Essenciais
Estados Unidos: Antes de partir

Experiência real: estudante brasileira na University of Florida

Entrevista com estudante brasileira de graduação sanduíche em Farmácia na Universidade da Flórida pelo programa Ciência sem Fronteiras.

Estudante brasileira na Universidade da Flórida
3577

O Hotcourse Brasil traz mais uma história de experiência real para quem sonha em estudar nos Estados Unidos. Adriely Góes, do Belém do Pará, tem 22 anos e é formada em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Pará. Atualmente, é uma estudante internacional da Universidade da Flórida (UF) pelo programa Ciência sem Fronteiras. Confira a entrevista a seguir!

 

Há quanto tempo você está estudando nos EUA? Quando irá concluir os estudos na UF?

Estudo aqui desde agosto de 2013. Tive aulas durante o outono de 2013 e a primavera de 2014. Neste verão, eu estou fazendo pesquisa no Department of Pharmaceutics.

 

Como foi a sua escolha pela University of Florida?

Eu me inscrevi para o programa Ciência sem Fronteiras e no meu edital foi possível optar por três universidades americanas que possuem acordo com a minha "home university" no Brasil. A UF foi minha primeira opção.

 

Como foi o processo seletivo?

Eu me inscrevi no programa em julho de 2012. O resultado final saiu em abril de 2013 e eu viajei no início de agosto de 2013. Demorou bastante, mas valeu a pena.

 

Quais documentos você precisou providenciar para se inscrever?

Primeiramente, eu precisei traduzir todo o meu histórico acadêmico e obter a nota mínima do TOEFL. Precisei também de três cartas de recomendação e três essays sobre a minha vida acadêmica, planos para o futuro e explicando a minha escolha pelos EUA.

 

O que você estuda na UF? Como tem sido a experiência?

O programa CsF exige o cumprimento de 75% dos créditos acadêmicos diretamente relacionados ao seu curso, no meu caso, Farmácia. Tive aulas no programa de Doctor of Pharmacy e também com os alunos de doutorado (PhD). Tive aulas de alemão como matéria não relacionada ao curso de Farmácia. As aulas são intensas e o conteúdo é extenso, mas a universidade oferece vários tipos de apoio, como o e-learning, que é um website onde você pode entrar com as suas credenciais e ter acesso às aulas em vídeo e aos slides. Os professores têm office hours toda semana.

 

Como são as pesquisas que você realiza na UF? Como é trabalhar com estudantes de outros países?

Aqui eu faço pesquisa relacionada com Farmacocinética e Farmacodinâmica. Meus orientadores e supervisores são alemães e indianos. Sou a única brasileira no meu laboratório. É muito bom ter esse contato com pessoas que têm um background diferente do seu. Alguns têm mestrado em Estatística, outros têm bacharelados voltados para a Tecnologia Farmacêutica... É muito interessante. Tenho aprendido muito com eles!

 

Você faz parte de alguma associação ou algum clube estudantil? Participa de atividades sociais da universidade?

Na UF existe uma associação de estudantes americanos que ajudam os estudantes internacionais, os NaviGators. De acordo com o seu perfil, eles fazem um "match" e escolhem um americano para te ajudar. Eu tive muita sorte com o meu NaviGator, porque ele já estudou no Brasil e fala português. No começo, nos ajudamos muito com português/inglês e hoje nós somos amigos independente dos NaviGators. Essa associação também promove viagens e eventos. A gente acaba fazendo amigos de todas as partes do mundo. A partir dos NaviGators, tive contato com a associação de estudantes poloneses, alemães e árabes. Aqui também existe a associação de estudantes brasileiros, que promove churrascos (aleluia!) e outros eventos.

 

Como é a vida no campus da UF?

A vida on campus é uma das minhas coisas favoritas na UF. Eu não moro no campus, mas moro muito perto. Aqui a gente não vem ao campus só para ter aulas, mas também para participar de várias atividades, encontros ou para praticar esportes. Toda sexta-feira, a associação geral de estudantes promove as Gator Nights, onde eles exibem filmes e shows de graça. Assisti "Don Jon" ("Como não perder essa mulher", no Brasil) duas semanas antes da estreia e o último show que assisti foi Best Coast. Ano passado a universidade trouxe a banda OneRepublic e também não precisamos pagar nada!

 

Qual é a sua acomodação estudantil? Como você a encontrou?

Eu moro muito próximo ao campus e atualmente estou dividindo o apartamento com uma estudante francesa. A universidade escolheu esse condomínio para a maioria dos estudantes brasileiros morarem.

 

Leia mais:

Regras para trabalhar nos EUA com visto de estudante

Estudante brasileira na Baruch College, Nova York

Pesquise por cursos

Estados Unidos
Graduação
SOBRE O AUTOR

Estudante brasileira na Universidade da Flórida

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Gratuito

eBook ‘Estudar nos Estados Unidos’

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar nos Estados Unidos em um só livro digital.

Dê uma olhada...