Essenciais
Estados Unidos: Visto

Regras para trabalhar nos Estados Unidos com visto de estudante

O seu sonho de estudar nos EUA começa aqui: conheça as regras para trabalhar nos Estados Unidos durante os estudos.

Regras para trabalhar nos Estados Unidos com visto de estudante
68213

Quando você for estudar nos Estados Unidos, pode pretender encontrar um trabalho de meio período para ajudar a bancar as despesas de sua estadia no país ou então adquirir experiência na sua área. Apesar dos EUA terem algumas das regras de imigração mais rígidas do mundo, estudantes com certos tipos de visto são permitidos a trabalhar em algumas circunstâncias. Mas, mesmo que sejam vagas remuneradas, o que você receberá não será suficiente para cobrir o custo de vida como estudante nos Estados Unidos ou o valor do seu curso americano. Então, antes de viajar, é importante estar ciente de que, mesmo que o seu visto permita trabalhar no país, você terá que ter fundos suficientes para sustentar-se durante toda a sua estadia.

 

A seguir, explicaremos passo a passo as possibilidades de trabalhos para estudantes internacionais nos Estados Unidos. Assim, você pode planejar a sua melhor opção antes de viajar!

 

Eu posso trabalhar nos Estados Unidos?

 

Trabalhar nos Estados Unidos antes de completar os estudos vai depender do seu visto de estudante. Como estrangeiro, você pode ter três tipos de visto de estudante: um F-1 visa, um M-1 visa ou um J-1 visa. Em certas ocasiões, estudantes F-1 e J-1 são permitidos a exercer funções dentro do campus universitário por no máximo 20 horas por semana durante o período de aulas, e até 40 horas semanais durante as férias. Já estudantes M-1 NÃO podem trabalhar dentro nem fora do campus por toda a duração dos estudos no país.

 

Visto de estudante F-1

 

Estudantes internacionais matriculados em cursos integrais em uma universidade ou faculdade americana vão precisar do visto F-1. Com este tipo de visto, você NÃO pode aceitar qualquer tipo de emprego fora do campus durante o primeiro ano de curso. Após o primeiro ano, você poderá trabalhar 20 horas semanais durante o período letivo e 40 durante as férias.

 

Em circunstâncias especiais de dificuldades financeiras, o US Citizenship & Immigration Services (USCIS) pode outorgar uma "Work Permit" – Autorização de Trabalho – ao estudante com um visto F-1 para trabalhar em funções além do campus durante o primeiro ano do curso. Para conseguir uma Work Permit, você precisa provar que não foi capaz de encontrar empregos no campus e terá de pagar uma taxa de U$ 380. A autorização leva até 90 dias para ser concedida após a inscrição e é válida por um ano.

 

Há dois tipos de empregos no campus disponíveis aos estudantes F-1. Eles podem trabalhar para uma empresa comercial que tenha contrato com a universidade, por exemplo, uma livraria, um café ou uma loja dentro do campus. Ou então, com um órgão educacional diretamente afiliado à universidade; desta forma, o estudante pode trabalhar como assistente de pesquisa de um professor, ou exercer uma função que seja parte da bolsa de estudo, fellowship ou doutorado.

 

Durante o primeiro ano de estudo, o USCIS pode conceder permissão para que estudantes F-1 completem um programa Curricular Practical Training (CPT) ou Optional Practical Training (OPT) de até um ano de duração, sem mais de 90 dias desempregados durante este período. Após a conclusão do primeiro ano acadêmico em uma instituição americana, você pode aceitar uma posição de CPT ou OPT sem precisar da autorização da Imigração.

 

Curricular Practical Training (CPT)

 

O programa de CPT faz parte da grade curricular (por isso o nome curriculum) do seu curso ou qualquer outro tipo de função explicitamente aprovada e patrocinada pela sua universidade. Existem dois tipos de treinamento CPT:

 

-Academic Programme CPT:  nele, os estudantes DEVEM passar por uma experiência prática relacionada à área de estudo como um requisito obrigatório do curso.

-Non-required CPT: pode ser completado como crédito acadêmico, mas não é obrigatório.

 

Os estudantes que participarem de um CPT devem fazê-lo de forma integral e valendo crédito acadêmico para manter o status do visto F-1.

 

Optional Practical Training (OPT)

 

Este é um programa opcional (por isso o nome optional), no qual os estudantes F-1 completam até um ano de emprego temporário diretamente relacionado à área de estudo. Você pode se inscrever em um OPT em cada nível de estudo – ou seja, um OPT durante o bacharelado e outro no mestrado – durante ou depois de concluir o curso (pre-completion e post-completion).

 

O OPT permite trabalhar até 20 horas semanais durante o semestre acadêmico e até 40 horas nas férias. Se você estiver matriculado em um curso nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (conhecidas nos EUA como STEM – Science, Technology, Engineering and Mathematics), ao concluir os estudos, tem direito de estender a sua estadia e fazer um programa OPT por até 17 meses.

