Essenciais
Estados Unidos: Perspectivas profissionais

EUA estudam a criação de um “visto de startups” para empreendedores

Visto permitirá a estadia de até cinco anos para empreendedores estrangeiros qualificados nos Estados Unidos

EUA estudam a criação de um “visto de startups” para empreendedores
928

Os Estados Unidos têm um projeto em andamento para atrair e manter no país os melhores e mais brilhantes empreendedores do mundo para dar início a uma nova geração de empresas bem-sucedidas e para gerar novos empregos. O Departamento de Segurança Nacional (DHS) norte-americano publicou recentemente uma proposta descrevendo as novas formas que pretendem adotar para facilitar a criação de startups promissoras nos EUA, dependentes de fatores como o financiamento de investidores no país.

 

Segundo a nota oficial divulgada pela Casa Branca, os empreendedores imigrantes sempre fizeram contribuições excepcionais para a economia da América, em comunidades pelo país inteiro. Os imigrantes ajudaram a criar uma em cada quatro pequenas empresas e startups de tecnologia nos EUA e a maioria das startups high-tech do Vale do Silício.

 

“Startup Visa”: o visto norte-americano para empreendedores estrangeiros

 

Para assegurar que estes imigrantes tenham oportunidade de permanecer no país, gerar empregos e ajudar a economia dos EUA, o governo norte-americano criou o startup visa, ou “visto de startup” para empreendedores internacionais. Para isso, a proposta do DHS sugere critérios precisos para identificar, caso a caso, os empreendedores qualificados que possam proporcionar benefício público significativo para o país, com base em fatores:

 

  • Participação acionária na startup ou papel de liderança;
  • Potencial de crescimento da startup;
  • Recebimento de bolsa, doação ou investimento significativo de uma agência do governo federal, estadual ou local;
  • Stratups criadas nos EUA nos últimos três anos.

 

Tempo de estadia nos Estados Unidos

 

A proposta deve permitir que estes empreendedores estrangeiros qualificados:

 

  • Permaneçam nos Estados Unidos por um período inicial de até dois anos;
  • E depois, estender a estadia por um período adicional de até três anos, dependendo de certos critérios adicionais de desempenho.

 

Assim, os empreendedores que conseguirem se classificar para o startup visa poderão permanecer nos EUA por até cinco anos.

 

A proposta do DHS ainda está em fase de análise. Ela faz parte de outras iniciativas para atrair talentosos fundadores de startups, como o Entrepreneur Pathways para ajudar os estrangeiros a navegar pelo sistema de imigração.

 

Leia a proposta na íntegra aqui.

 

Leia mais:

Por que estudar empreendedorismo na Europa?

Três motivos para investir em um intercâmbio focado na sua carreira

Os melhores países para dar início à sua carreira

Pesquise por cursos

Estados Unidos
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

EUA estudam a criação de um “visto de startups” para empreendedores

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Gratuito

eBook ‘Estudar nos Estados Unidos’

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar nos Estados Unidos em um só livro digital.

Dê uma olhada...