Essenciais
Estude no exterior : Perspectivas profissionais

35 passos para a sua carreira antes dos 35 anos

35 passos profissionais que você deve considerar para a sua carreira antes dos 35 anos

35 passos para a sua carreira antes dos 35 anos

Embora sejamos incentivadores da flexibilidade – só você sabe o que é melhor para sua própria trajetória, com base nos seus objetivos, limites e vontades –, há certos aspectos de uma carreira profissional que precisam de atenção especial. Colocar um prazo, como os 35 anos, por exemplo, serve para manter-se no caminho certo com uma visão de futuro (seja ele próximo ou ainda distante, dependendo da sua idade).

 

pós-graduações no exterior - Hotcourses Brasil

 

Por isso, resolvemos trazer este texto do The Muse que lhe ajudará a saber quais passos seguintes você pode tomar a fim de atingir ou manter a carreira dos seus sonhos.

 

35 passos para a sua carreira

 

São itens simples e acessíveis, não se preocupe! Nós garantimos que você não se sentirá sobrecarregado ao final do texto. E, claro, lembre-se: use apenas as dicas que fazem sentido para você, sua profissão e planos pessoais.

 

1. Refine o seu “discurso de elevador”

 

 Apesar de ser natural que o seu discurso mude de tempo em tempo, você tem que ter na ponta da língua a resposta para “O que você faz?”. De fato, a sua resposta deve ser tão boa, curta e eficiente que as pessoas vão se lembrar de você. Então leve o tempo que precisar para considerar que mensagem gostaria de passar quando te perguntarem sobre a sua carreira.

 

2. Saiba qual é o seu superpoder

 

Em outras palavras, saiba naquilo que você é muito bom. As pessoas mais bem-sucedidas conseguem identificar o seu ponto forte. Pode ser curiosidade, falar em público, entusiasmo, etc. O que te destaca?

 

3. Saiba qual é o seu ponto fraco

 

Por outro lado, também é importante reconhecer no que você não é muito bom ou não tem tanta desenvoltura e facilidade. Mas calma: não é um exercício para te fazer se sentir mal - nem pensar! - e sim para saber o que você precisa aprender a delegar e confiar nos outros ou, quem sabe, tentar melhorar (se é algo que você gostaria de fazer melhor).

 

4. Saiba delegar

 

Ninguém precisa saber de tudo. Ao identificar os seus pontos fracos, especialmente ao crescer dentro da sua profissão, você vai precisar aprender a gerenciar melhor o seu tempo e, com isso, entender com o que gastá-lo ou não. Talvez uma das lições mais importantes que vêm disso é ser capaz de delegar tarefas de forma eficiente e confortável - para estagiários, seu staff, sócio, etc.

 

5. Saiba quais são os itens não negociáveis da sua carreira

 

Você terá várias oportunidades na sua vida, portanto, não é possível gastar a sua energia dizendo "sim" para tudo que surgir. Então faça esse exercício: seja realmente honesto sobre o que você quer e precisa para a sua carreira, o que importa para você e seus valores como profissional, e depois crie uma lista de itens não negociáveis para usar como guia sempre que precisar tomar decisões profissionais.

 

Dois exemplos: 1) Não me estressar por falta de tempo livre. 2) Ter tempo de almoçar com meus filhos todos os dias.

 

6. Faça algo que te deixe verdadeiramente orgulhoso

 

via GIPHY

 

 

Você não precisa ser lembrado para sempre por todo trabalho que fizer, alguns talvez nem sejam remunerados ou então não seja isso que você deseja para o resto da sua vida… No entanto, escolha apenas o tipo de trabalho que você terá orgulho de manter no seu currículo.

 

7. Aprenda com as situações que não te deixam orgulhoso

 

Não vamos ser clichês nem bobos de sugerir que você falhe em algo para aprender. (Até porque as chances de cometer falhas, em algum momento, enquanto construímos nossas carreiras são grandes, independente do setor.) O que importa de verdade? Aprender com o erro e levar a lição para a próxima fase da sua carreira.

 

8. Expanda seus limites

 

Você é capaz de liderar uma reunião com 30 pessoas. Mas e uma grande conferência com mais de 100 participantes e dois dias de duração? Isso com certeza desafiaria os limites das suas habilidades. Na verdade, é exatamente isso que você poderia realizarde vez em quando, para sair da sua zona de conforto e se desafiar. Afinal, você nunca saberá do que é capaz se não tentar.

