Essenciais
Estude no exterior : Perspectivas profissionais

Psicóloga especializada em RH explica porque empresas contratam quem já estudou no exterior

O número de empresas que incentivam os seus profissionais a estudarem no exterior tem aumentado e os benefícios vão muito além da fluência em um segundo idioma

Psicóloga especializada em RH explica porque empresas contratam quem já estudou no exterior
1087

(Imagem: Priscila Troitino, psicóloga e diretora da empresa Fundamenta RH, durante o Fórum Brasil de Educação Internacional de 2017. Créditos: Belta)

 

Como se destacar profissionalmente em um país em crise? Por que os setores de Recursos Humanos de grandes empresas incentivam que seus colaboradores tenham uma experiência intercultural? As respostas estão no perfil do profissional que possui a vivência no exterior, desde um comportamento mais proativo até a desenvoltura para trabalhar sob pressão.

 

Priscila Troitino é psicóloga, especializada em Gestão de Pessoas e Negócios, há mais de 17 anos atuando na área de Recursos Humanos. Atualmente, é Diretora Executiva da Fundamenta RH, que oferece serviços de gestão de pessoas para empresas de diferentes setores.

 

O Hotcourses Brasil conversou com Priscila para entender, de acordo com a opinião e a experiência de uma profissional da área de Recursos humanos, quais são as vantagens dos estudos no exterior para a carreira do intercambista.

 

Por que as empresas têm priorizado a contratação de pessoas com experiências de estudos no exterior?

 

Além do ganho na fluência em segundo e/ou terceiro idiomas, que já é um diferencial, o profissional que passa pela experiência de viver no exterior adquire habilidades fundamentais para o mundo corporativo. 

 

Por que as empresas têm permitido (ou até mesmo incentivado) que seus colaboradores tirem um tempo da carreira parar estudar no exterior?

 

O ganho de projetos como esse não é só a aquisição de outro idioma. Vai muito além. Ganha o profissional que adquiriu uma bagagem internacional importante, ganha a empresa, que recebe um profissional bilíngue, engajado, mais experiente e, acima de tudo, agradecido pela oportunidade que a empresa concedeu e, por tudo isso, tende a permanecer mais tempo na companhia.

 

Quais critérios são usados pelo RH para selecionar os candidatos a uma entrevista dentre centenas de currículos recebidos de interessados?

 

Devido à grande disponibilidade de profissionais a área de Recursos Humanos passa a estruturar o processo de seleção com mais etapas que vão, desde a triagem de currículos, até entrevistas, testes de personalidade e testes situacionais para garantir que o profissional tenha, de fato, as experiências e habilidades que informa ter no currículo.

 

De que forma o profissional pode usar a experiência e as habilidades adquiridas durante o intercâmbio para se destacar no processo de seleção de empresas?

 

Durante o período de intercâmbio, o profissional vive experiências diversas que o fazem aprender competências essenciais para o mundo corporativo. Pode-se citar a resiliência, a necessidade de adaptar-se a diferentes situações e aprender a lidar com diferentes culturas além de estar a maior parte do tempo sob pressão.

 

Essas habilidades/competências precisam ser demonstradas no processo de seleção através de exemplos (“Tenho experiência em atuar sob pressão, pois, quando passei (por determinada situação) no intercâmbio, atuei da (seguinte) forma.”) para que o recrutador possa compreender como o profissional utilizou as habilidades requeridas pela função em situações reais. Desta forma, ele conseguirá se destacar. 

  

 

COMPETÊNCIAS ADQUIRIDAS NO EXTERIOR QUE TE DESTACAM PROFISSIONALMENTE:

 

Além do diferencial de ter um diploma internacional e a proficiência em um idioma estrangeiro, as empresas também valorizam outras competências adquiridas durante a sua experiência de estudo no exterior:

 

  • O profissional se torna mais proativo e tem mais iniciativa;
  • Aprende a lidar melhor com adversidades e agir sob pressão;
  • Trabalha bem em equipe;
  • Consegue conviver com pessoas de diferentes nacionalidades e personalidades;
  • Tem uma rede de contatos internacionais;
  • Tem uma melhor perspectiva internacional e visão de mundo mais abrangente;
  • É mais flexível e adaptável a diferentes ambientes;
  • Tem mais energia e disposição;
  • Consegue exercer diferentes funções em um cargo só;
  • Tem vivência intercultural;
  • Tem um perfil de liderança;
  • Possui uma série de habilidades transversais e transferíveis;
  • Tem inteligência emocional e consciência social;
  • É mais independente e autossuficiente;
  • Tem uma ideia mais bem definida do que quer para a vida pessoal e profissional;
  • É mais tolerante e respeitoso às diferenças.

 

Leia mais:

Como o intercâmbio pode desenvolver a sua experiência profissional

Três motivos para investir em um intercâmbio focado na sua carreira

Networking é tudo: como os seus contatos são o seu melhor trunfo

Pesquise por cursos

Selecione país
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Psicóloga especializada em RH explica porque empresas contratam quem já estudou no exterior

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...