Essenciais
República da Irlanda: Destino de Estudo

Happy St. Patrick’s Day and Happy Birthday, cheers!

Estudante brasileira comemora o St. Patrick’s Day em Dublin, na Irlanda.

Comemorar o St. Patrick's Day na Irlanda
1067

 

Comemorar o aniversário no dia de 18 de março sempre foi normal. Às vezes durante a semana, outras no final de semana, todos os amigos presentes, etc. Pelo menos foi assim até a minha comemoração ser no México. O que o México tem a ver com St. Patrick? Foi no ano de 2009 que sem querer fui parar numa festa louca, com muitas pessoas vestindo verde e muita música boa que passei a virada do meu aniversário. Mal sabia que três anos depois eu estaria na Irlanda, mais precisamente no Temple Bar, comemorando meus 24 anos, e dessa vez a festa muito louca, com muitas pessoas vestindo verde e muita música boa, foi multiplicada por milhares e milhares de vezes.

Mas quem foi São Patrício? O que ele fez? De onde ele veio? Para onde ele foi?

Bom, Patrício era da Bretanha e aos 16 anos foi raptado por piratas irlandeses. Mas, em um sonho, Deus disse para que fugisse do cativeiro. Ele obedeceu e anos mais tarde, quando já era um bispo, ele foi chamado para a evangelização dos irlandeses. E por que o símbolo do trevo? Não sei se vocês já repararam, mas o trevo símbolo da Irlanda não tem quatro folhas como o trevo da sorte, ele tem apenas três. O bispo usava para explicar a doutrina da Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo). Acredita-se que vem do trevo a cor oficial da comemoração, o verde. A data 17 de março é a comemoração de morte do bispo.

Mas, voltando ao meu aniversário... Todo mundo deve pensar, “nossa que legal comemorar o aniversário numa festa dessas, ainda mais estando na Irlanda”. Para festejar, pode ser, mas o meu aniversário é no dia 18, um dia depois da St Patrick’s Day, ou seja, hangover (ressaca, em inglês).

Até comemorei com os amigos, com direito a bolo e tudo mais no sábado, um dia antes da parada tradicional do St Patrick’s Day, o que explica o porquê não consegui acordar cedo para ir até ela no dia seguinte.

Uma dica para quem realmente quer estar na muvuca: acorde cedo, pegue a sombrinha ou a capa de chuva, se agasalhe bem, escolha um lugar de preferência alto e fique lá até o final, já que depois que começa o desfile é difícil sair. A parada passa pelas principais ruas e avenidas de Dublin, é como se fosse o nosso carnaval misturado com o desfile de 7 de Setembro, com direito a fanfarras e tudo mais.

Depois do desfile é que realmente a coisa esquenta (se é que é possível alguma coisa esquentar em Dublin). O Temple Bar fica lotado de turistas se apertando para conseguir comprar uma “pint” (jarra de cerveja). Todos bebem além da conta e você descobre que, assim como ursos polares e pinguins, as “irishs” (irlandesas) também devem ter a pele geneticamente adaptada para não sentir frio ( 2°C e elas vestidas de shorts e regata).

O dia foi passando, meia noite chegando, todos congelando. E aí? E aí que todos foram embora, inclusive eu. A virada do meu aniversário passei embaixo da coberta com o Facebook aberto. E na segunda, dia 18, não saí de casa já que mesmo sendo feriado, muitos amigos trabalharam e os outros estavam com aquela ressaca.

Apesar de ter passado sozinha, não posso reclamar. O St Patrick’s Day é o maior evento da Irlanda e não é qualquer um que tem o privilégio de estar por dois anos numa comemoração como essa. Milhares de turistas lotam a cidade em busca de diversão e entretenimento e contribuem para a economia.  Só tenho uma coisa a dizer: foi um dos melhores aniversários que já tive, então: Happy St. Patrick’s Day and Happy Birthday to me, cheers!

Por Clareana Marrafon, jornalista, 25 anos, e estudante de inglês em Dublin, Irlanda.

 

Também quer estudar inglês na Irlanda? Pesquise entre perfis de escolas, faculdades e universidades irlandesas pelo Hotcourses Brasil.

Pesquise por cursos

República da Irlanda
Vocacional
SOBRE O AUTOR

Comemorar o St. Patrick's Day na Irlanda

Editor Hotcourses Brasil