Essenciais
Estude no exterior : Últimas notícias

Coronavírus: entenda o fechamento das universidades em quarentena

Universidades do mundo inteiro tiveram de ações decisivas para proteger seus estudantes durante a pandemia do coronavírus. O que acontece agora com os campi de portas fechadas?

Coronavírus: entenda o fechamento das universidades em quarentena

O coronavírus causou mudanças e interrupções sem precedentes pelo mundo. A pandemia impactou todos as aspectos da vida inclusive a de universidades e estudantes. Seguindo as ordens de segurança do governo e órgãos de saúde pública, as instituições de ensino superior fecharam as portas de seus campi por tempo indeterminado pela saúde e bem-estar de todos. A ação, claramente, teve implicações diretas na comunidade universitária, no andamento os cursos presenciais e, especialmente, nos planos de estudantes já matriculados e em processo de admissão.

 

Com a situação global mudando a cada dia, entender o que tudo isso significa ainda é complicado, mas nós tentamos elaborar alguns dos fatos e questões mais importantes que podem afetar os seus estudos no exterior enquanto as universidades permanecem fechadas.

 

O que acontece quando uma universidade fecha o campus?

 

Em uma situação de emergência como a da pandemia da Covid-19, as universidades seguem um protocolo de ações que começa com o cancelamento de todas as atividades presenciais e serviços não essenciais do campus. Isso pode significar muitas coisas, desde reuniões de sociedades culturais e treinos de equipes esportivas até lojas, livrarias e eventos.

 

Em seguida, a universidade deve identificar os cursos, aulas e áreas de estudo que podem ser canceladas a curto prazo sem repercussões acadêmicas muito sérias. O cronograma acadêmico sofre alterações significativas.

 

A próxima fase é pausar a maioria das operações do campus e todas as atividades presenciais completamente. Isto significa o fechamento de instalações, prédios e serviços. Criticamente, para os estudantes, também significa que as acomodações dentro do campus também são afetadas, resultando na necessidade de mudar-se para outro lugar durante a quarentena ou até mesmo voltar para casa.

 

Como eu acompanho as decisões da minha universidade?

 

As universidades criaram uma estratégia abrangente de comunicação para informar sobre as questões mais essenciais relacionadas ao fechamento do campus e continuidade dos cursos. Você pode receber atualizações por email, mensagens, ligações telefônicas e, mais importante, deve manter-se em contato direto com a universidade virtualmente.

 

As instituições também desenvolveram rapidamente recursos online e portais especiais em seus sites oficiais com o objetivo de facilitar a comunicação com o corpo estudantil e responder às principais dúvidas.

 

Acesse o site oficial da sua universidade (ou da instituição na qual você pretende estudar) e procure logo na página inicial, normalmente em algum lugar de destaque no cabeçalho, um link para o boletim sobre as ações contra a Covid-19. Caso não encontre nada semelhante, visite a página da universidade em redes sociais como Instagram e Facebook. Estes têm sido os principais recursos para colocar-se à disposição dos estudantes e publicar atualizações oficiais.

 

 

As universidades oferecem serviços online?

 

Cursos online

 

Muitas universidades já possuíam uma infraestrutura virtual para oferecer a maioria dos seus serviços estudantis a distância e isso, com certeza, facilitou este período de quarentena. Embora outras precisaram de adaptações rápidas, agora a grande maioria já consegue atender aos estudantes virtualmente para:

 

  • Questões administrativas;
  • Aconselhamento estudantil;
  • Orientação de carreiras;
  • Processo seletivo e matrículas;
  • Bolsas de estudo;
  • Suporte acadêmico;
  • Serviços bibliotecários;
  • Vida residencial.

 

Enquanto os estudantes não tiverem acesso às instalações e prédios universitários, as universidades se esforçA para atendê-los da melhor maneira possível, fortalecendo serviços essenciais no momento como TI.

 

E como ficaram as aulas e cursos?

 

É de extrema importância para as universidades prevenir a interrupção dos seus cursos acadêmicos em andamento que possa afetar os resultados estudantis. Apesar de não ser possível replicar virtualmente todos os aspectos de um curso presencial, o aprendizado online é a melhor alternativa no momento – e, sem dúvidas, a mais segura.

 

Haverá, possivelmente, uma curva de aprendizado e rearranjo das aulas enquanto as universidades passam os cursos para o ambiente virtual, mas o prejuízo deve ser mínimo. Os estudantes ainda terão acesso aos mesmos professores, conteúdo e qualidade de ensino que teriam pessoalmente.

 

E o semestre atual ainda em andamento?

 

Muitas universidades manterão o andamento do semestre com aulas online e isso pode acabar se prolongando para o segundo semestre de 2020, até que seja seguro reabrir o campus. Por enquanto, a data é incerta e variará de acordo com o país e a situação local da pandemia.

 

As universidades adotaram planos de contingência para as provas e exames, os aplicando online ou encontrando diferentes maneiras de testar o conhecimento dos estudantes que não envolva o contato presencial. Algumas universidades permitiram provas com consulta; outras trocaram provas por trabalhos de conclusão de semestre.

