Essenciais
China: Inscrevendo-se em uma universidade - Leitura recomendada

O processo seletivo na China

Como se inscrever em uma universidade da China? Como é o processo seletivo? Leia no nosso guia a seguir!

O processo seletivo na China
136

Antes de dar início ao seu processo seletivo na China, o primeiro passo ideal é entrar em contato direto com a secretaria internacional da universidade chinesa. Os requisitos de admissão e inscrições variam amplamente de acordo com a instituição e o programa de estudos, portanto, é imprescindível que você tire suas dúvidas diretamente com a universidade.

                                               

Perguntas que devem ser feitas à secretaria internacional de sua universidade chinesa:

 

  • Eu preciso ter fluência em mandarim para ser admitido neste curso? Se sim, eu preciso prestar algum teste de proficiência? Qual é a nota mínima exigida?
  • Quais documentos são necessários para a inscrição?
  • Como devo enviar estes documentos?
  • Há um processo de inscrição diferente para estudantes internacionais? Como ele funciona?
  • Como eu envio a minha inscrição?

 

Documentos básicos que você vai precisar providenciar:

 

  • Admissão do governo chinês: para consegui-la, você deve provar que é um estudante real, com um visto chinês, sem antecedentes criminais, e com as qualificações adequadas para o seu programa de estudos;
  • Estudantes de transferência precisarão de uma certificação de acordo que demonstre a elegibilidade de todas as universidades prévias;
  • Um resultado satisfatório no HSK, o exame de proficiência em mandarim, se exigido pela sua universidade;

 

(A sua universidade chinesa pode exigir outros documentos adicionais.)

 

Quando se inscrever na China?

 

O ano letivo na China é dividido em dois semestres, de outono e de primavera, e costuma receber inscrições para os dois períodos:

 

Outono – O processo de inscrição para o semestre de outono começa em fevereiro ou em março, dependendo da universidade, com prazo final em junho A admissão deve ser anunciada pela universidade até julho. Depois de selecionado, o estudante deve se aplicar para o visto chinês para começar as aulas em setembro.

 

Primavera – O processo de inscrição para o semestre de primavera geralmente começa em outubro e tem prazo final em janeiro. A admissão deve ser anunciada pela universidade até o final de janeiro. As aulas têm início entre o final de fevereiro e início de março, dependendo da universidade.

 

Quando for se inscrever na China, certifique-se de começar o processo o quanto antes possível. Muitas instituições decidem as vagas disponíveis com as primeiras inscrições recebidas, portanto, as suas chances de ser selecionado são maiores se você se inscrever logo no início do processo.

 

Dicas do Hotcourses:

 

  • Inscreva-se o quanto antes possível: além de conseguir fazer tudo com calma e ter mais chances de admissão, você também deverá receber a resposta da universidade com mais rapidez;
  • Inscreva-se em quantos cursos e universidades você achar relevante para aumentar as suas chances de admissão;
  • Não deixe a aplicação para o visto para o último minuto;
  • Seja paciente. A universidade pode levar até dois meses para dar uma resposta;
  • Inscreva-se de novo! Se a sua inscrição no semestre de inverno não der certo, tente de novo no próximos semestre.

 

Gostou? O que você está esperando? Encontre o seu curso na China agora!

 

 

Leia também:

Por que estudar na China?

5 coisas para fazer na China

3 áreas de estudo na China

3 bolsas de estudo na China

Como tirar um visto de estudante para a China

Taxas de ensino na China

As acomodações estudantis na China

Trabalhar na China após os estudos acadêmicos

Pesquise por cursos

China
Graduação
SOBRE O AUTOR

O processo seletivo na China

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.