Essenciais
Estude no exterior : Antes de partir

Como melhorar a escrita em inglês?

Dicas importantes de como melhorar a sua escrita no inglês – writting skill – para estudar no exterior

Como melhorar a escrita em inglês antes de estudar no exterior

O inglês é com frequência considerado o idioma mais falado no mundo. Na verdade, atualmente há 1,27 bilhão de pessoas que falam a língua, o que inclui tanto falantes nativos quanto aqueles que optam por aprendê-la como segunda língua. Usado em muitas esferas da vida, como negócios, ciência, tecnologia e ensino superior, o inglês é uma língua incrivelmente popular e útil tanto para o seu desenvolvimento pessoal quanto profissional.

 

Para estudantes internacionais, é ainda mais importante ao se candidatar a universidades do mundo, em especial em grandes destinos como Canadá, Estados Unidos, Austrália, Reino Unido e Irlanda, já que muitos cursos exigem que os alunos tenham um nível adequado de proficiência na língua inglesa para serem considerados à admissão no curso escolhido.

 

Se você deseja estudar no exterior, ter uma carreira internacional ou simplesmente conhecer novas pessoas do mundo todo, aperfeiçoar suas habilidades de escrita – writting – em inglês será um passo necessário.

 

Neste guia, apresentaremos algumas dicas interessantes para você usar o inglês correto que podem ser úteis ao escrever a sua personal statement, enviar a sua inscrição à universidade internacional, se preparar para um teste de inglês ou apenas para o seu próprio conhecimento.

 

Evite erros comuns de ortografia em inglês

 

Uma coisa que você pode achar difícil sobre escrever em inglês é que as palavras não são necessariamente soletradas da maneira que soam. Isso pode levar a erros ortográficos que devem ser evitados a todo custo na prova oficial de inglês, como IELTS e TOEFL, e durante o processo se seleção no exterior.

 

Veja alguns exemplos comuns de palavras parecidas, mas com significas totalmente diferentes que podem causar confusão:

 

  • Affect e effect: a primeira palavra é um verbo (afetar) e o outro é um substantivo (efeito).
  • Believe/relieve: nessas palavras, a regra é um “i” antes do “e”, exceto depois de “c”, como em perceive e receive.
  • Defiantly costuma ser incorretamente confundido com definitely; a pronúncia é parecida, mas eles significam “desafiadoramente” e “definitivamente”, respectivamente.
  • Their, there e they’re: palavras com sons semelhantes e grafias diferentes são conhecidas como homófonas, e significam exatamente isso - soam semelhantes, mas têm grafias diferentes. Na escrita, é importante aprender seu significado e quando cada um deve ser usado.
  • Quit, quite, quiet: embora essas palavras não tenham pronúncias parecidas, a grafia pode ser mal utilizada, pois compartilham letras semelhantes.

 

Além desses exemplos mais comuns citados acima, há outro aspecto que merece a sua atenção na escrita em inglês: as diferenças na ortografia americana e britânica. Atente-se às diferentes grafias usadas nos dois países, em especial se você estiver se inscrevendo em uma universidade de um deles.

 

Veja alguns exemplos mais comuns:

 

 

Use flashcards

 

Como você pode ver, existem muitas irregularidades que não se enquadram em um padrão claro na língua inglesa. Para evitar cometer esses tipos de erros, é aconselhável que você aprenda a grafia individual de certas palavras.

 

Com a prática, a ortografia correta eventualmente se tornará mais natural e você não terá de pensar muito. Uma dica útil é usar flashcards para aprender rapidamente as palavras que você acha mais difíceis.

 

Escreva uma palavra em cara cartão, grifando ou sublinhando a letra que te confunda. Reveja esses cartões diariamente, traduza as palavras mentalmente e tente formular frases com cada uma. Quando menos perceber, já terá aprendido.