 

Para estudantes com dificuldades, por exemplo, sem acesso à internet, as universidades estão procurando formas de considerar as limitações caso a caso para não afetar negativamente no desempenho acadêmico.

 

Eu tive que voltar para casa, e agora?

 

Devido ao fechamento das universidades e restrições de viagens, muitos estudantes internacionais preferiram retornar para casa e passar o período de quarentena em segurança com suas famílias.

 

Nestas casos, há algumas questões importantes a serem consideradas:

 

  • Você informou a universidade sobre o seu retorno?
  • Você certificou os termos e condições do contrato da sua acomodação no exterior ao partir?
  • Você receberá desconto no aluguel da acomodação?
  • Você corre o risco de perder a sua vaga na acomodação?
  • Você verificou o que acontecerá com as suas coisas que ficaram na acomodação (caso não tenha levado tudo com você)?
  • Você pretende retornar à mesma acomodação quando as aulas retornarem?
  • Você checou quais implicações isso pode ter no seu visto e status legal de estudante internacional?

 

Caso a acomodação for um apartamento ou casa privada alugada, é essencial avaliar os termos e condições para não correr o risco do proprietário reincidir o contrato com antecedência e, inclusive, aplicar penalidades.

 

Independendo do caso e da moradia, o aconselhável é entrar em contato com a agência ou proprietário responsável pela acomodação a fim de resolver a situação da melhor maneira possível. Devido às circunstâncias, o diálogo é mais necessário do que nunca. Talvez seja interessante considerar a possibilidade de uma pausa no aluguel ou quem sabe um desconto.

 

Eu estou passando a quarentena no exterior

 

Como lidar com estresse e ansiedade

 

Com as restrições de viagens, também aconteceu de estudantes que não puderam deixar suas acomodações a tempo e estão passando a quarentena no exterior. Para esses casos, o mais importante é cuidar do bem-estar e saúde mental. O momento é difícil mesmo para todo mundo e pode ser especialmente complicado estando longe de casa.

 

Leia nosso artigo sobre estratégias para lidar com estresse e ansiedade.

 

Comunicação

 

Com a natureza em constante evolução da situação atual, os meios de comunicação com a universidade devem permanecer abertos. Eles podem ser passivos, como acompanhar as redes sociais e visitar o site oficial regularmente; quanto ativos, entrando em contato direto por email ou telefone ou até mesmo participando de seções de dúvidas e chats online.

 

Faça a sua parte e mantenha-se informado sobre as mais recentes atualizações da universidade e também do país, como por exemplo, restrições de viagens e decisões de lockdown.

 

Se você estiver em processo de seleção no exterior ou pretendia começar a sua inscrição em um futuro próximo, use o nosso roteiro de perguntas essenciais para fazer à sua universidade sobre a pandemia e decidir-se pela melhor alternativa para o seu plano de estudar no exterior.

 

As condições são assustadoras e desafiadoras, nós sabemos. Mas há sempre soluções inovadoras, criativas e acessíveis em momentos de crise.

 

Leia também:

10 coisas para fazer durante a quarentena pelos seus estudos no exterior

3 fatores sobre estudar no exterior em tempos de Covid-19

 

(Texto original publicado no Hotcourses Abroad. Tradução e localização por Brenda Bellani.)

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA

Leitura recomendada

As 10 melhores cidades universitárias de 2015

O QS Top Universities lançou mais uma lista útil para quem está considerando estudar no exterior: as 10 melhores cidades universitárias do mundo. Para constar no ranking, elas deveriam ter pelo menos duas universidades no ranking da QS World University Rankings e uma população de mais de 250 mil habitantes. As cidades foram avaliadas em cinco fatores: ranking universitário, diversidade de estudantes, empregos, atração de estudantes e acessibilidade financeira.

4.8K

As 20 melhores cidades estudantis do mundo de 2017, segundo ranking QS

Montreal, eleita a melhor cidade estudantil de 2017, desbancou Paris, invicta há cinco anos.   Duas cidades francófonas dominaram o índice QS Best Student Cities, lista das melhores cidades do mundo para estudantes internacionais. Montreal, no Canadá, ultrapassou Paris e conquistou o primeiro lugar da lista. Localizada na província de Quebec, ela tem a segunda maior população nativa na língua francesa do mundo, perdendo apenas para a própria capital

4K

LinkedIn lista as 10 faculdades mais influentes do mundo na rede

O LinKedIn costuma fazer listas das marcas mais influentes na rede social separadas por setores. Um deles é o da educação. A edição mais atual listou as 50 instituições mais influentes do mundo segundo a avaliação de marketing de conteúdo do LinkedIn, que analisa todas as atividades das marcas na plataforma, como updates na página da empresa, compartilhamentos dos seus colaboradores, posts patrocinados, atividades em grupos na rede e textos publicados.  

1.9K