Essenciais
Estados Unidos: Últimas notícias

EUA têm primeira universidade sem professores do país

A universidade 42, criada por um bilionário francês, oferece um curso de ciência da computação completamente não tradicional e gratuito

EUA têm primeira universidade gratuita e sem professores do país
320

Uma faculdade gratuita e sem professores. Sim, ela existe! Foi inaugurada recentemente no Vale do Silício, na Califórnia, região famosa por ser o berço de diversas empresas de tecnologia e ciência. Ela se chama 42, em referência à série literária de ficção científica O Guia do Mochileiro das Galáxias de Douglas Adams, em que o número 42 é a resposta para “a questão fundamental da vida, do universo e de tudo”.

 

A instituição é uma escola de programação de computadores e desenvolvimento de software originalmente criada em Paris, na França, em 2013. O campus na Califórnia é um investimento do seu criador, o bilionário francês Xavier Niel. Segundo a Forbes, ele tem a sétima maior fortuna na França e investiu US$ 100 milhões do seu próprio dinheiro para fundar a escola em Paris. Já o campus americano custou mais de US$ 62 milhões.

 

A universidade

 

A 42 é aberta a estudantes entre 18 e 30 anos, sem exigir pré-requisitos de admissão como diploma acadêmico, de ensino superior ou até mesmo conhecimento em codificação. Serão necessários de três a cinco anos para concluir a grade curricular da 42, que é formada por 21 níveis, dependendo do ritmo do estudante.

 

Para estudar na 42, primeiramente, é necessário se registrar pelo site da escola e fazer um teste online de aptidão (não há necessidade de ter experiência em programação para isso). Os estudantes que tiverem os melhores resultados passam por um curso online intensivo de quatro semanas. E é MUITO intensivo mesmo: sete dias pro semana, de dez a 15 horas por dia. Mesmo que você não tenha conhecimento prévio na área, depois deste intensivão, você vai estar apto a começar o seu curso na 42.

 

Os primeiros cursos online foram realizados em julho, agosto e setembro para preparar a primeira turma de estudantes dos EUA, que dobrou o número de Paris. Durante este período, a escola disponibilizou dormitórios gratuitos no campus.

 

Após o preparo inicial, os estudantes dão início à grade curricular não convencional do curso, que é presencial, ou seja, eles precisam estar no campus da Califórnia para cursá-la, principalmente para desenvolver trabalhos em equipe e colaborações com outros estudantes. O campus fica aberto 24 horas, sete dias por semana e possui as tecnologias mais atuais, incluindo 2.000 novos iMacs, internet de alta velocidade e servidores de armazenamento de grande capacidade.

 

A grade curricular

 

A grade curricular é completada por níveis. Não há aulas tradicionais, nem professores. Na 42, os estudantes estão no comando de seu aprendizado e sucesso, tanto pessoal quanto de seus colegas na universidade. Para progredir de nível, eles devem realizar projetos, que são corrigidos e analisados entre e pelos próprios estudantes. Por isso, o trabalho em equipe e a troca de conhecimento são tão importantes na 42.

 

“Os estudantes se corrigem entre eles mesmos os projetos que os seus colegas produziram. Nenhuma correção é típica na 42, não há modelos que os estudantes devem reproduzir ou decorar”, explica o site da 42.

 

A grade curricular foi criada para ser concluída em aproximadamente três anos, considerando um ritmo específico de estudos e o compartilhamento do tempo com um estágio ou um trabalho de meio período. Esta duração pode ser reduzida ou prolongada, dependendo da necessidade de cada estudante, sem nenhuma consequência.

 

Conheça a 42 aqui.

 

Pedagogia de Parceria

 

A 42 segue o conceito da “Pedagogia de Parceria” (peer-pedagogy), no qual o sistema clássico de um professor em sala de aula é substituído por uma comunidade estudantil no centro de sua própria educação.

 

Novos empregos no setor nos EUA

 

Segundo a Forbes, A Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos EUA estipula que até 2020 mais de 1,4 milhão de novos empregos no setor da ciência da computação serão criados, mas apenas 400 mil graduados terão as habilidades necessárias para se candidatar às vagas.

 

(Com informações do artigo da Forbes.)

 

Imagem: Site oficial da 42.

 

Leia mais:

Regras para trabalhar nos Estados Unidos com visto de estudante

EUA estudam a criação de um "visto de startup" para empreendedores

O processo seletivo nos Estados Unidos

Pesquise por cursos

Estados Unidos
Graduação
SOBRE O AUTOR

EUA têm primeira universidade gratuita e sem professores do país

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Gratuito

eBook ‘Estudar nos Estados Unidos’

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar nos Estados Unidos em um só livro digital.

Dê uma olhada...