 

Aprenda as regras

 

A boa notícia é que algumas palavras seguem um padrão. Por exemplo, você deve remover uma vogal ao adicionar um sufixo vocálico, como:

 

  • Write: writ + ing = writing
  • Sense: sens + ible = sensible
  • Imagine: imagin + ation = imagination

 

Ao adicionar -ly nas palavras que terminam em -ful, elas geralmente ganham uma letra dupla. Por exemplo:

 

  • Grateful: Grateful + ly = gratefully
  • Hopeful: Hopeful + ly = hopefully
  • Graceful: Graceful + ly = gracefully

 

Se você é novo no aprendizado de inglês como segunda língua, essas regras parecem confusas no início. Idealmente, estudar inglês em um ambiente estruturado é uma ótima maneira de aprender, como em uma escola ou em aulas online, pois o seu professor consegue aconselhá-lo e adaptar o aprendizado de acordo com as suas necessidades.

 

No entanto, existem também aplicativos como o Duolingo que você pode baixar para praticar inglês por conta própria. Este aplicativo em particular agora está sendo, inclusive, considerado como prova de proficiência por algumas universidades ao redor do mundo.

 

Além disso, existem vários cursos de inglês de diferentes tipos, durações e períodos no ano administrados por universidades do mundo todo. Se você está pensando em estudar no exterior ou ensino à distância, é provável que precise provar suas habilidades de escrita no inglês. Normalmente, as universidades pedem que os alunos obtenham notas específicas em testes, como:

 

  • IELTS
  • TOEFL
  • Duolingo
  • Pearson PTE
  • Avaliação de Cambridge

 

Fique atento aos critérios específicos para a seleção no curso que você quer fazer no exterior, como qual teste a universidade aceita e qual é a nota mínima para a admissão. Além disso, gerencie bem o seu cronograma para prestar a prova a tempo de receber a nota oficial antes do prazo final e inscrição e solicitação do seu visto de estudante. Isso é especialmente importante nesse momento de pandemia em que os centros oficiais de aplicação das provas ainda podem estar fechados e a concessão de vistos têm demorado mais do que o normal.

 

A gramática da língua inglesa

 

Aprender os padrões gramaticais de uma língua é até assustador no início. Não se preocupe, com o tempo ela fica mais natural e automática. E nós temos algumas dicas importantes para ajudá-lo a dominar a gramática do inglês.

 

O principal das dicas abaixo é que você pode melhorar suas habilidades de escrita em inglês virtualmente e no conforto da sua casa:

 

  • Pratique aos poucos, mas com frequência;
  • Faça exercícios de gramática e pratique jogos online;
  • Leia muito em inglês para saber como as frases são estruturadas (ler é um dos melhores exercícios para aperfeiçoar também a escrita);
  • Escreva em inglês com regularidade e revise sempre o seu trabalho – tente praticar com diferentes temas, situações e ambientes;
  • Assista a programas de TV e filmes com as legendas em inglês (se precisar, comece com séries que você já conhece, assim fica mais fácil de entender);
  • Deixe um dicionário ou guia de gramática em inglês (online ou impresso) por perto e consulte sempre que necessário.

 

Tempos verbais na língua inglesa

 

Um tempo verbal reflete o momento em que uma ação ou evento ocorreu, como no passado, presente ou futuro. Por exemplo:

 

  • I will go running/I am going to go for a run = futuro
  • I am running = present tense = presente
  • I went for a run = past tense = passado

 

Existem diferentes tipos de tempos verbais aos quais se acostumar. A tabela abaixo demonstra como eles mudam o significado da frase:

 

 

Tempo verbal

Exemplo

Simple present

I run nearly every day

Simple past

Last night I ran 5 miles

Simple future

I will run 10 miles this year

Present continuous

I am running

Past continuous

I was running last night

Future continuous

I will be running the London marathon

Present perfect continuous

I have been running since I was 12

Past perfect continuous

I had been running for a year before I started competing

Future perfect continuous

I will have been running before our meeting today

 

Existem muitos recursos online para ajudá-lo a melhorar suas habilidades gramaticais. O Grammarly, por exemplo, é uma ferramenta particularmente útil para usar ao escrever em um computador. Esse sistema destaca erros ortográficos, gramaticais e de pontuação. No entanto, não dependa muito desses recursos, porque não terá nenhum deles à sua disposição em um exame.

