 5 destinos mais baratos para estudar no exterior

Conheça alguns destinos com educação de qualidade e preços mais baixos do que alguns países mais populares entre estudantes internacionais

Os 5 destinos mais baratos para estudar no exterior
276

Por Viva-Mundo

 

Escolher para onde ir estudar é uma liberdade que não é oferecida para muitas pessoas. Naturalmente, o custo de estudar no exterior e, às vezes, até mesmo o esforço que leva para organizar tudo são tão grandes que as pessoas acabam adiando a chance de fazer um intercâmbio.

 

Mas estudar fora pode ser muito mais barato do que as pessoas pensam. É claro que destinos populares como Reino Unido e Estados Unidos podem ficar muito caros, mas existem alternativas também com educação de qualidade em todo o mundo. Aqui estão algumas opções que encontramos.

 

Onde?

 

Há muitas coisas para se considerar quando se trata em ir estudar numa universidade fora do país. Onde viver, o que estudar, quais são as expectativas de trabalho e salário, dentre outras coisas. Em resumo, o grande número de variáveis torna difícil listar com precisão os lugares mais baratos para estudar. É também por isso que vários recursos irão fazer com que países completamente diferentes sejam o lar das universidades mais rentáveis.

 

Mas podemos observar tendências gerais ao procurar lugares baratos para estudar:

 

  1. Países de língua inglesa tendem a custar mais;
  2. Países com PIBs menores tendem a custar menos;
  3. Embora alguns dos países mais procurados tenham educação gratuita, como a Alemanha, o custo de vida pode ser bastante elevado.

 

Com essas tendências gerais, podemos ver que o sudoeste e parte central da África, o sul da Ásia, partes da América do Sul e Europa Oriental são relativamente baratos. Mas será que eles fornecem uma boa educação, e ainda é mais barato que a maioria dos outros lugares? Nós pesquisamos cada uma dessas áreas e tentamos encontrar se elas têm mesmo essas qualidades.

 

1.Quênia

 

As universidades na África podem ser relativamente baratas, e nós escolhemos o Quênia como representante por ela ser excepcionalmente barata, bem como um lugar fascinante para ir estudar.

 

Nairóbi, por exemplo, é a terceira maior cidade da África e está crescendo cada vez mais. O próprio Quênia é conhecido como “berço da humanidade”, e representa a rica e completa cultura do país.

 

A maioria dos cursos é ministrada em inglês e é muito abrangente. Muitos estudantes viajam para o Quênia por um ano ou mais, muitas vezes por razões de caridade, ou apenas para explorar os ambientes, conhecendo pessoas incrivelmente gentis e generosas ao longo do caminho.

 

2. Índia

 

A Índia representa o sul da nesta lista. Um lugar barato, mas enriquecedor para se viver.

 

A Índia tem sido tipicamente vista como um país que envia estudantes para outros países ao invés de aceitar estrangeiros em suas universidades, mas essa tendência está mudando. Com uma das maiores economias do mundo, o setor de educação da Índia está agora recuperando o atraso, incentivando tanto os estudantes de casa, como os estrangeiros, para ficarem no país.

 

Também é possível estudar em inglês na Índia, e seus cursos de engenharia e tecnologia são particularmente bem conhecidos.

 

3. Argentina

 

A Argentina é conhecida pelo seu baixo custo de vida, boa qualidade de educação e taxas dos cursos relativamente baratas. Além disso fica bem pertinho do Brasil. Mais de 90.000 pessoas por ano vão para lá estudar. Eles não podem ter algo errado, podem?

 

4. Polônia

 

A Europa Oriental é um destino muito rentável se você está procurando . Romênia, Sérvia, República Tcheca, Ucrânia, Bulgária e até a Rússia oferecem universidades muito baratas e baixo custo de vida.

 

Escolhemos a Polônia, que está atualmente atravessando um forte crescimento econômico, é um país grande com muito para se explorar, tem menos exigências de vistos do que a maioria dos países vizinhos, é mais central e oferece excelentes ligações de transferência para o resto da Europa. Além disso, tem um rico patrimônio cultural que remonta a mais de 1000 anos.

