Essenciais
Reino Unido: Últimas notícias

10 descobertas incríveis feitas por universidades britânicas

Descobertas incríveis que resultaram de pesquisas e estudos acadêmicos feitos em universidades britânicas, como a ovelha Dolly, a penicilina e o primeiro computador do mundo.

1974

O site britânico The Independent listou dez entre as mais incríveis descobertas que resultaram de pesquisas acadêmicas realizadas por universidades do Reino Unido. Você sabia que o primeiro computador foi criado em 1948 na Manchester University? E que a descoberta da penicilina e o clone da ovelha Dolly só foram possíveis após o trabalho árduo de cientistas e pesquisadores de universidades britânicas? Conheça a seguir algumas destas principais invenções e descobertas, que significaram um enorme avanço para a humanidade.

 

1) Fibras ópticas

 

A internet é, sem dúvidas, um invento maravilhoso, mas é bastante frustrante quando ela funciona a passos de tartaruga. É aí que as fibras ópticas entram!  Feito de um vidro extrudido de alta qualidade chamado sílica, elas orientam a luz através de um processo de refração; e ao refleti-la, são capazes de transmitir a largura de banda em uma velocidade notavelmente alta e em distâncias notavelmente mais longas. Por isso, as fibras ópticas são usadas em telecomunicações e redes de computadores para acelerar as conexões de internet. A primeira demonstração de como as fibras ópticas poderia "dobrar" a luz aconteceu na Imperial College London.

 

2) Aquecimento global

 

A mudança climática é uma questão que cresceu em importância ao longo do século 20 e início do século 21. É claro, não há como ser clamada como uma "descoberta", mas uma pessoa teve um grande papel na expansão do assunto - e o nome dela é Hubert Lamb, da University of East Anglia. Ele foi um dos primeiros a sugerir que a mudança climática poderia afetar os humanos durante suas vidas úteis, argumentando que as mudanças climáticas não deveriam ser tratadas como uma constante para fins de conveniência. Em seus estudos acadêmicos, Lamb previu o derretimento das calotas polares, a inundação de cidades, e sérios prejuízos à agricultura.

 

 3) Penicilina

 

No dia 3 de setembro de 1928, Alexander Fleming retornou ao seu laboratório após as férias de verão e encontrou uma pilha de placas de Petri mofando. Uma delas chamou a sua atenção; o bolor crescendo dentro dela parecia ter matado as bactérias Staphylococcus aureus que estavam na placa. Fleming percebeu que aquele bolor tinha potencial. Acabou-se por descobrir o bolor Penicillum, não tóxico e capaz de matar várias bactérias.

 

No entanto, apenas durante a Segunda Guerra que a penicilina foi estudada a fundo. Dois cientistas da Universidade de Oxford, enquanto faziam avanços em seus projetos de bacteriologia, começaram a analisar o bolor Penicillum como uma possível solução para o número crescente de mortes devido a infecções bacterianas secundárias nos campos de batalha. O sucesso foi imediato e a "droga das maravilhas", como ficou conhecida, passou a ser desenvolvida e produzida em massa.

 

4) Células-tronco

 

A descoberta das células-tronco embrionárias em um laboratório de Cambridge, em 1981, foi, sem dúvidas, um dos maiores e mais importantes avanços médicos do século 20. Dois cientistas ingleses, Martin Evans e Matthew Kauffman, da Universidade de Cambridge, conseguiram derivar essas células-tronco a partir de embriões de camundongos e, desde então, as pesquisas na área vem usando-as em tudo: da prevenção de defeitos genéticos em bebês em gestação até o tratamento do sangue e a imunização dos sistemas genéticos relacionados a doenças como o câncer.

 

No entanto, estas pesquisas são causadoras de muitas controvérsias e levantam várias questões éticas; isto porque o embrião humano é destruído com a extração das células-tronco.

 

5) A ovelha Dolly

 

A ovelha Dolly foi um grande fenômeno mundial, apesar de nunca ter deixado sua casa escocesa. Ela foi o primeiro animal clonado do mundo! Passou toda a sua vida no Instituto Roslin, da Universidade de Edimburgo, e foi o primeiro clone feito a partir de uma célula adulta através de uma técnica chamada de transferência somática de núcleo.

 

6) Núcleos atômicos

 

Ok, talvez esta não seja uma descoberta que cooperou com o avanço da humanidade; mas foi um invento que mudou o rumo da sociedade. A criação dos núcleos atômicos na Universidade de Manchester possibilitou o desenvolvimento da fissão nuclear, usada em usinas e bombas nucleares – inclusive na bomba usada pelos Estados Unidos para devastar Hiroshima e Nagasaki durante a Segunda Guerra Mundial.

 

7) DNA

 

Já ouviu falar em dupla hélice? Trata-se da estrutura alternativa das moléculas do DNA. E o DNA é a molécula que codifica as instruções genéticas usadas no desenvolvimento e funcionamento de todos os organismos vivos. Foi em 1953 que dois pesquisadores de Cambridge publicaram um trabalho descrevendo a estrutura de dupla hélice do DNA e, desde então, os pesquisadores da universidade vem se empenhando a descobrir mais e mais sobre este complicado código químico.

 

8) O primeiro computador

 

O nosso mundo de hoje está repleto de aparelhos eletrônicos portáteis, fininhos e práticos – além de caros –, e com capacidades tecnológicas extraordinárias. Toda essa revolução teve início com a invenção inovadora do primeiríssimo computador do mundo na Universidade de Manchester. Os cientistas Freddie Williams e Tom Kilburn revelaram o "Baby" em 1948. Foi o primeiro computador com armazenamento de programas do mundo, criado, na verdade, como um teste do Tube de Williams, uma forma primitiva da memória do computador.

 

Apesar do nome "Baby" ("Bebê"), o tamanho do primeiro computador era enorme, tomando todo o espaço de um dos andares do prédio – ou o espaço de três bilhões de MacBook Airs alinhados lado a lado.

 

9) Os fulerenos

 

O fulereno é uma substância formada artificialmente a partir do carbono – a terceira mais estável, após o diamante e o grafite (ambas formas alotrópicas naturais do carbono). Em 1985, Harold Kroto da Universidade de Sussex e seus colaboradores nos EUA viram o carbono em uma nova luz e descobriram os fulerenos, ou as "bolas de futebol em miniatura" – qualquer molécula do carbono que possua a forma de esfera, tubo ou algo similar. Os fulerenos apelidados de Buckminsterfullerene vêm sendo amplamente utilizados na pesquisa do tumor; e os nanotubos de carbono são usados para o desenvolvimento de inúmeras itens, desde equipamentos esportivos até turbinas de vento, devido à sua estrutura incrivelmente forte e leve.

 

10) Núcleossínteses

 

Em 1957, um trabalho acadêmico foi publicado com a informação de que nós todos somos feitos de poeira estelar (ou em inglês, stardust). Na verdade, não é bem isto, mas algo parecido. Quatro cientistas da Universidade de Manchester conduziram pesquisas extensas sobre as nucleossínteses estelares, a teoria de que todos os elementos são criados nas mais antigas fábricas de produtos químicos do universo – as estrelas! Esta teoria entra em desacordo com a teoria comum de que todos os elementos foram sintetizados durante o Big Bang. O trabalho conhecido por B2FH discute que, ao envelhecer e morrer, uma estrela enriquece o meio interestelar com elementos mais pesados, dos quais novas estrelas – e, presumivelmente – nós somos formados.

 

Fonte: traduzido e adaptado de The Independent

 

Pesquise graduações no Reino Unido

Pesquise pós-graduações no Reino Unido

 

Leia mais:

Mestrados de Gestão da Durham Business School

Mestrados de Educação da University of Sheffield

Pesquise por cursos

Reino Unido
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.

Dê uma olhada...