Essenciais
Reino Unido: Informações essenciais - Leitura recomendada

Economia, seguro e saúde no Reino Unido

Economia, seguro e saúde no Reino Unido
1131

Quando você se decide por estudar no exterior, é normal que tenha várias preocupações. Com certeza, uma delas será: e se eu ficar doente durante o intercâmbio? Infelizmente, em uma rotina agitada de estudantes, isto pode acabar acontecendo; por isso, é bom estar bem informado para saber como agir em casos de doença – só por precaução.

Preparar-se com antecedência

A melhor forma de minimizar o impacto de uma doença é se preparar com antecedência. Se você estiver no Reino Unido como estudante e o seu curso durar mais de seis meses, então você automaticamente tem direito aos mesmos atendimentos públicos que os nativos pelo National Healthcare Service. O NHS, ou em português Serviço Nacional de Saúde, oferece atendimento médico gratuito como e quando você precisar.

Ao chegar ao Reino Unido, você terá que apresentar certificados de saúde (seja com a sua carteira de vacinação completa ou com uma declaração traduzida assinada pelo seu médico brasileiro) provando ter tomado todas as precauções necessárias para entrar no país. Mantenha todos estes documentos na sua bagagem de mão, pois pode ser que você precise apresentá-los durante a passagem pela imigração.

Se você tiver alguma condição médica, precisará levar com você todas as receitas e prescrições médicas e um relatório médico completo traduzido para o inglês. Estes documentos serão importantes para a sua entrada no país com os seus remédios e também lhe ajudarão a se registrar em um consultório local.

Uma vez no Reino Unido, você deve procurar um GP local e se registrar, levando com você todos os documentos referentes à sua saúde. GP significa general practitioner, um médico geral que fornece cuidados preventivos, educação em saúde e tratamentos gerais à comunidade. Quando for registrar-se com um GP local, leve com você uma cópia do seu contrato de aluguel e da sua carteirinha de estudante, para preencher os formulários e receber o seu NHS card. Mantenha-o com você o tempo todo.

O seu GP local será o seu contato para a maioria de doenças médicas não urgentes.

Os diferentes tratamentos do NHS

O NHS é divido em muitas partes, e os tratamentos oferecidos dependerão muito do que você precisar.

O seu GP local provavelmente será a primeira pessoa que você irá procurar quando não estiver se sentindo bem. Se você tiver qualquer problema de saúde que não seja uma emergência, então procure conselhos com seu GP. Eles recebem treinamentos básicos em uma grande variedade de problemas e são especializados em diagnósticos, principalmente em estágios iniciais das doenças. Após examiná-lo, ele poderá lhe encaminhar para um médico especializado ou para algum departamento de hospital, se necessário.

A maioria dos hospitais possui Minor Injuries Unit (MIU), unidades para lesões menores; é nela que você deve ir se estiver sofrendo de qualquer lesão ou ferimento (como distensões e queimaduras leves) que não seja uma emergência. Se você já estiver tomando medicamentos antes da viagem para tratar uma condição preexistente, é essencial que você informe quais são os remédios ao médico que lhe atender, para que ele saiba qual antibiótico ou analgésico lhe prescrever.

Todos os hospitais de cidades grandes possuem um departamento de emergências, especialmente equipados para lidar com maiores acidentes, e que só deve ser procurado em casos de doença grave que necessitem de atenção imediata.

 

Para gripes e resfriados comuns, existe uma série de remédios que podem ser comprados diretamente em farmácias locais. Se você estiver incerto sobre qual comprar, um farmacêutico treinado poderá lhe ajudar.

O que o NHS não cobre?

Haverá um custo incluso na maioria das prescrições do Reino Unido, em média £6.85 para cada item na receita. No entanto, existem certas condições médicas com medicação gratuita. Estas informações estarão disponíveis em qualquer farmácia.

Além disso, em alguns casos, você precisará de um atestado médico ou passar por consultas odontológicas ou oftalmológicas. O NHS não cobre nenhum destes serviços, o que significa que você terá que pagar consultas particulares.

Seguro de casa e de bens

É aconselhável adquirir um seguro de bens enquanto morar no exterior para assegurar que seus pertences estejam protegidos em caso de roubo ou perda. Algumas universidades incluem o seguro no valor do pacote da acomodação no campus.

Se este não for o caso da sua instituição ou se você preferir morar em uma casa ou apartamento alugado, vale pesquisar opções de seguro; com certeza, a sua universidade saberá lhe informar empresas confiáveis com pacotes específicos para estudantes. Ou então, você pode perquisar por companhias especializadas, como a Endsleigh.

Assim, se por acaso algum dos seus pertencentes quebra ou é quebrado, você tem a quem recorrer. Isso se fará bastante útil, por exemplo, se algo acontecer com o seu laptop, um item essencial durante o intercâmbio, seja para estudar ou para manter contato com sua família. Mas pense bem antes de acionar o seu seguro, se o dano não for urgente. Isto porque, às vezes, o valor que você pagará pela mensalidade do plano será maior após a reclamação.

Pesquise por cursos

Reino Unido
Por Nível de Ensino*
SOBRE O AUTOR

Economia, seguro e saúde no Reino Unido

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.