Essenciais
Estude no exterior : Quando chegar lá

Como exercitar a sua criatividade

Como ser criativo: formas de exercitar a mente e treinar a criatividade.

Como exercitar a sua criatividade
1760

Para os profissionais de arte, criatividade e inspiração andam de mãos dadas. Um ator, um pintor, um escultor, um designer, um fashionista... Todos precisam de uma porção criativa na hora da criação e do improviso. Na comunicação, criatividade é um companheiro diário de jornalistas e publicitários que precisam criar campanhas, agradar clientes, criar pautas, editar, etc. No âmbito empresarial, a criatividade é, cada vez mais, usada como uma competência estratégica, seja na criação de novos produtos, na redução de gastos, nas formas de aumentar o lucro, no esforço em tornar a convivência diária entre os funcionários agradável, e mais infinitos exemplos.

 

Resumidamente, a criatividade é essencial para todas as áreas. É uma ferramenta usada por qualquer profissional para encontrar a maneira adequada de otimizar o seu trabalho. Por isso, no dia da criatividade, queremos ajudá-los a tornarem-se melhores profissionais aprendendo formas de colocar a caixola para funcionar ou maneiras de ter/compartilhar boas ideias – que funcionarão quase como auto-ajuda em todos os âmbitos: profissional, acadêmico, pessoal, familiar, amoroso, e assim vai...

 

Comunique-se

 

O boca a boca é a melhor forma de disseminar ideias. Converse, participe de chats temáticos na internet, mantenha um blog com comentários abertos, escreva cartas. Tudo é válido, já que conversando você conhece gente criativa, divide experiências, aprende novas técnicas, ensina, etc.

 

Desafie-se

 

Algo na sua rotina tornou-se automático? Complique-a de alguma forma. Quando as suas tarefas tornam-se fáceis demais, mecânicas, além de estagnar o seu aprendizado, isso significa que o tédio está perto de dar as caras. Crie novos desafios no seu dia-a-dia, mude ou insira algo novo na sua rotina.

 

Esqueça os erros passados

 

Pare de se torturar: ter errado bastante significa que você também treinou bastante, e, consequentemente, tornou-se melhor no que faz. A máxima já diz que errar é humano. Melhor do que não se martirizar pelos seus tropeções é aprender com eles. Pegue o que deu errado e melhore, adapte, invente, até que consiga um resultado que lhe agrade.

 

Procure novos recursos e observe

 

Encontre novos produtos, novos materiais, novos ídolos, novos livros, novas técnicas. Tudo que é novidade estimula nossa criatividade. Além disso, inserir novidades em seu dia-a-dia ajuda a aprender a lidar com diferentes recursos.

 

Leia, leia e leia um pouco mais

 

A leitura é a melhor amiga da criatividade. Ativa e trabalha o cérebro, é fonte de informações úteis, de ideias das mais diversas. Eu, particularmente, sinto mais vontade de escrever quando estou lendo algum livro interessante, que prenda a minha atenção. Mas não precisa ser apenas livros: revistas, jornais, blogs, sites, bula de remédio, lista telefônica... Tudo é válido!

 

Trabalhe a sua confiança

 

Eu sou capaz, eu consigo. Repetir mensagens de confiança durante as suas tarefas - mesmo aquelas tarefas que parecem impossíveis - funcionam como incentivo. Agora se você é daquelas pessoas que funcionam na base do incentivo alheio, peça feedback do seu trabalho! E lembre-se: críticas podem ser construtivas. E retribua sempre a gentileza, comente e elogie trabalhos de seus colegas de classe, de serviço, etc.

 

A criatividade vai aparecer do nada e ser uma companheira mais constante quando você esquecer o medo de errar e buscar informação e inspiração em lugares nunca idos antes. Formas tão simples de aprender e exercitar o cérebro, como conversar e observar, podem enriquecer o seu trabalho e trazer novas ideias. Coloque-as em prática!

 

Leia mais:

Conheça cursos de escrita criativa no exterior

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

Como exercitar a sua criatividade

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...