 

Visto de estudante M-1

 

O visto M-1 é para estrangeiros admitidos em cursos vocacionais nos Estados Unidos. Os estudantes M-1 NÃO são permitidos trabalhar no país durante os estudos. No entanto, você terá permissão de aceitar uma vaga que seja considerada um treinamento prático na sua área de estudo por até seis meses DEPOIS da conclusão do seu curso. Você também pode conseguir permissão para completar um OPT que irá variar de duração dependendo do tamanho do seu curso: para cada quatro meses de estudos com um visto M-1, o estudante tem permissão de fazer um mês de OPT. Sendo assim, se o seu curso durar um ano, você pode fazer um OPT de três meses.

 

Antes de aceitar qualquer vaga de OPT, verifique com a sua instituição americana primeiro, para não colocar o seu visto em risco.

 

Visto de estudante J-1

 

O visto J-1 é para estrangeiros aceitos em programas de intercâmbio de estudos ou de trabalho (ou os dois). Com este visto, os estudantes podem trabalhar até 20 horas semanais durante o período de aulas, e em período integral durante as férias APENAS se eles tiverem bom desempenho acadêmico e atenderem a todos os requisitos do curso. Os estudantes J-1 podem trabalhar APENAS no campus e em funções que sejam parte de uma bolsa de estudo, fellowship, ou como assistentes acadêmicos.

 

Da mesma forma que acontece com estudantes F-1, em casos de dificuldade financeira, o estrangeiro pode conseguir uma Work Permit para trabalhar além do campus universitário.

 

Também há a possibilidade de estudantes de graduação, pós-graduação e doutorado conseguirem permissão para programas de treinamento prático após a conclusão do curso, de 18 a 36 meses de duração. A inscrição nestes programas é feita sem a autorização do USCIS, sendo necessário ter apenas uma carta de aprovação da secretaria de intercâmbio da sua instituição americana, um passaporte válido e um formulário de imigração DS-2019 preenchido.

 

Um programa de intercâmbio bastante popular com o visto J-1, que permite estudar e trabalhar nos Estados Unidos, é o de au pair. Saiba mais aqui.

 

Estágios e experiência profissional

 

Estudantes com visto F-1 e J-1 podem trabalhar como voluntários por até 20 horas semanais durante o período de aulas e também têm autorização de aceitar estágios não remunerados em algumas ocasiões:

 

-O estágio deve ser parecido com um treinamento e realizado em um ambiente educacional (por exemplo, na sua universidade)

-A experiência também deve beneficiar o estagiário e não só o empregador: o empregador deve focar na educação e formação do estagiário

-O estagiário não pode substituir uma vaga de um funcionário assalariado

-O empregador não precisa necessariamente efetivar o estagiário com o término da experiência

-O estágio DEVE ser não remunerado, a não ser que o estudante F-1 tenha autorização de completar um CPT ou OPT, ou então se o estudante J-1 tenha autorização para completar um Academic Training

 

Informações específicas em relação às vagas de estágio e de experiência prática devem ser informadas pela sua instituição americana ou pelo empregador. Estudantes M-1 NÃO são permitidos a aceitar funções remuneradas que não sejam explicitamente parte do curso vocacional.

 

O que eu faço para encontrar trabalho?

 

Como a maioria dos vistos para os Estados Unidos exige que os estudantes aceitem apenas trabalhos dentro do campus ou relacionados ao curso, a primeira opção para encontrar um trabalho seria consultando diretamente a sua instituição americana. Mesmo que não exista nenhuma vaga disponível no momento ou se o seu visto não permita aceitar as vagas disponíveis, os serviços estudantis da instituição poderão ajudar-lhe a se inscrever em programas de treinamento e colocá-lo na direção certa, de acordo com as limitações do seu visto.

 

Você ainda pode pesquisar por trabalhos voluntários e estágios externamente, dentro da sua área de estudo, mas, mesmo assim, terá que ter a autorização da sua universidade. Cada uma das instituições dos EUA tem departamentos diferentes com sites e serviços de carreiras próprios; os estudantes devem aproveitar de todas as oportunidades e recursos oferecidos por eles.

 

Estudantes F-1 que tiverem concluído o primeiro ano de estudo em uma universidade americana podem procurar por vagas usando os serviços de bancos de dados externos ou agências.

 

Agora que você sabe tudo sobre trabalhar nos estados unidos com um visto de estudante, por que não pesquisar e encontrar o seu curso americano ideal? Pesquise aqui!

Pesquise por cursos

Estados Unidos
Graduação
SOBRE O AUTOR

Regras para trabalhar nos Estados Unidos com visto de estudante

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Gratuito

eBook ‘Estudar nos Estados Unidos’

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar nos Estados Unidos em um só livro digital.

Dê uma olhada...