 

Pontuação

 

Usar a pontuação correta parece até simples no início, mas você ficaria surpreso como pode ser complicado, mesmo para falantes nativos de inglês. Veja alguns exemplos!

 

1. Apóstrofes

 

Usado para indicar posse, como " the dog’s bone" (o osso do cachorro) e para contração de palavras (let’s, it’s, I’ve). As apóstrofes também dizem ao leitor quando desacelerar, acelerar, parar e ajudar a estruturar as ideias.

 

2. Possessivos plurais

 

Quando um substantivo está no plural, o apóstrofo tende a seguir o “s” final, como “The witches’ hats” ou “The trucks’ wheels” (Os chapéus das bruxas e As rodas dos caminhões).

 

No entanto, também existem substantivos plurais irregulares onde o apóstrofo precede o “s” final, mesmo quando o substantivo está no plural, por exemplo “The children’s toys” e “The women’s voice” (Os brinquedos das crianças e A voz das mulheres).

 

3. Dois pontos X ponto e vírgula

 

A diferença entre dois pontos e um ponto e vírgula pode ser confusa até mesmo para falantes nativos de inglês. Portanto, não se preocupe muito em tentar incluir muitos deles em sua escrita. No entanto, é bom saber a diferença.

 

Dois pontos podem ser usados:

 

  • Para elaborar a frase ou ideia que a precede, como “She was sure of one thing: She did not want to be a wife”.
  • Ao listar informações, por exemplo “I need the following items: butter, eggs, sugar”.

 

O ponto e vírgula é usado para unir duas ideias intimamente relacionadas, mas separadas, sem usar uma palavra de conjunção como “and”:

 

Por exemplo: “It was the best of times; it was the worst of times”.

 

E pronto! Espero que essas dicas de redação em inglês tenham sido úteis. Embora às vezes seja difícil de entender, os benefícios valem o tempo e o esforço que você gasta praticando. Simplificando, você não vai se arrepender de melhorar seu inglês.

 

Leia também:

 

(Texto original publicado no site Hotcourses Abroad. Tradução e localização por Brenda Bellani.)

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA

Leitura recomendada

article Img

Cheerleading: Como ser uma líder de torcida no Brasil?

Você já as viu em filmes norte-americanos ou em grandes eventos esportivos dos Estados Unidos. Você sabe quem elas são! As cheerleaders, ou líderes de torcida, são parte integral da cena esportiva americana. Cada time tem o seu grupo de meninas (e, em grande parte, meninos também) que preparam apresentações cheias de dança, acrobacias, ginástica, ritmo e pom-poms com um só intuito: agitar a torcida.      Criado pela Princeton

72.4K
article Img

8 motivos para estudar no exterior

Seja por conta própria ou por um intercâmbio oferecido pela sua universidade brasileira, estudar no exterior será sempre uma opção beneficial à sua vida de maneira absolutamente geral. Existem inúmeras razões pelas quais a experiência de viver em outro país e frequentar uma instituição internacional deveria ser uma opção obrigatória do sistema educacional de qualquer lugar do mundo. Se você ainda não estiver convencido sobre os benefícios desta experiência, leia

40.9K
article Img

Au pair: como escolher a sua host family?

A escolha da sua host family é, sem dúvidas, a parte mais importante do seu intercâmbio. Afinal, você morará com eles por no mínimo um ano e eles serão não só responsáveis pela segurança como também os seus chefes durante toda a sua estadia.   Au pair: a escolha da host family   Existem casos e casos, tanto positivos quanto negativos, sobre a relação entre a intercambista e a família estrangeira. Algumas pessoas precisam passar por

33.6K
article Img

10 coisas engraçadas que você vai fazer ao se preparar para estudar fora

O que fazer quando você vai estudar no exterior? Nós temos artigos e mais artigos sobre este assunto aqui . Tudo para ajudá-lo a se preparar para a partida e também para os estudos, a adaptação, a vida em outro país, etc. Mas há algumas coisas que são difíceis de evitar e outras completamente essenciais na hora de fazer as malas para estudar no exterior...   1. Alegria avassaladora   Aquele momento de alegria pura e genuína. Uma

6.7K