Essenciais
Holanda: Inscrevendo-se em uma universidade - Leitura recomendada

O processo seletivo na Holanda

Uma explicação e dicas sobre o processo de inscrição em universidades da Holanda

O processo seletivo na Holanda
2508

A Holanda pode até ser o país mais densamente povoado da Europa, mas ainda assim consegue acolher quase 87.100 estudantes internacionais atualmente. Considerando a cultura rica e tolerante da Holanda e suas impressionantes 11 universidades entre as 200 melhores do mundo, não é de se espantar que estudantes de todas as partes optem pela “nação laranja”. Se a sua intenção é se inscrever em uma instituição de ensino superior na Holanda, acompanhe as informações a seguir.

PESQUISA

A Holanda tem um sistema educacional inigualável, o que faz com que o processo de inscrição seja um tanto diferente dos demais países. As qualificações de ensino superior do país são outorgadas por dois tipos de instituições: as que oferecem cursos aplicados e profissionalizantes e as que oferecem cursos acadêmicos de pesquisa. Ambos os tipos de universidade têm opções de bacharelados e mestrados (até mesmo com nomes semelhantes). Por isso, é importante que cada candidato estrangeiro faça uma pesquisa minuciosa entre os cursos para se inscrever em um que realmente atenda aos seus interesses acadêmicos e profissionais.

As áreas de estudo mais populares entre os estudantes têm um número de vagas mais limitado; inclusive, o processo seletivo para algumas delas é feito por um sistema de loteria centralizado e ponderado chamado Numerus Fixus. Isto significa que as vagas para todos os cursos da mesma área em todas as instituições são preenchidas pelo governo holandês. Os estudantes com um forte histórico acadêmico têm as melhores chances, mas todos que atenderem aos requisitos mínimos do curso são avaliados. No entanto, a maioria dos cursos ministrados em inglês no país não passa pelo Numerus Fixus, exceto as áreas de medicina, psicologia, economia e fisioterapia.

Os estudantes devem verificar se o processo seletivo para o curso escolhido por eles envolve ou não o Numerus Fixus diretamente pelo site oficial das universidades e estarem cientes de que as instituições holandesas usam o sistema de créditos ECTS.

Admissões e prazos finais

 Os prazos específicos variam de acordo com a instituição e dependem também do tipo de processo seletivo utilizado para cada curso. Além disso, também podem variar entre estudantes europeus e não-europeus. As inscrições em universidades holandesas, tanto para graduações quanto pós-graduações, normalmente são abertas entre setembro e outubro para o início do curso em setembro do ano seguinte. Já as vagas pelo Numerus Fixus são todas preenchidas ao mesmo tempo, de costume na metade de maio, para o início do curso em setembro do mesmo ano.

A maioria das instituições holandesas tem dois períodos de admissão por ano: um no começo de setembro, o primeiro semestre do ano letivo no país; e outro em fevereiro, no segundo semestre acadêmico. Os estudantes não-europeus têm entre março e maio para se inscrever ao primeiro semestre e entre novembro e dezembro para o segundo. Algumas instituições aceitam inscrições de estudantes estrangeiros antes mesmo destes períodos, principalmente as de ciências aplicadas.

INSCRIÇÕES

Graduações (primeiro ciclo)

Os candidatos devem se inscrever pelo sistema centralizado de admissões da Holanda, o Studielink. Para isso, deverão se registrar e criar um perfil por onde poderão pesquisar os requisitos específicos de cada curso, fazer o upload de documentos e dados pessoais, e monitorar o andamento de suas inscrições. O Studielink é uma plataforma relativamente recente – os estudantes são aconselhados a também entrar em contato direto com cada instituição para checar os requisitos de admissão e avisar que estão se inscrevendo pelo sistema.

Pós-Graduação (segundo e terceiro ciclos)

As inscrições para cursos de pós-graduações são feitas diretamente pelas universidades e a admissão requer vários padrões acadêmicos específicos – os estudantes que não se qualificarem inicialmente podem completar preparatórios ou “programas de conexão” antes da admissão. Em alguns casos, as instituições holandesas oferecem aos candidatos uma carta de admissão condicional válida por um ano, período em que o estudante deve cursar estudos preparatórios obrigatórios. Após a conclusão bem sucedida destes estudos, o estudante recebe a admissão oficial e pode dar início à pós-graduação.

Documentos necessários

A admissão em graduações holandesas exige, primeiramente, um diploma de ensino médio reconhecido ou academicamente equivalente. Já as pós-graduações exigem um bacharelado reconhecido ou outro diploma equivalente. Os estudantes podem obter um Diploma Holandês para ajudar a definir a natureza de suas qualificações acadêmicas e torná-las reconhecidas pelas instituições holandesas.

Os critérios específicos de admissão variam de acordo com a universidade, o curso e o nível de estudo, mas sempre incluirão um documento de identidade e uma comprovação de proficiência mínima em inglês. De costume, para pós-graduações, o candidato deve tirar nota mínima de 550 no TOEFL (paper-based) ou 213 no TOEFL (computer-based), ou então 6 no IELTS. A nota mínima para graduações depende da instituição e da área de estudo.

A inscrição em mestrados costuma exigir um currículo de cada candidato, uma declaração pessoal e pelo menos uma carta de referência. Todos os documentos devem ser traduzidos para o inglês e certificados pela sua instituição brasileira ou algum órgão relevante do país.

DICAS PARA A INSCRIÇÃO

A cultura holandesa valoriza a franqueza. Quando for escrever a sua declaração pessoal e o seu currículo, use a linguagem que melhor transmita as suas conquistas e ambições, sem exagerar ou mentir. A sociedade holandesa é igualitária por natureza – candidatos que se demonstrarem egocêntricos podem ser desaprovados. Iniciativa e inovação também são muito valorizadas no país, não tenho receio de declarar seus objetivos e ideias.

Como a inscrição é feita em inglês, essa é uma oportunidade de demonstrar a sua fluência – além de a sua nota no TOEFL ou IELTS ter um peso grande no processo. A concorrência na Holanda é acirrada, por isso, analise e revise todos os seus documentos antes de enviar sua inscrição.

Leia mais:

O ensino superior na Holanda

Holanda: um país pioneiro

Pesquise por cursos

Holanda
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

O processo seletivo na Holanda

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...