Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

Intercâmbio permite combinar projeto voluntário com curso de idioma

O intercâmbio de voluntariado é um ato de solidariedade e de crescimento pessoal; agências brasileiras oferecem opções sociais, ambientais, culturais, etc.

Intercâmbio permite combinar projeto voluntário com curso de idioma
1116

Uma opção não tão popular de intercâmbio, mas certamente enriquecedora, é o de trabalho voluntário no exterior. O voluntariado é sinônimo de entrega, doação, cidadania e solidariedade. Além de estudar no exterior, você pode dedicar-se a uma causa em uma atividade não remunerada, ajudando o próximo sem esperar nada em troca.

 

Segundo Rosana Lippi, gerente de produto do STB e responsável pelos programas de trabalho voluntário no exterior oferecidos pela agência, a principal motivação dos clientes que procuram por este tipo de intercâmbio é melhorar o mundo através de suas atitudes. “[Os intercambistas] buscam ter uma experiência única e enriquecedora e se identificam com as causas dos projetos naquela região e querem atuar ativamente no auxílio dessas pessoas/animais/meio ambiente que necessitam de ajuda”, explica.

 

No entanto, apesar do altruísmo ser a aparente razão principal entre os brasileiros que procuram por este tipo de programa, há também outros benefícios e vantagens do voluntariado no exterior. Como aponta Marcela Amaral, gerente de produtos da IE, os clientes da agência também se interessam em conhecer mais sobre uma nova cultura, compartilhar seus conhecimentos e experiências, e conhecer uma realidade completamente diferente da nossa.

 

O que e onde

 

Existem diversas opções de destino e de atividade no exterior para quem quer ser voluntário. “Temos programas com crianças (em hospitais ou creches), animais (resgatando animais domésticos ou reabilitando animais selvagens), idosos (em hospitais e abrigos), atendendo a comunidade como um todo, programa em fazendas, para conhecer sobre o solo e técnicas de plantio, com o objetivo e melhorar a área para gerações futuras de qualquer espécie”, lista Luciana Batista, fraqueada da IE. “Normalmente os com animais chamam bastante a atenção dos estudantes”, conta ela.

 

Já no STB, além dos programas para o cuidado animal e meio ambiente, que também são bastante populares entre os clientes, os programas que mais fazem sucesso são os voltados para o cuidado e ensino de crianças e comunidades carentes. “Os  destinos mais populares são África do Sul, Tailândia, Índia e Nepal, entretanto temos outros destinos na Ásia e América do Sul que também despertam a atenção dos nossos clientes”, diz Rosana, a gerente de produtos do STB.

 

A organização internacional não governamental e sem fins lucrativos AFS Brasil oferece trabalho voluntário em diferentes áreas: meio ambiente, educação, artes, desenvolvimento rural, desenvolvimento urbano, direitos humanos, saúde e esportes. Os destinos disponíveis incluem Alemanha, Argentina, Bélgica, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Dinamarca, Egito, Filipinas, Honduras, México, Paraguai, Republica Dominicana e Tailândia.

 

Estudos

 

Apesar de o voluntário precisar se dedicar integralmente ao projeto que está participando, ele tem a opção de combinar o serviço de voluntariado com estudos no exterior, principalmente de um idioma estrangeiro. “O ideal é que se faça o curso de idioma antes ou depois do programa de trabalho voluntário”, explica Rosana.

 

Pelos programas oferecidos pela IE, os estudantes podem fazer um curso de inglês de quatro, oito ou 12 semanas em Cape Town, na África do Sul, e embarcar para o voluntariado em seguida.

 

Os programas oferecidos pela AFS Brasil, no entanto, não são combinados com estudos.

 

Benefícios

 

Mesmo que não inclua o estudo de uma língua estrangeira, este tipo de programa traz diversos benefícios nem sempre viáveis nos tipos mais tradicionais de intercâmbio – como graduação, colegial ou au pair, por exemplo. O trabalho voluntário significa colocar o seu talento ou conhecimento à disposição. Com isso, o intercambista desenvolverá e fortalecerá dois tipos de competência: as pessoais, como solidariedade, trabalho em equipe, gestão do tempo, disciplina, paciência e responsabilidade; e as profissionais, como liderança, comunicação, iniciativa e solução de problemas.

 

“Este programa de intercâmbio tem como objetivo capacitar jovens para lidar com os desafios do mundo globalizado, através do desenvolvimento de capacidades como autoconhecimento e liderança”, explica Daiani da Silveira, consultora de programas intensivos e para maiores de 18 anos do AFS Brasil.

 

O grande diferencial deste intercâmbio é o seu caráter beneficente combinado com conhecimentos e experiências que ajudarão profissionalmente os participantes. O AFS Brasil, por exemplo, ajuda o estudante a escolher o programa de acordo com a sua formação, a área de atuação ou interesse acadêmico.

 

Segundo a consultora da organização, o intercambista adquire competências que serão úteis no intercâmbio e na vida. Para garantir que ele aproveite ao máximo a experiência, o programa conta com um modulo educacional que confere um certificado, o Global Competence Certificate (GCC), que é uma combinação de treinamentos online e webinários em tempo real.  São 18 módulos educacionais dos quais o intercambista participa antes, durante e após a experiência. “Essa ferramenta permite, por exemplo, que o jovem reconheça diferentes estilos de comunicação, identifique valores culturais e crie estratégias para superar os momentos de irritação ou conflito cultural”, diz Daiani.

 

Tanto os intercâmbios oferecidos pelo STB quanto os da IE também oferecem um certificado de participação com a conclusão do programa.

 

Segurança

 

Antes de fechar o seu pacote de intercâmbio, certifique-se sobre o projeto que você ajudará. É importante saber que tipo de trabalho você exercerá e a quem ele beneficiará. Uma forma de garantir a segurança neste tipo de programa é escolhê-lo com a ajuda de uma agência, que já fez uma pesquisa completa sobre os intercâmbios disponíveis antes de oferecê-los aos seus clientes; ou então conversando com pessoas que já passaram pela experiência.

 

Investimento

 

Os preços deste tipo de programa variam de acordo com o destino, o projeto voluntário, a duração e também se o pacote incluirá um curso de idioma. Na IE, por exemplo, os pacotes de intercâmbio de voluntariado (African Horizon, Coastal Lion, Children’s Hospital, Child Care Centre e Recovery Hospital) custam US$ 1.699, incluindo quatro semanas de aulas de inglês, acomodação em Cape Town, mas não cobrem alimentação e passagens aéreas.

 

Um dos programas mais vendidos do STB é o Heart of Orphans Junior de duração mínima de duas semanas em Noordhoek, na África do Sul. Ele custa ZAT 11.638 e inclui orientação, acomodação, certificado, duas refeições diárias (café da manhã e janta), duas horas de aula de surfe, entre outros serviços.

 

O AFS Brasil oferece programas a partir de US$ 1.800 – que corresponde a quatro semanas nas Filipinas com orientações, acomodação, alimentação, seguro saúde e o Certificado de Competências Globais.

 

Vantagem acadêmica

 

O intercâmbio de trabalho voluntário também pode ser uma grande vantagem para quem tem interesse de ser admitido em uma universidade no exterior. Saiba mais sobre isto aqui.

 

Leia mais:

Três motivos para investir em um intercâmbio focado na sua carreira

 

Imagem: STB

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

Intercâmbio permite combinar projeto voluntário com curso de idioma

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...