Essenciais
Suécia: Inscrevendo-se em uma universidade

O processo seletivo na Suécia

UMA EXPLICAÇÃO E DICAS SOBRE O PROCESSO DE INSCRIÇÃO EM UNIVERSIDADES DA SUÉCIA

O processo seletivo na Suécia
3431

Apesar do sistema de ensino superior sueco ser totalmente exclusivo, o número de inscrições nas universidades do país cresceu muito nos últimos anos. O estilo de ensino, sistema de crédito e cultura acadêmica da Suécia são bastante originais, por isso, o processo seletivo no país pode parecer intimidante, mas é, na verdade, bem simples depois de compreendê-lo. Para que você não se intimide ou se desanime antes de tentar, aqui vai uma explicação sobre a inscrição no ensino superior da Suécia.

PESQUISA

O sistema acadêmico sueco é diferente do resto do mundo, organizado em três ciclos (bacharelados, mestrados e doutorados). Cada curso tem exigências específicas em relação aos créditos obrigatórios para a admissão e os estudantes podem atendê-las de duas formas: concluindo uma série de disciplinas separadas da universidade ou um curso completo com uma grade obrigatória e opcional. Os que optarem pelas disciplinas individuais recebem um diploma comum ou um diploma acadêmico indicando a quantia de créditos concluídos em uma combinação de áreas aceitável pela universidade.

Os estudantes são orientados a começar a pesquisar por cursos com um ano letivo de antecedência e confirmar diretamente com a universidade a equivalência dos créditos cursados no exterior. O sistema sueco é menos rígido em relação às disciplinas de cada área de estudo, mas os candidatos devem se certificar de que o curso de interesse corresponderá exatamente aos créditos de sua instituição brasileira.

Matrículas e prazos finais

O ano acadêmico na Suécia começa no final de agosto e termina em junho do ano seguinte. Um catálogo de cursos internacionais é disponibilizado todos os anos em janeiro e os candidatos podem se inscrever para dar início ao curso tanto no primeiro semestre (agosto) quanto no segundo (janeiro). É aconselhável que os estudantes estrangeiros se inscrevam no primeiro semestre para terem tempo de conseguir todos os documentos de imigração. A Suécia usa o sistema centralizado de admissões agrupadas University Admissions que permite se inscrever de forma online para diferentes cursos. Os candidatos de bacharelados e mestrados têm até o dia 15 de janeiro para se inscrever, para começar o curso em agosto; ou até o dia 15 de agosto, para iniciar o curso em janeiro. Já para os cursos de doutorado, os prazos de inscrição são estipulados por cada universidade.

Em alguns casos, há admissões adicionais em abril para os cursos que se iniciam em agosto, e em outubro para os cursos de janeiro. A decisão em relação à seleção dos estudantes nestes prazos extras é divulgada muito próxima ao início das aulas, sendo assim, pode ficar muito corrido para os estudantes estrangeiros resolverem todos os detalhes da viagem.

Documentos necessários

A admissão em um curso na Suécia exige a comprovação de qualificações acadêmicas que sejam equivalentes aos créditos obrigatórios do ciclo. Por exemplo: a admissão em um mestrado (ciclo dois) exige que o candidato tenha um bacharelado ou equivalente (ciclo um).

Os requisitos referentes aos créditos podem ser atendidos ao cursar cursos avançados adicionais como um preparatório internacional reconhecido. Os estudantes estrangeiros devem ser capazes de demonstrar proficiência em inglês, matemática ou sueco, dependendo da natureza do curso que estiverem interessados. O sistema sueco é compatível ao European Credit Transfer and Accumulation System (ECTS; Sistema Europeu de Acúmulo e Transferência de Créditos).

Todos os documentos enviados pelo sistema de admissões sueco também precisam atender aos requisitos de tradução do país – e candidatos de algumas nacionalidades podem precisar de documentos específicos adicionais, por isso, antes de se inscrever sempre entre em contato direto com a universidade sueca para verificar os requisitos de admissão.

Todos os documentos enviados durante a inscrição devem ter um carimbo ou assinatura da instituição brasileira ou outro órgão relevante para comprovar a autenticidade de cada um deles. Se o candidato estiver concorrendo a alguma bolsa de estudo na Suécia, deve pagar as taxas de inscrição até o dia 3 de fevereiro.

Cada universidade pode estipular critérios de admissão adicionais aos tradicionais, dependendo da natureza do curso, como, por exemplo, proposta de pesquisa, currículo ou declaração de propósito.

DICAS PARA A INCSRIÇÃO

O processo de inscrição para estudar na Suécia é dividido em várias etapas e exige diferentes documentos de suporte. Por isso, antes de se inscrever é importante ter certeza quais são os requisitos exigidos pelo órgão de admissões centralizado, pela própria instituição e qualquer outro requisito adicional do curso.

O estudante que se inscrever em mais de um curso será avaliado primeiramente em sua primeira opção, para isso, é necessário classificar suas inscrições por ordem de preferência. Se você for admitido na sua primeira opção de curso, as suas demais inscrições são automaticamente deletadas do sistema. O ensino na Suécia tem o lema “liberdade com responsabilidade”. Todos os estudantes que precisarem enviar uma declaração de propósito devem ter este lema em mente quando forem escrever suas redações.

Leia mais:

O ensino superior da Suécia

MBA na Suécia

Pesquise por cursos

Suécia
Graduação
SOBRE O AUTOR

O processo seletivo na Suécia

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.