 

9. Faça algo que te assuste

 

via GIPHY

 

 

Esse passo vai um pouquinho além de expandir os seus limites. Aqui sim seria sair definitivamente da sua zona de conforto. Seja palestrando em uma conferência, concorrendo a uma (grande) promoção ou começando finalmente a escrever o seu tão sonhado livro, por que não tentar algo que te assusta pelo menos uma vez no começo da sua carreira? Grandes riscos podem resultar em grandes recompensas.

 

10. Aprenda a ouvir feedback

 

Hillary Clinton uma vez disse: “É importante levar a crítica a sério, não levá-la para o lado pessoal”. Isso significa que saber no que você ainda não está atendendo às expectativas é a única forma de aprender, melhorar e crescer como profissional. Claro que existe a crítica e a crítica construtiva - e a primeira pode ser bem dolorida mesmo. Mas entender como uma ofensa pessoal qualquer sugestão ou opinião negativa é o caminho mais rápido para uma baixa autoestima.

 

11. Aprenda a dar feedback

 

A medida que cresce na carreira, é bem possível que você precise ficar confortável não só em receber como também dar feedback. Isso melhora o desempenho da equipe, ao ajudar os outros a crescer também, e faz com que você receba o necessário para a eficiência do trabalho de maneira geral. Lembre-se: críticas construtivas! Por exemplo: é importante, sim, chegar na hora marcada para começarmos a reunião pontualmente.

 

12. Aprenda a dizer “não"

 

via GIPHY

 

 

Embora tão pequena, o “não" parece ser uma das palavras mais difíceis de dizer. Mas ela é incrivelmente essencial para sua carreira (e saúde mental). Entenda seu limite e sua lista de itens não negociáveis e comece a colocar o “não” em prática.

 

13. Tenha uma rede de contatos de confiança

 

Já dissemos isso antes, mas vamos repetir o quanto for necessário: networking é tudo para a sua carreira! Construir relações profissionais duradouras e confiáveis leva tempo, então comece o quanto antes possível. Como? Sendo comprometido, legítimo e tentando dar sempre o seu melhor.

 

14. Tenha um ou dois orientadores de carreira

 

Não é mentor, porque isso não tem prazo para ser encontrado (aqui, os 35 anos) e também porque é possível ser bem-sucedido sem a ajuda de um. Mas recomendamos ter uma ou duas pessoas de confiança, especialmente se forem profissionais mais experientes na sua área, para te ajudar sempre que precisar de uma opinião sincera ou algum conselho.

 

15. Cuide da sua presença online

 

via GIPHY

 

 

Atualmente, o que aparece no Google pode influenciar a primeira impressão que as pessoas têm de você. O que você publica nas redes sociais também, com certeza. Então tome cuidado com a sua presença online. Apague fotos questionáveis ou qualquer coisa que possa prejudicar a sua imagem profissional (ou as chances de conseguir uma nova proposta).

 

16. Aperfeiçoe o seu perfil no LinkedIn

 

O seu perfil no LinkedIn é provavelmente o seu pedacinho mais importante na internet quando o assunto é carreira. Se um cliente, futuro empregador, fornecedor ou contato profissional for te procurar na rede, adivinha onde será o primeiro lugar que ele tentará te encontrar? Sim, no LinkedIn. Então certifique-se de que o seu perfil passe exatamente a primeira impressão que você quer causar.

 

Como usar o LinkedIn para conseguir o emprego dos seus sonhos

 

17. Mantenha um portfólio

 

Uma página com links para artigos escritos por você, campanhas de marketing bem-sucedidas ou relatórios anuais. Seja o que e com que você queira comprovar os seus melhores trabalhos e resultados, o importante é manter um portfólio atualizado e pronto para mostrar em uma entrevista de trabalho ou a um futuro cliente em potencial.

 

Por que e como montar um portfólio online?

 

18. Saiba como vender o seu peixe

 

via GIPHY

 

 

Mesmo que você não trabalhe com vendas, a verdade é que se você estiver explicando a sua ideia para o seu chefe ou escrevendo a sua cover letter para se candidatar a uma vaga, você vai precisar saber vender o seu peixe - usar argumentos convincentes, saber quais são suas qualidades, etc.

