Essenciais
Reino Unido: Informações essenciais - Leitura recomendada

Uma introdução à culinária britânica

Uma introdução à culinária britânica
4539

Uma das coisas que torna o Reino Unido um lugar único é a sua grande diversidade cultural e culinária. Além de pratos e combinações interessantes – ou bizarras, se preferirem assim – inventadas pelos nativos (como as jellied eels, enguias na gelatina, ou os haggis, miúdos de carneiro), o Reino Unido tem uma grande propensão em acolher e aderir qualquer combinação de alimentos em sua própria culinária. Nos países do Reino Unido, você facilmente encontra, além dos tradicionais assados e peixes e chips (que na Inglaterra significa batata frita), pratos originados na China, Japão, Tailândia, Itália, França, Espanha, Índia e Estados Unidos.

Comer nos restaurantes do Reino Unido

Se você for provar a culinária britânica tradicional pela primeira vez, a melhor opção é ir a um pub ou algo do tipo. A comida será barata e simples – portanto, não é a melhor escolha para quem está à procura de um jantar luxuoso. Mas será perfeita para experimentar a cultura do Reino Unido como um todo: comida, ambiente, música... Isto porque os pubs são comumente locais de encontro de vários grupos sociais britânicos; desta forma, você prova a culinária do país e ainda conhece diferentes moradores locais.

Agora, se a sua vontade é provar a culinária de outros países ou fazer uma refeição um pouquinho mais elaborada que peixe e chips, você encontrará uma variedade enorme de restaurantes de todos os tipos, que proporcionarão praticamente uma volta às cozinhas do mundo. Algumas franquias são bastante populares no Reino Unido, como a La Tasca, de comida espanhola, o francês Cafe Rouge, e a japonesa Wagamama’s.

Se estiver à procura de um lugar mais exclusivo e famoso, então com certeza deve experimentar o restaurante Jamie’s Italian, fundado pelo chef britânico e celebridade Jamie Oliver (também apresentador de TV e autor de livros culinários). A franquia está presente na maioria das grandes cidades do Reino Unido e serve rústicos pratos italianos a preços acessíveis. Além disso, recentemente, Jamie Oliver lançou em Londres a franquia de restaurantes Union Jacks, especializada em pratos com tradicionais sabores britânicos.

E, é claro, o Reino Unido é casa também de várias redes famosas internacionalmente, como o Starbucks e o famigerado McDonald’s. Por isso, se quiser algo mais familiar, é só procurar pelos restaurantes nos quais está acostumado a comer.

Take away

“Vai comer aqui ou vai levar?” Escutamos isto com frequência em restaurantes brasileiros, principalmente nas redes de fast food que costumam estar abarrotadas de clientes; é dada a opção de ficar e comer nas mesas do estabelecimento ou então pegar a sua comida embalada para ser levada com você. No Reino Unido, você também tem estas duas opções, com um diferencial: os preços são diferentes. O stay in, consumir a comida no próprio estabelecimento, costuma ser um pouco mais cara que a take away, levar a compra com você e consumir fora. ("Take away", no Reino Unido, pode se referir também a delivery, restaurantes que entregam a comida na casa dos clientes.)

Gostando de cozinhar suas próprias refeições ou não, é bem provável que, como estudante universitário internacional, você acabará se familiarizando bastante com as opções de take away mais próximas da sua moradia ou da sua universidade. Com a rotina agitada de estudos, esta opção é mais rápida e prática, e possibilita provar diferentes culinárias sem sair de casa, além de evitar grandes pilhas de louças. No entanto, gastar constantemente com comida de fora e com a taxa de delivery não é uma escolha legal para a sua carteira.

Muitos restaurantes do Reino Unido oferecem serviços de entrega, e vários estabelecimentos de áreas residenciais - dentre eles cafeterias e lanchonetes - são especializados na opção take away, para comprar e “comer fora”. É bastante aconselhável que explore o seu bairro para encontrar as suas opções: quais restaurantes têm por perto, diferença de preços, de pratos, etc.

Existe ainda uma opção bem prática: visitar sites como o Just-Eat e Hungry House. Neles, basta digitar o seu “postcode” (ou CEP) e o tipo de comida que está interessado em encontrar. Os sites farão uma procura na rede e listarão os restaurantes take aways mais próximos de você. E o melhor: escolhida a sua opção, você pode fazer o pedido online!

Como conhecer as opções mais próximas

Uma das vantagens da vida acadêmica é conviver com quem já é estudante da universidade há mais tempo que você. Isto significa que se no começo dos seus estudos você precisar de dicas em relação a onde ou o que comer, estes estudantes veteranos serão uma ótima fonte de informação. Terão suas próprias opiniões, avaliações e sugestões sobre a comida local.

Além disso, você pode recorrer também a sites de reviews. Graças à popularidade da internet, muitas pessoas gastam um tempinho para avaliar restaurantes e deixar elogios ou críticas em sites como o Trip Advisor.

Saudades da comidinha brasileira?

Pode ser que você demore a se acostumar com a culinária britânica, e isto é normal; ou então, depois de meses de estudos longe de casa, sinta falta de uma comidinha caseira, bem brasileira. Uma opção é visitar supermercados que costumam oferecer ingredientes da culinária mundial, e reunir tudo o que você precisa para preparar o seu prato preferido (mesmo que seja apenas um arroz com feijão) para sentir o gosto de casa.

Você pode optar por experimentar um dos restaurantes que simulam o rodízio de nossas churrascarias. Em Londres, por exemplo, você encontra estabelecimentos menores deste estilo, como o Rodízio Preto ou o Rodízio Rico. Alguns misturam o churrasco brasileiro com o argentino, como o Rodízio Gaúcho. E, é claro, tem também as mais diversas redes de fast food, mais adaptáveis ao paladar de qualquer um, não importa a nacionalidade.

Pesquise por cursos

Reino Unido
Por Nível de Ensino*
SOBRE O AUTOR

Uma introdução à culinária britânica

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.