Essenciais
Estude no exterior : Perspectivas profissionais

10 universidades do mundo lideradas por mulheres

De Harvard à Oxford passando pela UFSCar, conheça 10 universidades nacionais e internacionais administradas por mulheres

10 universidades do mundo lideradas por mulheres
220

Segundo a famosa publicação de ensino superior, Times Higher Education, apenas 34 das 100 melhores universidades do mundo no ranking global de 2018 são lideradas por mulheres. Apesar de ser um número ainda bastante desigual, as reitoras e vice-reitoras estão tomando as rédeas de instituições tão importantes quanto Harvard, Oxford e Cornell.

 

No mês de março, em que comemoramos o Dia da Mulher, resolvemos trazer uma lista de dez universidades nacionais e internacionais administradas por mulheres extremamente competentes, com carreiras acadêmicas impecáveis e ideias com o potencial de revolucionar o mundo – além de, em muitos casos, elas serem as primeiras reitoras das instituições.

 

1. University ofOxford

 

Fonte: University of Oxford.

 

Louise Richardson é vice-reitora da Oxford, no Reino Unido, desde 2016. Antes, ela foi reitora da University of St Andrews por sete anos – e foi a primeira mulher a ocupar esta posição. O foco acadêmico de Louise é em segurança internacional, com ênfase em movimentos terroristas nas relações internacionais.

 

2. Harvard University

 

Fonte: Harvard University.

 

Drew Faust é a primeira mulher a assumir a posição de presidente da Harvard em toda a sua história de mais de 380 anos (e apenas a quinta entre todas as universidades da Ivy League). Ao ser nomeada presidente, Drew disse “esperar que a sua nomeação servisse de símbolo para novas oportunidades que teriam sido inconcebíveis até há uma geração atrás”.

 

3. UFSCar

 

Fonte: UFSCar.

 

A Universidade Federal de São Carlos, no estado de São Paulo, é administrada pela reitora Drª Wanda Hoffmann, graduada em Engenharia Metalúrgica, Mestre em Engenharia dos Materiais e Doutora em Ciência e Engenharia dos Materiais, e ainda tem dois pós-doutorados em Conformação a Quente e Prospecção de Informação Tecnológica.

 

Wanda já estudou e trabalhou em universidades do Estados Unidos, França e Canadá.

 

4. Imperial College London

 

Fonte: Imperial College London.

 

Apesar de ser americana e ter começado sua carreira acadêmica nos EUA, Alice Gast foi eleita presidente da Imperial College London em 2014, após sua experiência como reitora da Lehigh University, na Pensilvânia. O Instituto Americano de Engenheiros Químicos a elegeu entre os 100 principais engenheiros dos EUA na categoria “Liderança”.

 

5. University of Pennsylvania

 

Fonte: University of Pennsylvania.

 

Amy Gutmann é presidente da Universidade da Pensilvânia há quase 18 anos, com contrato firmado até 2022 – a mais longa administração da universidade em seus 278 anos. Ela é teórica política e autora de 16 livros sobre política, educação e filosofia.

 

A sua administração tem três focos principais: inclusão, inovação e impacto. Graças aos seus valores, a Penn conseguiu dobrar o número de estudantes de baixa renda e renda média.

 

6. Universidade Federal de Ouro Preto

 

Fonte: UFOP.

 

Cláudia Aparecida Marliére de Lima assumiu a reitoria da UFOP, em Minas Gerais, há pouco mais de um ano e a manterá até 2021. Ela é a primeira mulher a ocupar a posição desde a fundação da Universidade em 1969.

 

“Por ser mulher, eu tenho alguns compromissos que são muito importantes e o principal deles é tornar a UFOP mais inclusiva”, disse Cláudia em sua cerimônia de posse. Ela tem graduação em Nutrição pela própria UFOP e um doutorado de Avaliação do Impacto Ambiental pela Aberystwyth University, do Reino Unido.

 

7. London School of Economics and Political Science

 

Fonte: LSE.

 

Minouche Shafik é economista e já exerceu diferentes posições em organizações internacionais, como no Grupo Banco Mundial e Departamento de Desenvolvimento Internacional do governo britânico. Ela tornou-se diretora da LSE em setembro de 2017.

 

8. McGill University

 

Fonte: McGill University.

 

Suzanne Fortier é diretora e vice-reitora da McGill University, no Canadá, há cinco anos. Antes disso, a sua carreira acadêmica tinha foco em Cristalografia – ciência experimental que estuda a disposição dos átomos em sólidos – e Inteligência Artificial. Ela também já fez parte do Conselho de Ciências Naturais e Engenharia do Canadá.

 

9. University of California, Berkeley

 

Fonte: Berkeley.

 

Uma das universidades mais renomadas dos Estados Unidos, a Berkeley é administrada por Carol Christ, a primeira reitora da instituição depois de seis anos como vice-reitora e assistente de gestão e também depois de exercer a presidência da Smith College por 11 anos.

 

O seu foco administrativo na Berkeley é o combate à violência e abuso sexual no campus.

 

10. Universidade de Brasília

 

Fonte: UnB.

 

A UnB elegeu uma reitora em 2016. Toda a carreira acadêmica de Márcia Abrahão aconteceu na Universidade na capital do país, da graduação ao doutorado em Geologia, onde era professora desde 1995. Ela também foi bolsista sanduíche na França e fez pós-doutorado na Queen’s University, no Canadá.

 

Com informações da Times Higher Education.

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Selecione país
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

10 universidades do mundo lideradas por mulheres

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Leitura recomendada

O que é Co-op Program (Co-operative Education)?

Co-operative ou apenas co-op education é uma forma de aprendizado que combina o aprendizado teórico em salas de aulas com períodos de trabalhos práticos remunerados. Esta experiência de trabalho é chamada de co-op placement , ou seja, a instituição de ensino superior ajuda o estudante a conseguir uma posição profissional em empresas reais, para exercer funções reais relacionadas à área de estudo.   Os co-op placements são opções oferecidas pela

30146

O que fazer nos 15 minutos antes de uma entrevista de trabalho

O site Business Insider publicou uma matéria com itens sobre o que fazer durante os 15 minutos angustiantes e de ansiedade que antecedem uma entrevista de trabalho. Este pequeno período pode ser a sua oportunidade de colocar-se no humor certo para se sair bem no processo seletivo. O principal, claro, é manter-se calmo e focado – dependendo do seu nível de stress, a sua capacidade de pensar de forma clara pode ser prejudicada.   Veja dez itens listados

13364

Emprego pelo Mundo: o seu sonho de trabalhar no exterior começa aqui

Criado há pouco mais de um ano, com o objetivo de dar resposta a todos que estão à procura de uma oportunidade de emprego fora ou dentro do seu país de residência, o portal Emprego Pelo Mundo pretende fornecer aos seus seguidores um serviço de busca de oportunidades de emprego, empreendedorismo e formação, de forma rápida, fácil e gratuita.   Com um total de mais de 20 milhões de pageviews, mais de 3,5 milhões de visitantes e 213 mil membros no

8157

Cinco países com os maiores salários mínimos do mundo

Salário mínimo é o menor valor que um empregador é legalmente obrigado a pagar por um serviço a seus empregados. Em 2014, entrou em vigor no Brasil um novo salário mínimo de R$724 – em 2013 era de R$678. Em quais países este valor é o maior? O site Emprego pelo Mundo listou os cinco maiores salários mínimos do mundo. Veja a seguir o equivalente em reais.   5º) Reino Unido – R$42.638 anuais (2011)   Além do valor anual, o valor

7942