Essenciais
Malásia: Inscrevendo-se em uma universidade - Leitura recomendada

O ensino superior na Malásia

As instituições, os diplomas e a cultura universitária do ensino superior na Malásia

O ensino superior na Malásia
857

Um centro internacional emergente para negócios e educação, as instituições de ensino superior da Malásia acolhem milhares de estudantes estrangeiros todos os anos. Em 2011, por exemplo, 93 mil pessoas de mais de 100 países concluíram cursos acadêmicos no país, com o número de estrangeiros matriculados em universidades malaias aumentando substancialmente entre 1997 e 2003. O setor educacional superior nacional vivenciou um crescimento similar de 36,8% no mesmo período.

Com uma imensidão de parcerias internacionais, opções de estudos e diplomas inigualáveis, a Malásia é, sim, uma excelente opção exótica de destino de estudo no exterior. Conheça mais sobre o sistema educacional acadêmico do país a seguir.

TIPOS DE INSTITUIÇÕES

Todas as instituições de ensino superior do país são gerenciadas pelo Ministério de Educação Malaio, sejam elas públicas ou particulares. O governo subsidia aproximadamente 60% da educação superior da Malásia e o restante é contabilizado pelo setor privado.

Faculdades/Faculdades Universitárias

As faculdades malaias ajudam os estudantes a ser admitidos em universidades, seja com cursos preparatórios para processo seletivo ou com qualificações para a transferência a uma graduação. As faculdades universitárias (“University Colleges”) são instituições independentes que não possuem o status de universidade, mas tem o direito de outorgar diplomas acadêmicos (degrees) de bacharelados da mesma forma que universidades. Os cursos estão disponíveis na maioria das áreas de estudo.

Universidade

Ambas as universidades públicas e particulares da Malásia outorgam uma série de qualificações de graduação e pós-graduação. Há também oito campi satélites de universidades internacionais estabelecidos no país pelo Reino Unido, Irlanda e Austrália, e cada um deles oferece diplomas acadêmicos e opções inigualáveis de transferência de créditos.

O ano acadêmico na Malásia

As datas importantes do ano letivo na Malásia variam de acordo com a instituição. De maneira geral, pode-se seguir o exemplo da Universiti Teknologi Malaysia (UTM): o ano é dividido em dois semestres; o primeiro vai de setembro à metade de janeiro e o segundo, de fevereiro a agosto ou metade de setembro. Os exames finais duram três semanas no final de cada semestre (em dezembro/janeiro e em junho).

GRADUAÇÕES

Os bacharelados na Malásia, normalmente, duram de três a cinco anos em período integral. Se o estudante optar por um bacharelado em uma área geral, como Bacharela de Artes (BA) ou Bacharelado de Ciências (BS), levará em média três anos para concluí-lo; mas também há a opção, como na maioria dos países de sistema educacional holístico, de optar por uma área de graduação mais específica, chamada de major, por exemplo, Bacharelado de Artes em Marketing. Há também opções de áreas secundárias, as minors, que não precisam necessariamente ser relacionadas à major do estudante. É necessário concluir uma cota certa de disciplinas na área escolhida para conseguir receber o título em seu bacharelado.

A maioria dos cursos em instituições particulares é ministrada em inglês, enquanto em universidades públicas os bacharelados são essencialmente lecionados em malaio ou línguas Bahasa Melayu, exceto os estudos em ciência e matemática. Algumas instituições oferecem também a opção de cursar um bacharelado “com honras” (Honours Degree). O estudante que optar por este tipo de bacharelado terá uma grade curricular e uma rotina acadêmica mais atarefadas, mas concluirá o curso durante o mesmo período que uma graduação comum. Estudantes de Honras normalmente também precisam realizar um trabalho de pesquisa no último ano. No final do curso, a qualificação acadêmica é outorgada com o título “(Hons)” no bacharelado, indicando a dedicação e o alto padrão acadêmico do estudante durante os estudos. Se você se interessar por um bacharelado com Honras, deve se inscrever separadamente no programa.

PÓS-GRADUAÇÕES

Os requisitos de admissão em cursos específicos de pós-graduação se diferem amplamente de acordo com o nível dos estudos e da instituição, e devem ser verificados diretamente com a universidade. No entanto, de forma bastante geral, os cursos exigirão dos candidatos, no mínimo, um bacharelado reconhecido.

Os programas de estudo são oferecidos como mestrados e doutorados e são formados por aulas, projeto de pesquisa e dissertação/tese. A maioria das pós-graduações do país é didática – ou seja, formada por uma grade curricular de aulas presenciais – e tem uma estrutura semelhante aos cursos oferecidos no Reino Unido e na Austrália. Os estudantes frequentarão aulas, seminários, tutoriais e workshops; e concluirão tarefas e avaliações no mesmo formato que em graduações.

Os mestrados malaios duram entre um e cinco anos em período integral, dependendo dos requisitos de créditos acadêmicos. Já os doutorados podem levar até quatro anos. A grande maioria das pós-graduações disponíveis em todas as instituições é lecionada em inglês.

“Twinning Programmes”

As universidades malaias oferecem aos estudantes a oportunidade inigualável de concluir bacharelados em duas instituições parceiras em dois países diferentes. Estes programas são chamados de Twinning Programmes e podem ser “2+1” ou “2+2”. O “2+1” permite que os estudantes cursem créditos acadêmicos em uma universidade conceituada em países como Inglaterra, Austrália, Canadá, Nova Zelândia, França ou Alemanha. Os participantes que preferirem ir para os Estados Unidos optam pelo programa “2+2”: a primeira metade dos estudos é concluída na Malásia e depois o estudante é transferido para uma universidade americana. Há também a opção “3+0”, no qual estrangeiros cursam seus bacharelados completos na Malásia.

Independente do programa e do país, os participantes pagam as taxas de ensino malaias durante todo o curso.

CULTURA ACADÊMICA

O setor de ensino superior da Malásia é bastante internacionalizado e, por isso, dependendo de onde os estudantes escolherem concluir os estudos, provavelmente encontrarão diferentes estilos de ensino e ambientes acadêmicos influenciados por culturas distintas (o que é mais uma vantagem de se estudar na Malásia). Normalmente, a cultura acadêmica malaia é vagamente inspirada na britânica: os estudantes devem cursar a grade curricular de forma independente e gerenciar o seu próprio progresso acadêmico.

A comunicação malaia é sutil, extremamente polida e baseada em diplomacia. Enquanto em alguns lugares do mundo os estudantes estão acostumados a expressar suas opiniões em sala de aula, como uma forma de demonstrar engajamento com o conteúdo do curso, na Malásia, isso pode ser considerado excessivo ou até mesmo desrespeitoso. Os estudantes mantêm uma independência acadêmica suficiente que deverá ser refletida em suas notas.

Pesquise por cursos

Malásia
Graduação
SOBRE O AUTOR

O ensino superior na Malásia

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Gratuito

'eBook ‘Estudar na Malásia'

Gostou da leitura! Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.