 

19. Saiba negociar

 

Na maioria dos casos, é apenas sabendo negociar que você consegue o que você quer e merece. Se nunca fez isso antes, recomendamos começar com pequenos passos (por exemplo, pedir para o seu chefe pagar uma conferência profissional da qual participará).

 

20. Aprenda a gerenciar

 

É um erro muito comum achar que você tem que sorrir e anuir a tudo o que o seu chefe diz, mas a verdade é que você pode aprender a gerenciar as tarefas que lhe são dadas, o estilo de trabalho que lhe é imposto e a forma de fazer as coisas que lhe pedem, principalmente se não forem sensatos. Comunicar-se com o seu superior e advogar pelo que você precisa para fazer o seu melhor trabalho são habilidades profissionais vitais.

 

21. Tenha um aperto de mão respeitável

 

via GIPHY

 

 

Parece um detalhe insignificante, mas o aperto de mão é a forma mais rápida de causar uma boa impressão logo de cara. Firme, breve e olhando nos olhos da pessoa.

 

22. Saiba como escrever um email eficiente

 

Nunca envie um email do qual você não tenha orgulho (ou que não gostaria que o seu chefe lesse). Por isso, escreva com cuidado e profissionalismo as mensagens que você enviar com o seu email do trabalho.

 

23. Use um sistema de lista de tarefas

 

Talvez você precise de um serviço que carregue sua lista de tarefas automaticamente em todos os seus aparelhos, um aplicativo no seu celular ou o famigerado papel e caneta. Independente da forma, comprometa-se a usar uma to-do list em ordem a fim de manter a sua carga de trabalho fluindo bem. E se o método atual não for mais útil, nada mais natural do que procurar por uma nova ferramenta que te atenda melhor.

 

24. Saiba como funcionam os seus níveis de energia

 

Não tem nada pior (ou menos produtivo) do que tentar trabalhar quando a sua energia está baixa. Forçar-se a continuar quando você já não tem mais nada a dar não só prejudica o resultado do seu trabalho como a sua saúde também. Compreenda e aceite quando você trabalha melhor e quando sua produtividade está baixa.

 

25. Durma

 

via GIPHY

 

 

Simples assim! Não passe madrugadas a dentro trabalhando sem descanso. A sua mente precisa de pausas regulares e longas o suficientes para voltar com força total no dia seguinte. Seja seis, sete ou nove horas por noite, a sua carreira depende disso.

 

26. Gerencie estresse

 

O estresse pode dominar e arruinar a sua vida, algo que, com certeza, não vai querer que te aconteça. Se essa é uma questão para você, tente entender o cerne dela o quanto antes possível e crie estratégias para lidar com o estresse antes que ele comece a prejudicar a sua saúde. Terapia, prática esportiva, diminuir o ritmo profissional… As opções são diversas, vale encontrar a que melhor funcione para você.

 

27. Pare de pedir desculpas à toa

 

Talvez pareça educação ou uma forma de melhorar a sua reputação, mas pedir desculpas a torto e a direito, especialmente por coisinhas bobas ou que não tem nada a ver com você, podem inadvertidamente instigar dúvidas sobre as suas habilidades e minar o seu profissionalismo. Guarde as suas desculpas para quando elas realmente são necessárias (um erro, por exemplo, não quando um colega de trabalho pede para você voltar um slide da sua apresentação).

 

28. Supere a síndrome do impostor

 

Se você estiver começando em uma área nova ou tentando subir na sua carreira desde a gradução, há muitas chances de, em algum momento, sentir ou já ter sentido a síndrome do impostor: aquela sensação chata, quase sempre sem fundamentos, de que você não é capaz. Ela pode ferir a sua carreira e, mais ainda, a sua autoestima. Senti-la é completamente normal, mas você precisa ser rápido em identificá-la e silenciar essa voz interna negativa.

 

29. Tenha um plano de carreira de emergência

 

via GIPHY

 

 

O que você faria de fosse demitido ou perdesse o seu cliente principal? Se você não tem uma resposta para essa pergunta (ou se respondeu “Entrar em pânico!”), está na hora de criar o seu plano de emergência - ou, como é comumente chamado, o seu plano B. Ninguém quer pensar no pior cenário possível, como uma demissão, mas se ele eventualmente acontecer, é melhor estar preparado.

