Essenciais
Nova Zelândia: Quando chegar lá

Os 10 lugares que você não pode deixar de conhecer na Nova Zelândia

1200

 Aqui está a nossa sugestão dos 10 destinos mais fascinantes da Nova Zelândia. Não foi fácil escolher apenas 10.

• Abel Tasman
Localizado na região mais ensolarada do país, no topo da Ilha do Sul, o Parque Nacional de Abel Tasman é um local perfeito para combinar ação e relaxamento. A caminhada de 4 a 5 dias pelas belíssimas trilhas costeiras, onde você pode dormir sob as estrelas ou em um dos alojamentos da trilha, é uma das oficiais ‘Great Walks’ (Grandes Caminhadas) da Nova Zelândia. Uma maneira alternativa de apreciar este parque nacional é através do mar, com passeios caiaque. Se prepare para passar o dia todo explorando praias paradisíacas banhadas pelo aquecido e borbulhante Pacífico do Sul; e se depare com leões-marinhos, raias, golfinhos e centenas de espécies nativas da abundante floresta.

• Auckland
A fabulosa Auckland é a ‘Sydney’ da Nova Zelândia. Conhecida como a ‘Cidade das Velas’ (City of Sails), ela é cosmopolita, cheia de estilo e cercada por baías. Na última década bilhões de dólares foram investidos em Auckland e esta cidade arborizada e encantadora está repleta de vida! Além dos 22 parques regionais, 50 ilhas e 500 km de trilhas e caminhadas, a cidade oferece excelentes lojas, restaurantes, bares, clubes, vida noturna, música ao vivo e uma vibrante cena artística. Auckland é a maior e possivelmente a mais apaixonante cidade da Nova Zelândia.

• Kaikoura
O espetacular vilarejo de Kaikoura está localizado entre o Seaward Kaikoura Range e o Oceano Pacífico e, para complementar essa dramática beleza, as montanhas são cobertas de neve durante o inverno. Kaikoura é também famoso pelos seus encontros de mamíferos marítimos – baleias, leões-marinhos e golfinhos nadam nas águas costeiras e você pode, literalmente, ficar frente a frente com um desses ‘habitantes locais’, embarcando em um dos passeios de caiaque que partem da cidade várias vezes ao dia. Kaikoura é também o lugar ideal para se comer lagostim; experimente prová-lo em um dos quiosques da avenida costeira; se você tiver sorte, será entretido por uma colônia de leões-marinhos brincando nas rochas.

• Queenstown
Apesar de Queenstown ser conhecida como a Capital Mundial da Aventura, existe muito mais nesta elegante cidade Sulista do que esportes radicais e aventuras de alta tensão. Para os viciados em adrenalina ou os amantes da natureza, esta linda cidade às margens do Lago Wakatipu oferece fantásticos restaurantes, um rico comércio e uma eletrizante vida noturna. No inverno, ela é a base para os exploradores das vizinhas estações de ski; no verão, as suas verdes colinas recebem escaladores, jogadores de golfe e praticantes de mountain-bike.

• As Geleiras de Franz Joseph & Fox
Em lugar nenhum do mundo existem geleiras tão acessíveis quanto as da costa oeste da Nova Zelândia. Os vilarejos das geleiras de Franz Joseph & Fox são locais perfeitos de base para a exploração desses espetaculares vestígios da era do gelo. Existem inúmeros passeios guiados e companhias de helicóptero oferecendo voos magníficos sobre as geleiras e as montanhas vizinhas.

• Wellington
Wellington é a capital cultural e artística da Nova Zelândia. Seus muitos edifícios históricos, museus, galerias de artes, butiques e cafés são suficiente para preencher as horas do dia, enquanto extraordinários restaurantes, agitados bares e uma vibrante cena musical vazem da noite uma criança. Wellington é a casa do maior evento cultural do país, o Festival Internacional de Artes da Nova Zelândia, que exibe os mais talentosos comediantes, músicos e artistas da nação, além de ser um belíssimo espetáculo. A cidade fica entre uma maravilhosa baía e as floridas colinas do parque florestal além de contar com uma abundância em santuários selvagens, ilhas, vilas costeiras, praias oceânicas e parques, que fazem dela um paraíso de aventuras ao ar livre.

• Rotorua
Rotura é merecidamente um dos pontos de maior turismo da Ilha do Norte. Os visitantes fazem banhos terapêuticos de lama, respiram um ar rico em vapores sulfúreos, admiram as formações de gêiseres e as fontes borbulhantes de águas termais. Rotura é ainda um local ideal para se conhecer a cultura Maori. Os Maoris veneram este local e formam um terço da sua população. O ‘Te Puia’ é a grande atração de Rotorua, com performances culturais e tradicionais refeições hangi (assadas em fornos de barro) sendo realizadas juntamente com as atividades geotérmicas.

• Marlborough
A mais famosa região vinícola da Nova Zelândia é a casa de um dos mais distintos Sauvignon Blancs do mundo! Se aventure de bicicleta entre as videiras e explore algumas das mais famosos vinícolas do mundo. A cidade de Picton é uma ótima base para explorar essas vinícolas, para embarcar em lindos passeios de caiaque por ‘Marlborough Sounds’, ou para fazer estonteantes caminhadas à beira-mar.

• A Baía das Ilhas
Infinitas praias, águas mornas e cristalinas e mais de 144 ilhas compõem a acuradamente denominada ‘Baía das Ilhas’ (Bay of Islands), ao norte da NZ. Este é um local de descanso, nados, banhos, pesca e mergulhos. A cidade de Waitangi possui uma imensa significância histórica, uma vez que aqui foi assinado o ‘Tardado de Waitangi’, garantindo que o povo Maori tivesse os mesmos direitos que os colonos Britânicos.

• Península de Otago
Se a sua paixão for pelos animais, a península de Otago é seu destino obrigatório. Ela oferece a mais acessível variedade de vida selvagem da Ilha do Sul: entre albatrozes, leões-marinhos, focas, pinguins e outros... A acidentada geografia interiorana forma um sensacional cenário de fundo para os encontros da vida selvagem. Os visitantes podem embarcar em cruzeiros pelo mar ou caminhar pelas praias selvagens e ver coloridos galpões de madeira para barcos (boatsheds) e interessantes povoações históricas.

Pesquise por cursos

Nova Zelândia
Por Nível de Ensino*
SOBRE O AUTOR

Hotcourses Brasil editor