Essenciais
Reino Unido: Inscrevendo-se em uma universidade

O processo seletivo no Reino Unido

UMA EXPLICAÇÃO SOBRE COMO SE INSCREVER EM UMA UNIVERSIDADE DA INGLATERRA, ESCÓCIA, PAÍS DE GALES E IRLANDA DO NORTE

O processo seletivo no Reino Unido
1847

Além de ser um centro global para acadêmicos e profissionais, o Reino Unido é um destino de estudo popular entre os estudantes internacionais. Com uma variedade de cursos e áreas de estudo, as qualificações outorgadas por instituições britânicas são reconhecidas mundialmente para preparar os estudantes para uma carreira global. O processo de admissão é diferente do brasileiro e, de primeira, pode ser um tanto intimidante. No entanto, se você seguir os procedimentos passo a passo, perceberá que ele é, na verdade, fácil de compreender.

Deixe-nos explicar o processo de admissão em uma universidade britânica de forma simplificada para que você possa planejar os seus estudos no Reino Unido adequadamente.

INSCRIÇÃO

Pesquisa e UCAS

O processo de inscrição para estudar no Reino Unido diferencia entre estudantes europeus e não-europeus. Mesmo assim, na maioria dos casos, ele é feito pelo site Universities and Colleges Admissions Service, mais conhecido pela sigla UCAS, o serviço oficial de inscrições do país.

Se a sua instituição não fizer parte do UCAS, você terá de entrar em contato diretamente com a equipe de admissões da universidade para confirmar o procedimento específico. Os candidatos de artes performáticas se inscrevem pelo Conservatories UK Admissions Service (CUKAS).

A admissão em instituições britânicas é muito concorrida e competitiva. Por isso, recomendamos que você dê início à sua pesquisa por cursos e requisitos de admissão com pelo menos um ano de antecedência à data que você pretende viajar.

Veja a lista de instituições que utilizam o UCAS

Saiba mais sobre o CUKAS

Matrículas e Prazos Finais

O ano acadêmico no Reino Unido começa em setembro e termina em julho. As inscrições em graduações para estudantes da Europa pelo UCAS seguem os seguintes prazos:

Candidatos fora da Europa podem se inscrever desde o dia 1º de setembro do ano anterior ao de início do curso até o dia 30 de junho. Entretanto, são incentivados a se inscrever o quanto antes possível e verificar com atenção todos os prazos específicos da instituição para candidatos não-europeus.

Os processos de inscrição para graduações em instituições não listadas no UCAS devem ser feitos diretamente pela universidade/faculdade, mas, de forma geral, os prazos finais costumam ser os mesmos do UCAS. Algumas universidades também têm datas de inscrição e admissão durante a metade do ano letivo (ou seja, em janeiro ou fevereiro). Outras, inclusive, possuem a chamada "rolling admission" com inúmeras datas de admissão durante o ano inteiro.

Apesar de algumas inscrições em pós-graduações serem feitas pelo UCAS, a maioria é realizada diretamente com a instituição de ensino, principalmente para os cursos de pesquisa. Cada universidade tem prazos de inscrição diferentes para os cursos de pós-graduação, seja pelo UCAS ou não. No entanto, para qualquer pós em artes performáticas, ensino ou Mestrados de Artes em trabalho social ou medicina, a inscrição deve ser feita pelo UCAS. Há também um programa do UCAS, chamado UKPASS, específico para a inscrição em alguns cursos seletos.

Descubra se você pode se inscrever em uma pós-graduação pelo UCAS

Descubra se você pode se inscrever em uma pós-graduação pelo UKPASS

Veja aqui todos os prazos finais de inscrição do UCAS

Documentos necessários

Os estudantes precisam se certificar de que a qualificação acadêmica que já possuem seja válida no Reino Unido e comprovar a proficiência no inglês com o resultado de um teste padrão. Normalmente, as instituições britânicas aceitam o IELTS. Todos os históricos escolares/acadêmicos  e diplomas da candidato deverão ser enviados juntamente com a inscrição, com o máximo de detalhes possível (notas e médias do candidato, por exemplo).

Você também precisará escrever sua declaração pessoal (essay ou personal statement), uma redação que explique porque você quer continuar seus estudos, quais motivos levaram você a optar pela sua área e pela instituição, etc. Os candidatos que estiverem se escrevendo em mais de uma instituição pelo UCAS são aconselhados a evitar de escrever o nome de qualquer universidade na declaração, pois todas receberão o mesmo documento. Algumas universidades também exigem de duas a três cartas de recomendação.

Além de todos estes documentos listados acima, você vai precisar de uma prova de identificação, como uma cópia da página de foto do seu passaporte, de sua identidade nacional ou de sua carteira de motorista. Todos os candidatos não-europeus precisam requerer um visto de estudante após o recebimento de uma carta de admissão de uma universidade britânica.

É bastante provável que você precise providenciar cópias oficialmente traduzidas para o inglês de seus documentos que deverão ser enviadas juntamente com as cópias oficiais (ou autenticadas).

Saiba mais sobre o visto britânico Tier 4 (General)

Visto de estudante para o Reino Unido

Testes de admissão e aptidão

Em alguns casos, os candidatos terão de prestar testes específicos adicionais de admissão ou aptidão, dependendo dos requisitos da instituição ou da área de estudo. Para cursos de medicina, normalmente é exigido um resultado na prova GAMSAT, e a LNAT para os cursos de direito. Você pode encontrar um guia completo de testes de admissão do Reino Unido por área de estudo no site Admissions Testing Service.

DICAS PARA A INSCRIÇÃO

O processo de inscrição no Reino Unido é bastante competitivo. Os estudantes têm urgência em enviar suas inscrições o mais cedo possível. A última data de inscrições pelo UCAS é o 30 de junho, para o começo do curso em setembro do mesmo ano, o primeiro termo letivo.

Sua declaração pessoal terá um papel importante em sua inscrição - ela funciona como sua apresentação pessoal -, por isso, é importante que você tenha tempo suficiente de escrevê-la em inglês e revisá-la com cuidado. Demonstre o seu entusiasmo e o seu domínio do idioma, e explique porque você quer estudar especificamente no Reino Unido ao invés de qualquer outro país.

A dissertação acadêmica no Reino Unido é formal e direta, portanto, evite uma linguagem superficial ou demasiadamente "efusiva" ou "sentimental". Os formulários de inscrição do UCAS tem um limite de 4 mil caracteres para a declaração pessoal.

Os estudantes devem se certificar de explicar claramente as razões que os levaram a optar pela área de estudo e destacar qualquer habilidades, conhecimentos e experiências práticas que possam comprovar o seu interesse pela área. Lembre-se: os agentes de admissão lêem centenas de inscrições, por isso, a sua declaração deve fazer com que você se destaque dentre os demais candidatos.

Leia mais:

O Ensino Superior no Reino Unido

Pesquise por cursos

Reino Unido
Graduação
SOBRE O AUTOR

O processo seletivo no Reino Unido

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.

Dê uma olhada...