Essenciais
Itália: Visto - Leitura recomendada

Como conseguir um visto de estudante para a Itália

Conheça o processo e as regras para tirar o visto de estudante italiano

Como conseguir um visto de estudante para a Itália
2641

Estudantes do mundo inteiro sentem-se atraídos pela cultura, culinária e cidades italianas, mas antes de partir para o seu destino de estudo, é preciso passar conquistar o seu visto de estudante italiano. Para isso, criamos um guia básico que você pode ler a seguir.

 

Visto e outros documentos importantes para estudantes internacionais na Itália, geralmente, devem ser obtidos pela embaixada ou consulado da Itália no Brasil. Por isso, é muito importante entrar em contato direto com a embaixada mais próxima de você para verificar se você preenche os requisitos necessários e saber o que precisa providenciar para tirar o seu visto de estudante.

 

Estudantes europeus ou com cidadania européia não precisam de visto para estudar na Itália. Será necessário preencher apenas um stay card que também é obtido pelo consulado ou embaixada italiana.

 

Estudantes não-europeus

 

Se você não for da Europa, deverá se enquadrar em uma de duas seguintes categorias: estudantes em cursos de até 90 dias (curta duração) ou estudantes em cursos de mais de 90 dias (graduação, pós-graduação, entre outros).

 

Cursos de curta duração – Visto tipo “D”

 

Não será necessário tirar um visto de estudante, apenas preencher um documento chamado “Declaração de Presença” (Presence Declare ou Declaration od Presence, em inglês; Dichiarazione di Presenza, em italiano) dentro de oito dias antes da chegada ao país. Há uma taxa para tirar este documento.

 

Cursos de longa duração – Visto tipo “A-C”

 

Você terá que tirar um visto de estudante. Isto deve ser feito pela embaixada ou consulado italiano mais próximo de você. No Brasil, eles estão localizados em Manaus (AM), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Vitória (ES), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Belo Horizonte (MG), Belém (PA), Curitiba (PR), Londrina (PR), Paranaguá (PR), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Caxias do Sul (RS), Porto Alegre (RS), Rio Grande (RS), Florianópolis (SC), Campinas (SP), Jundiaí (SP), Ribeirão Preto (SP), Santo André (SP), Santos (SP), São Paulo (SP) e Sorocaba (SP). Conheça-os aqui. O primeiro passo é entrar em contato direto com um desses consulados para receber informações exatas de primeira mão.

 

Você também precisará preencher um residence card dentro de oito dias antes da sua chegada à Itália.

 

Documentos necessários:

 

  • Um passaporte válido durante toda a duração do seu curso na Itália;
  • Um formulário de inscrição para o visto preenchido e com a sua assinatura;
  • Uma foto do mesmo tamanho da do seu passaporte;
  • Duas páginas em branco em seu passaporte;
  • Prova de fundos suficientes para as despesas no exterior.

 

Documentos adicionais que podem ser exigidos:

 

  • Confirmação de um seguro de saúde;
  • Carta de inscrição ou de admissão em uma universidade italiana;
  • Documentos sobre a sua acomodação na Itália;
  • Comprovação de pagamento do seu curso;
  • Uma passagem de retorno para o Brasil.

 

Taxas

 

Nenhuma taxa é cobrada para tirar o visto italiano, mas para a residence card sim.

 

Leia mais:

O processo seletivo na Itália

O ensino superior na Itália

Por que estudar na Itália?

Trabalhar na Itália após os estudos acadêmicos

Pesquise por cursos

Itália
Graduação
SOBRE O AUTOR

Como conseguir um visto de estudante para a Itália

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.