 

30. Escolha um projeto paralelo

 

Acha que se sairia bem com consultoria? Tem vontade de abrir uma lojinha online para produtos artesanais? Que tal tentar colocar esse projeto paralelo em prática? Na melhor das hipóteses, você se apaixonará por uma nova carreira ou fonte de renda; e na pior, será um passatempo no seu dia a dia.

 

31. Invista na sua aposentadoria

 

Nós sabemos: no começo de carreira dificilmente alguém pensa no que acontecerá na aposentadoria. Entretanto, guardar um pouco mês a mês, ano a ano, desde cedo ajudará a ter um belo pé de meia e não precisar se preocupar tanto com o seu futuro financeiro.

 

32. Invista em si mesmo

 

O mercado de trabalho evolui rapidamente e, para permanecer na vanguarda da sua área, é necessário investir em si mesmo, com cursos, especializações, conferências, livros, etc. a fim de continuar a desenvolver suas habilidades e conhecimentos.

 

33. Invista no mundo

 

Há diversas formas de investir no mundo e tentar melhorar a sociedade como um todo. Dois exemplos: trabalhar como voluntário usando suas habilidades para ajudar o próximo ou servir de mentor para um jovem profissional.

 

34. Saiba o que você não quer

 

Você não precisa saber o que você quer para a sua vida aos 35 (e nem aos 95, para dizer a verdade). Se não tiver ideia alguma, uma opção sempre boa é começar a pensar no que você não quer. Não quer ser um chefe mandão? Não quer trabalhar com vendas? Não se interessa por uma posição de gestão? Ótimo. Comece a identificar o que te interessa nas opções que sobram.

 

35. Permita-se ir atrás dos seus sonhos

 

E se você já sabe o que quer? Comece a pensar nos passos em direção ao seu objetivo. Sim, as carreiras são longas e às vezes demora mesmo para conseguir chegar aonde você quer, mas cada dia gasto em busca do seu sonho é um dia bem aproveitado.

 

Leia também:

Como conseguir um emprego no exterior antes de se mudar

Como e quando mudar de carreira?

 

Fonte: The Muse

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA

Leitura recomendada

40 mudanças no currículo que irão deixá-lo mais profissional

Chega sempre um momento em que o seu currículo precisa de uma revisão. Reservar um tempo para remodelar e enxugar o CV é muito válido, principalmente se você estiver se preparando para procurar um emprego. E mesmo que já esteja empregado, é sempre bom dar uma revisada no currículo, ao menos uma vez ao ano.   O site USA Today College listou várias dicas de como modificar o seu CV e fazer com que ele se destaque dentre os demais. E não se preocupe se

92.9K

O que é Co-op Program (Co-operative Education)?

Co-operative ou apenas co-op education é uma forma de aprendizado que combina o aprendizado teórico em salas de aulas com períodos de trabalhos práticos remunerados. Esta experiência de trabalho é chamada de co-op placement , ou seja, a instituição de ensino superior ajuda o estudante a conseguir uma posição profissional em empresas reais, para exercer funções reais relacionadas à área de estudo.   Os co-op placements são opções oferecidas pela

38.4K

O que fazer nos 15 minutos antes de uma entrevista de trabalho

O site Business Insider publicou uma matéria com itens sobre o que fazer durante os 15 minutos angustiantes e de ansiedade que antecedem uma entrevista de trabalho. Este pequeno período pode ser a sua oportunidade de colocar-se no humor certo para se sair bem no processo seletivo. O principal, claro, é manter-se calmo e focado – dependendo do seu nível de stress, a sua capacidade de pensar de forma clara pode ser prejudicada.   Veja dez itens listados

26.5K

Emprego pelo Mundo: o seu sonho de trabalhar no exterior começa aqui

Criado há pouco mais de um ano, com o objetivo de dar resposta a todos que estão à procura de uma oportunidade de emprego fora ou dentro do seu país de residência, o portal Emprego Pelo Mundo pretende fornecer aos seus seguidores um serviço de busca de oportunidades de emprego, empreendedorismo e formação, de forma rápida, fácil e gratuita.   Com um total de mais de 20 milhões de pageviews, mais de 3,5 milhões de visitantes e 213 mil membros no

9.4K