Essenciais
Estude no exterior : Destino de Estudo

Estudar na Espanha

Aprenda vários aspectos sobre estudar na Espanha, como custo de vida, cursos disponíveis, melhores universidades e vida estudantil.

Tudo sobre: Estudar na Espanha

A Espanha é uma escolha de destino de estudo popular na Europa por uma série de motivos. Um custo de vida barato, um clima mais atraente, o idioma espanhol e excelentes opções de universidades são algumas das razões principais.

 

Estudar na Europa: Espanha

 

Um destino turístico famoso da Europa Ocidental, localizada na Península Ibérica fazendo fronteira com França e Portugal, a Espanha é um país maravilhoso com uma longa histórica, cultura rica e mundialmente conhecida por sua arquitetura e culinária.

 

Ela é formada por regiões semi-autônomas com culturas distintas e até mesmo um idioma oficial diferente, como é o caso da Catalunha, que há algum tempo tem uma proposta separatista.

 

Na Espanha, você encontra paisagens de todos os tipos, de praias a montanhas, de grandes cidades modernas a vilarejos acolhedores. E a cereja no bolo para quem tem interesse em estudar na Espanha são as suas universidades tradicionais e renomadas espalhados por todo o país.

 

Universidades da Espanha

 

Há mais de 70 universidades por toda a Espanha, algumas com reputação internacional, classificadas entre as melhores do mundo em rankings famosos, como QS e Times Higher Education. Deste número, 50 são públicas e o restante é particular.

 

Apesar de cada vez mais oferecerem cursos acadêmicos ministrados na língua inglesa, o ponto forte da Espanha é ter algumas das melhores universidades do mundo na língua espanhola para quem quer dominar a fluência no idioma enquanto cursa a sua graduação ou pós-graduação no exterior.

 

Se você considera fugir do comum quando o assunto é intercâmbio – países que falam inglês –, a Espanha é uma excelente opção.

 

Algumas das áreas de estudo mais populares na Espanha:

 

  • Direito;
  • Artes e Humanas: Literatura, Filosofia, Música, etc.;
  • Marketing e Finanças;
  • Ciências: Microbiologia, Química, Física, Matemática, etc.;
  • Gestão da Hospitalidade.

 

Graduações na Espanha

 

As graduações são chamadas de grado na Espanha. Elas têm duração de quatro anos, totalizando 240 créditos ECTS – no máximo 90 por ano. Além disso, devem ser concluídas com uma dissertação obrigatória bem-sucedida, que pode chegar a valer até 30 créditos na nota final do estudante.

 

Os universitários têm a chance de escolher acelerar os estudos ao se matricular em atividades extracurriculares de no máximo 6 créditos ao longo do curso. No entanto, similar ao Brasil e diferente dos Estados Unidos, por exemplo, a grade curricular das graduações na Espanha já é estruturada e fixa. Por isso, as aulas eletivas representam no máximo 10% do curso.

 

As universidades espanholas oferecem bacharelados de:

 

  • Artes & Humanas;
  • Ciências;
  • Direito Empresarial;
  • Engenharia;
  • Direito Social.

 

Pós-Graduações na Espanha

 

Os mestrados na Espanha tem em média dois anos de duração, valendo um total de 60 a 120 créditos ECTS por semestre. O diploma espanhol é válido em todos os países do Espaço Europeu de Ensino Superior.

 

Os doutorados são divividos em duas partes: na primeira, o estudante cursa 60 créditos em aulas; na seguda, conduz uma pesquisa que deve resultar em uma tese. Na Espanha, o curso dura no máximo três anos integrais ou cinco anos em meio período.

 

MBA na Espanha

 

A Espanha também é um destino bastante atraente para quem considera cursar um MBA no exterior. Três das dez melhores escolas de Negócios da Europa estão localizadas na Espanha:

 

 

Estas instituições são altamente respeitadas pelo mundo inteiro e já formaram alguns dos gestores internacionais mais famosos.

 

Ano letivo na Espanha

 

A maioria das universidades espanholas divide as aulas acadêmicas em dois semestres. Como na maioria dos países do Hemisfério Norte, o ano letivo tem início na metade de setembro ou no começo de outubro.

 

As aulas do primeiro semestre vão até dezembro ou início de janeiro, costumam terminar com uma semana de provas e, depois, os estudantes tem aproximadamente 15 dias de descanso.

 

O segundo semestre começa no final de janeiro ou início de fevereiro, culminando na conclusão do ano letivo em maio. Isso significa que os universitários espanhóis têm até três meses de férias de verão.