 

5. Finlândia

 

Escrevemos acima que muitos países com educação gratuita geralmente custam mais em termos de custo de vida, aluguel, e outras coisas assim. A Finlândia não é completamente gratuita para estudantes internacionais, há uma pequena taxa básica de cerca de US$ 1.000 por ano, mas os custos de vida são muito pequenos em comparação com os outros lugares. Certamente vale a pena dar uma olhada.

 

Então, quanto custa?

 

Claro que há muito que considerar no custo total de estudar no exterior. A parte mais fácil é a taxa de ensino. Estes números podem ser obtidos facilmente pela universidade e geralmente estão relacionados à percepção de qualidade da universidade. Por exemplo: as três universidades mais caras no mundo em relação às taxas são MIT, Harvard e Cambridge, frequentemente consideradas três das melhores instituições educacionais no mundo.

 

Um custo um pouco mais complicado de calcular é o custo de vida. A maioria das universidades ficam em grandes metrópoles e cidades, embora frequentemente algumas ficam nos arredores ou nos limites dessas cidades. Isso significa que o custo de vida pode variar consideravelmente dependendo de suas escolhas pessoais e preferências – se você quer viver perto da cidade ou mais fora, por exemplo. Você consegue arranjar um emprego nesses locais? Esses tipos de coisas podem realmente afetar o custo.

 

E o mais difícil de se calcular é o custo pessoal. Sim, uma cidade pode ser um pouco mais barata do que outra, mas quanto você está perdendo, cultural ou espiritualmente, vivendo lá em vez de em um lugar que é um pouco mais caro? Talvez você esteja procurando a instituição mais barata, mas nem sempre essa é a melhor maneira de se considerar o que é mais barato.

 

Outra coisa para se considerar é a percepção de valor. Todos os anos, há muito trabalho para medir a qualidade de cada universidade e de cada curso. Essa ideia de “qualidade” é difícil de prever com precisão, pois conta com muitas variáveis. No entanto, essa medidas afetam a percepção da universidade, e portanto, como você é visto depois de se graduar por ela.

 

Por exemplo, um diploma de uma instituição pode te proporcionar um emprego com o qual você ganha US$ 30.000 por ano. No entanto, com o diploma de outra, você pode receber US $ 35.000 por ano. Ou seja, você salvou inicialmente, mas as perdas de longo prazo superam largamente as suas economias.

 

Recomendamos que você considere sua escolha de universidade e leve todos esses pontos a sério. Com isso dito, te damos aqui uma média de custos de vida e de estudo em dólares, por ano, em cada um destes cinco países listados acima.

 

 Custo médio de cada país

 

1. Quênia $ 4.000 - $ 9.000

2. Índia $ 4000- $ 10.000

3. Argentina $ 2000 - $ 4000

4. Finlândia $ 2400- $ 2600

5. Polônia $ 6000 - $ 15.000

 

Agora, note que estas são estimativas gerais e não são necessariamente o quanto estudar nesses países vai custar. Mas eles são um bom ponto de partida para começar e podemos aprender muito com eles.

 

Muito barato, hein? Especialmente quando você considerar que estudar no Reino Unido ou nos EUA pode ser US$ 10.000 por ano apenas para aulas. Isso sem considerar o custo astronômico de viver lá.

 

Então, para onde devo ir?

 

Não podemos ajudá-lo com isso, infelizmente. Escolher onde estudar é uma decisão muito pessoal e que requer muita introspecção e pesquisa. Onde você sempre quis viver? Que língua você deseja desesperadamente aprender? O que te deixa fascinado sobre um país? Depois de ter respondido a estas perguntas, você pode começar a pensar sobre onde é o melhor lugar para você ir estudar.

 

O intercâmbio é um sonho que pode se tornar realidade. Nem sempre parece ser assim tão simples, mas realmente é.

 

Claro, na realidade coisas como custo fazem uma diferença muito significativa. Os cinco listados aqui não são, de forma alguma, uma lista completa. Você pode encontrar lugares mais baratos para ficar e encontrar outras maneiras de reduzir os custos em qualquer lugar que você escolher para viver. Se você for comprometido e econômico o bastante, você encontrará o lugar dos seus sonhos e que é seja barato.

Pesquise por cursos

Selecione país
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Os 5 destinos mais baratos para estudar no exterior

Editor - colaborador

Dê uma olhada...