Essenciais
Reino Unido: Últimas notícias

Ministro britânico promove universidades do Reino Unido no Brasil

Estudar no Reino Unido: ministro britânico incentiva o intercâmbio de estudantes brasileiros na Grã-Bretanha.

Ministro britânico promove universidades do Reino Unido no Brasil
1824

O Ministro de Negócios do Reino Unidos, Vince Cable, está no Brasil para promover estratégias aeroespaciais britânicas e para firmar mais negócios britânicos no país. O Ministro aproveitará a visita para promover também a educação do Reino Unido no Brasil, incentivando o Ciência sem Fronteiras.

 

A vinda é parte de grande esforço britânico em atrair estudantes talentosos da América Latina. O Reino Unido tem algumas das mais importantes universidades do mundo e o Ministro de Negócios tem intenção de salientar os benefícios de se conquistar um bacharelado ou um doutorado no país.

 

Além disso, Vince Cable quer enfatizar o sucesso do programa Ciência sem Fronteiras (CsF), do governo brasileiro. Criado com o objetivo de promover a inovação e o intercâmbio de conhecimento, o CsF também permite que os estudantes brasileiros realizem estágios de três meses em empresas como Ford UK, GlaxoSmithKline e Unilever, como parte do doutorado sanduíche. Até agora, mais de 1.100 estudantes de graduação foram beneficiados pelo programa.

 

Enquanto o Ministro de Negócios visita o Brasil, o Secretário para Universidades britânico, Davis Willets, irá para o México e Colômbia com o intuito de encorajar os estudantes a se inscreverem em instituições do Reino Unido. “Poucos países são comparáveis ao Reino Unido quando o assunto é educação acadêmica de qualidade. O sucesso do Ciência sem Fronteira em atrair estudantes brasileiros para as universidades britânicas está provando este fato”, disse Willets.

 

Ciência sem Fronteiras, Reino Unido e a língua inglesa

 

O governo brasileiro e o British Council estão tendo que lidar com um problema na seleção de estudantes para preencher as vagas de bolsas de estudo no Reino Unido: a fluência no inglês. Em fevereiro deste ano, foi anunciado pelo programa a mudança na exigência em relação à nota do exame de proficiência em inglês, o TOEFL, parte do processo seletivo do CsF: a nota mínima exigida reduziu de 72 pontos nas quatro modalidades da prova (compreensão auditiva, leitura, escrita e fala) para 42 pontos.

 

A redução foi necessária após o grande número de reprovação de candidatos às bolsas no Reino Unido, ou seja, resultados insuficientes em fluência na língua inglesa para serem aceitos. Para estudar no Reino Unido e compreender o conteúdo dos estudos ministrados em inglês, o estudante que receber uma bolsa de estudo britânica pelo Ciência sem Fronteiras deverá passar por um curso intensivo de inglês no Reino Unido pago pelo governo brasileiro, de duração de três a seis meses, antes de dar início ao curso acadêmico britânico.

 

Fonte: UK in Brazil

Leia mais:

Mudanças na UK Border Agency, responsável pela imigração no Reino Unido

Governo britânico tem intenção de mudar regras do visto pós-estudos para estrangeiros

Pesquise por cursos

Reino Unido
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Ministro britânico promove universidades do Reino Unido no Brasil

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.

Dê uma olhada...