 

Taxas de ensino na Espanha

 

Na hora de planejar o seu orçamento, você ficará muito contente em saber que as taxas de ensino da Espanha estão entre as mais baratas de toda a Europa.

 

Segundo o site Study in Spain, as médias de preços para universidades públicas são as seguintes:

 

  • Bacharelados: € 750 - £ 2.500 por ano;
  • Mestrados: € 1.000 - € 3.500 por ano.

 

A valor depende da instituição, curso, área de estudo e duração. No entanto, pela média acima, já se percebe que as taxas de ensino podem ser significativamente mais baratas do que as de outros países europeus.

 

Já as universidade particulares espanholas estipulam seus próprios preços, chegando a ultrapassar € 20.000 anuais.

 

Principais universidades da Espanha

 

Universidade Pompeu Fabra, em Barcelona, Espanha

 

Segundo o ranking da Times Higher Education, estas são as melhores universidades da Espanha:

 

 

Inscrições em universidades da Espanha

 

Os estudantes não europeus interessados em uma graduação precisam ter concluído o ensino médio e entrar em contato com a embaixada espanhola no Brasil para conseguir um reconhecimento oficial no seu diploma, o Volante Accreditation, que confirma a conformidade com os requisitos exigidos pela Espanha para o ensino superior.

 

Uma vez concedido o seu reconhecimento, você pode se inscrever no exame de seleção da sua universidade espanhola, chamado selectividad ou Pruebas de Acesso a la Universidad.

 

Para pós-graduações, você precisará de um bacharelado. No entanto, como o requisitos mudam amplamente entre universidades e cursos, o ideal é que você visite o site oficial da instituição para verificar quais são os critérios de seleção da sua pós-graduação de interesse.

 

Visto de estudante para a Espanha

 

A Espanha exige que você apresente os seguintes documentos para tirar o seu visto de estudante espanhol:

 

  • Um certificado de matrícula em uma instituição espanhola;
  • Certificado de conclusão de cursos prévios;
  • Provas de suporte financeiro (para se manter no país durante os estudos).

 

Custo de vida na Espanha

 

O custo de vida difere de acordo com a cidade que você escolher. Mas, em geral, é bem tranquilo de viver na Espanha com um orçamento limitado. A comida é barata e de alta qualidade e há também muitas opções de lojas modernas e brechós com excelentes preços por todos os lugares.

 

Em algumas cidades, no entanto, em especial as metrópoles como Madri e Barcelona, os preços das acomodações costumam ser mais caros. Se a sua intenção é viver em uma destas grandes cidades, famosas e maravilhosas, da Espanha, precisará se preparar financeiramente para conseguir bancar um custo de vida mais alto. Agora, se quer economizar, pode optar por cidades mais baratas como Valência e Sevilha.

 

Uma das grandes vantagens é que o transporte público é eficiente e barato por toda a Espanha. Você conseguirá viajar pelo país no tempo livre e se locomover pela sua cidade tranquilamente e sem gastar muito.

 

Vida estudantil na Espanha

 

curso de espanhol na Espanha

 

Mesmo que você escolha um curso acadêmico ministrado em inglês ou então um curso de espanhol básico, é sempre interessante aprender algumas palavras e frases na língua espanhola antes de se mudar. Isso ajudará a agilizar o seu processo de adaptação, a se comunicar com os nativos e também a ganhar fluência no quarto idioma mais falado do mundo.

 

No entanto, se você escolher certas regiões do país, precisará aprender o básico em outras línguas e dialetos. Na Catalunha, por exemplo, e na sua capital Barcelona, o catalão é mais falado do que o espanhol (e é o idioma oficial, inclusive, para todas as placas de informação da cidade). A língua e a cultura catalã são valorizadas pelos nativos, que preferem se comunicar no idioma local.

 

Um estudo recente identificou mais de 617.000 estudantes internacionais matriculados na Espanha em 2018. Isso significa que você estudará com pessoas do mundo inteiro, independente do seu curso.

 

Os espanhóis tem costume de fazer a siesta à tarde. A grande maioria dos comércios fecham das 14h às 17h por diferentes razões: evitar trabalhar durante o período mais quente do dia, aproveitar o almoço e tirar um cochilo, diminuir a jornada de trabalho a 72 horas por semana, etc. Como estudante no país, você pode aproveitar a siesta para descansar e conseguir ir à balada à noite. Na Espanha, as festas começam depois da meia noite e terminam tarde.

 

E aí? Ficou com vontade de estudar na Espanha?

 

Leia também:

Estudar na Áustria

Estudar na República Tcheca

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA