Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

Por que estudar empreendedorismo na Europa?

Você pode aprender a empreender! E a época é propícia para estudar a área de empreendedorismo na Europa

Por que estudar empreendedorismo na Europa?
287

Empreendedor: ou você é, ou você não é. Só que não. O que antes era tido como uma habilidade inata que não poderia ser ensinada ou aprendida agora passa por uma mudança; e o potencial da fusão entre academia e empreendedorismo tem sido levado a sério. A evolução do mercado de trabalho do século 21 levou a atitudes completamente remodeladas na Europa no que diz respeito à aptidão para aprender empreendedorismo, juntamente com a oferta de cursos acadêmicos na área.

 

O que são os estudos do empreendedorismo?

 

A transformação de uma nova ideia ou empreendimento em ação – e, fundamentalmente, em bens econômicos – não é simples. É um trabalho de empreendedor que exige dedicação. Muitos deles estudam administração de empresas durante os anos de faculdade. Este curso acadêmico pode realmente ser o primeiro passo para aprender as habilidades necessárias para um empreendimento bem-sucedido.

 

Os estudos de pós-graduação de empreendedorismo na Europa, como o Mestrado de Empreendedorismo e o MBA em Empreendedorismo, são estruturados para proporcionar o conhecimento e treinamento para empreender, incluindo modelos de negócios sustentáveis, proficiência em gestão, finanças e tendências econômicas.

 

Os profissionais formados em pós-graduações de empreendedorismo adentram o mercado de trabalho com um conhecimento inigualável e um importante networking. Essa combinação é cada vez mais procurada por empregadores em uma variedade de áreas para vagas de gerência; ao mesmo tempo, muitos preferem começar o seu próprio negócio ou se unir a uma startup. Há também a opção de trabalhar com marketing de produtos ou consultoria.

 

E por que na Europa?

 

A Europa se destaca por passar por uma significativa movimentação de incorporação do empreendedorismo na grade curricular de suas universidades. Um relatório da Comissão Europeia em 2012 chamado “Educação de Empreendedorismo nas Escolas da Europa” concluiu que muitas faculdades europeias estavam investindo em estratégias de educação em empreendedorismo para escolas do ensino fundamental e médio. O relatório revelou também que metade dos países europeus passava por uma reforma educacional para incluir um componente de empreendedorismo. Esta mudança é atribuída aos desafios do século 21 enfrentados pela Europa e à necessidade de criar uma cultura empreendedora que fomente a inovação e o sucesso comercial.

 

Várias escolas e universidades da Europa já oferecem cursos acadêmicos de empreendedorismo de qualidade, como a Jönkönping University, na Suécia; a ESCP Europe Business School, em Paris, Londres, Berlim, Madri e Torino; a VU University Amsterdam e a Team Academy – International School for Entrepreneurship, na Holanda; a University of Warwick, Swansea University, Newcastle University e várias outras do Reino Unido; e a University College Cork e a University College Dublin, na Irlanda.

 

Além das opções de cursos, as universidades estão se esforçando para unir a inovação e o empreendedorismo em suas pesquisas científicas e outras áreas acadêmicas. O comprometimento da Europa com o empreendedorismo é reforçado ainda mais por programas como o Erasmus for Young Entrepreneurs. Parcialmente financiado pela Comissão Europeia, este programa de intercâmbio oferece a aspirantes a empreendedores a oportunidade de ganhar habilidades e experiências necessárias para criar e gerenciar pequenos negócios. Uma parte crucial deste conjunto de habilidades é aprender a importância do trabalho em equipe. Estas características da economia global do século 21 podem levar a colaborações multinacionais e de longa duração.

 

Por que agora é o momento certo para estudar empreendedorismo?

 

Historicamente, muitos empreendedores autodidatas insistiram na superioridade da autoaprendizagem em relação à educação acadêmica formal. De fato, há várias histórias de empresários bem-sucedidos e celebrados que abandonaram os estudos. (Alguém lembrou do Mark Zuckerberg?)

 

Então, o que mudou? É claro que existem visionários que largam os estudos no ensino médio e são guiados por ideias, paixão, inteligência, talento e até um pouco de sorte. Mas isto não significa que outros inúmeros aspirantes a empreendedores não podem desenvolver as habilidades certas com o acesso ao treinamento acadêmico adequado.

 

É verdade que o caminho para o êxito empresarial ainda é repleto de incertezas. Como muita coisa que acontece no mundo dos negócios ainda é imprevisível, os opositores insistem que a tentativa de extrair valor com estudos formais é um desperdício de tempo. Já os defensores – que têm crescido em número exponencialmente nas últimas décadas – acreditam no conceito oposto: ter um diploma não só adiciona valor, como também acrescenta credibilidade crítica, ajudando a se destacar dentre os demais em um mercado de trabalho competitivo.

 

Além disso, o mercado atual é muito diferente do que já foi no passado. Um conjunto de habilidades de um empresário não só se aplica ao empreendedorismo em seu sentido mais convencional como também ao ambiente de trabalho em geral. Esta tendência é evidenciada pela implementação do ensino destas habilidades em escolas da Europa. A educação empresarial oferece uma solução ao priorizar o ensino do pensamento crítico e lateral juntamente com conhecimentos especializados.

 

Outro ponto essencial para ser bem-sucedido no mercado empresarial atual é o networking. A exposição a colaboradores e investidores pode dar o ponta pé inicial ao seu negócio – principalmente na era da tecnologia.

 

Resumidamente, o sucesso do empreendedorismo no século 21 depende tanto da capacidade de aprender com os outros e abraçar uma perspectiva global quanto ter um espírito inovador.

 

Pesquise cursos de empreendedorismo em países europeus:

 

Reino Unido

Irlanda

Holanda

Suécia

França

Alemanha

Itália

 

Fonte: Master Studies

Pesquise por cursos

Selecione país
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Por que estudar empreendedorismo na Europa?

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...