Essenciais
Estude no exterior : Quando chegar lá

Saúde: a alimentação de estudantes no exterior

Como manter uma alimentação saudável durante o período de estudos

Alimentação de estudantes
999

A alimentação de estudantes no exterior é sempre um assunto em pauta. Com exceção de homestay, na qual você pode fazer suas refeições com a família local que lhe acolhe, portanto podem ser mais bem elaboradas, em outros tipos de moradias (dormitório acadêmico e apartamento ou casa alugada) o estudante é responsável por preparar suas próprias refeições. E seja por falta de prática, falta de vontade, ou mesmo falta de tempo, acabam se alimentando de maneira muito desleixada.

Lanches rápidos, refeições congeladas, pratos semi-prontos (como macarrão instantâneo), fast food... E por aí vai. Não é a toa que muitos estudantes estrangeiros retornam aos seus países acima do peso. Experimentar tudo que há de novo na culinária local é uma delícia, e para inserir algumas destas novas iguarias em sua rotina alimentícia é muito fácil. Eu, por exemplo, nos Estados Unidos, me acostumei com as maravilhosas (porém, bastante gordurosas) donuts do Dunkin Donuts.

É muito importante manter uma dieta (razoavelmente) saudável e conseguir conciliar os estudos com algum tipo de exercício físico – que na maioria dos casos pode ser praticado dentro das próprias universidades, em seus campos, clubes, times, quadras, etc. Basta saber equilibrar a sua rotina e o seu tempo. E, claro, ter boa vontade e pique.

Mas atualmente é até mais fácil inspirar-se a ter uma alimentação mais saudável, com tantas campanhas contra obesidade e tantos debates sobre alternativas menos prejudiciais a saúde. O famoso chef britânico Jamie Oliver, por exemplo, além dos seus vários programas de TV, lançou recentemente um livro chamado “30 minutos e Pronto”, no qual reúne diversas receitas para serem feitas em meia hora, que não exigem muita técnica. Ou seja, um livro para todos usarem como guia na cozinha. Este é apenas um exemplo.

Existem várias redes de restaurantes espalhadas pelo mundo com linhas de alimentação saudável, com opções diversas, inclusive para vegetarianos. E se você gosta de se alimentar bem e preparar pratos para amigos e famílias; se gosta de inventar receitas; busca sempre novas alternativas, novos ingredientes... Bom, então existe uma ótima opção de universidade no exterior pra você. A Le Cordon Bleu oferece programas de ensino superior em gastronomia e culinárias, ou em gestão de cozinhas e buffets. Você aprenderá na melhor instituição da área e poderá, quem sabe, criar o seu próprio cardápio para ajudar na alimentação saudável.

O melhor da Le Cordon Blue é que ela possui escolas em vários países. Conheça algumas delas:

Le Cordon Blue London, Inglaterra

Le Cordon Bleu Australia, Austrália

Le Cordon Bleu College of Culinary Arts-Scottsdale, EUA

Leia mais…

Cursos de Culinária e Gastronomia no exterior

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

Alimentação de estudantes

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...