Essenciais
Estude no exterior : Acomodação

Dicas para alugar um imóvel no exterior com segurança

Alguns detalhes muito importantes para o aluguel de um imóvel no exterior, como depósito de segurança, fiador e análise de crédito.

Dicas para alugar um imóvel no exterior com segurança
197

A sua acomodação é uma das coisas importantes que você terá de decidir ao planejar os seus estudos no exterior. Dentre a variedade de opções disponíveis, que vão desde os dormitórios dentro do campus à homestay, uma costuma ser bastante popular entre estudantes internacionais, principalmente os mais maduros ou aqueles que viajam com família: o aluguel de um imóvel particular.

 

Estudar nos EUA

 

Encontrar uma casa ou um apartamento adequado para alugar pode levar semanas, até meses, e o processo envolver uma série de obstáculos do momento que você começa a sua pesquisa até a sua mudança definitiva. Por isso, reunimos algumas dicas para fazer uma busca eficiente e uma escolha segura e, assim, encontrar o seu lar no exterior.

 

1. As visitas

 

Antes de alugar qualquer lugar novo, você deve visitá-los pessoalmente e inspecioná-los com cuidado. Ou seja, é aconselhável não fechar um negócio sem estar no país. Faça anotações dos pontos positivos e negativos e tire fotos de tudo com o seu celular para lembrar-se de cada um dos imóveis visitados.

 

Preste atenção em detalhes como estes:

 

  • Iluminação;
  • Quantia e localização das tomadas;
  • Fechaduras nas portas e janelas;
  • Pressão da água nas torneiras e no chuveiro;
  • Condição dos aparelhos domésticos;
  • Presença de uma equipe de manutenção a quem você possa recorrer.

 

Outra coisa muito importante é verificar se o valor do aluguel inclui as contas de água, força, calefação, TV e internet, ou se você terá de pagá-las à parte e, neste caso, saber quanto elas custarão em média nesta localização específica.

 

Faça uma caminhada pelo bairro para conhecer a vizinhança, prestando atenção em fatores como segurança, comodidade (há mercados, farmácias e restaurantes por perto, por exemplo?) e barulho.

 

2. A solicitação

 

O primeiro passo para fechar um negócio será preencher um formulário de aluguel. Em áreas mais urbanas, geralmente é aconselhável fazer esse passo o mais rápido possível após encontrar o imóvel ideal. Enquanto você se decide, o apartamento/casa continuará a receber visitas de outros interessados e há sempre o risco de o corretor imobiliário alugar para outra pessoa.

 

Atenção: Não se apresse a alugar o primeiro lugar que visitar! Esta decisão é extremamente importante e deve ser tomada com consciência e cuidado, para não ter dores de cabeça depois. Nós temos um artigo completinho sobre as questões essenciais para escolher a sua acomodação fora do campus no exterior que irá te ajudar.

 

O formulário pedirá informações pessoais. Nos Estados Unidos, por exemplo, isso pode incluir social security e carteira de motorista, informações de emprego, caso aplicável, e referências. Alguns corretores também pedem uma taxa de inscrição para dar início ao processo.

 

3. A comprovação de renda

 

A maioria dos proprietários pede por informações sobre a renda do locatário no formulário, exigindo, inclusive, um documento que a comprove. Por isso, é interessante levar com você ao exterior holerites, extratos bancários ou outros documentos que provem a sua renda.

 

4. A análise de crédito

 

Ao aplicar para alugar um apartamento, você também terá de dar permissão para o corretor fazer uma análise de crédito. Esta parte é muito importante para o proprietário porque proporciona uma ideia da responsabilidade financeira da pessoa interessada em alugar o imóvel. Você pode fornecer, por exemplo, uma carta de crédito oficial concedida pelo seu banco com crédito já aprovado.

 

Se você não tem crédito ou tem um novo, fica bem mais difícil de confirmar se você é confiável. Por isso, converse sobre a análise durante a sua inscrição. Em algumas ocasiões, eles podem autorizar um cossignatário ou depender exclusivamente do crédito dos seus roommates.

 

Aluguel de imóvel no exterior

 

5. O fiador

 

Um fiador é uma terceira parte no contrato, como um pai ou parente próximo, que concorda em pagar o aluguel se você não pagar. O proprietário pode, em última análise, tomar medidas legais para recuperar do seu fiador qualquer aluguel não pago. O locador verifica a confiabilidade da pessoa indicada como fiador da mesma forma que verifica a sua capacidade de pagamento, normalmente também com uma análise de crédito.

 

O contrato de garantia deve ser por escrito e estabelece a obrigação legal do fiador. A maioria dos proprietários prefere que o fiador também resida no exterior porque facilita a tomada de medidas legais quando ambos se encontram no mesmo país. No entanto, se você não conseguir indicar um fiador, os locadores podem pedir por uma quantia maior para o pagamento adiantado do aluguel. Caso contrário, você tem a opção de solicitar um empréstimo no país onde você residirá no exterior.

 

6. Depósitos de segurança

 

A maioria dos proprietários exige um depósito de segurança para cobrir o custo de alugueis não pagos e o conserto de danos causados pelo inquilino. No final do contrato, o locador é obrigado a restituir essa quantia depositada por segurança ou apresentar uma contabilidade detalhada por escrito que justifique o dinheiro retido.

 

O locador é obrigado a devolver o depósito de segurança ao locatário em até 30 dias a partir do momento que o inquilino deixar o imóvel e rescindir o contrato de locação.

 

7. O contrato de locação

 

Um contrato de locação (ou lease em inglês) é um acordo básico entre o locatário, no caso você, e o proprietário do imóvel. Quer seja por escrito ou oral, um contrato de aluguel é um documento juridicamente vinculativo aplicável por meio do sistema legal. Se você mudar de ideia antes do final do período de locação indicado no documento, dependendo do locador, poderá ser legalmente responsável pelo pagamento restante do contrato, mesmo que não ocupe mais no imóvel.

 

É extremamente importante ler todos os documentos deste acordo com atenção e cuidado para estar ciente de todos os aspectos e não ter surpresas quando a cobrança mensal chegar. Certifique-se de ter uma cópia impressa do contrato e sempre entre em contato com o locador quando houver qualquer problema ou acidente no imóvel. Tire fotos do apartamento/casa quando se mudar para ter provas da condição em que o imóvel se encontrava na sua mudança e, desta forma, não ser cobrado por qualquer coisa que não seja responsabilidade sua.

 

Leia também:

Como a sua acomodação no exterior pode influenciar no seu desempenho acadêmico

Os prós e contras de viver em residências estudantis

Homestay: eu morei com uma família americana

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

Dicas para alugar um imóvel no exterior com segurança

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.