Essenciais
Estude no exterior : Últimas notícias

FAQ: Covid-19 e os seus estudos no exterior

As dúvidas mais frequentes entre estudantes internacionais sobre o coronavírus e como a pandemia tem afetado os estudos no exterior e intercâmbios.

FAQ: Covid-19 e os estudos no exterior

Sabemos que as coisas não estão fáceis no momento, mas mesmo em tempos incertos, nós continuamos a apoiar o seu sonho de estudar no exterior. Juntos, entenderemos as dúvidas mais frequentes sobre como adiar os seus estudos no exterior ou criar um plano B.

 

Estamos monitorando e atualizando as informações abaixo regularmente de acordo com o desenvolvimento da situação.

 

1. Devo continuar a procurar por universidades e oportunidades de estudos no exterior neste momento?

 

Sim. Você pode continuar a sua pesquisa por instituições no mundo inteiro para analisar suas opções de estudo mesmo com a situação atual do Covid-19. Se o seu plano for viajar no segundo semestre de 2020 ou em 2021, ainda é válido continuar a pesquisar bastante, ver o que está disponível e se preparar com antecedência para quando a situação melhorar.

 

Inclusive, procure se informar sobre as mudanças nos prazos e processos seletivos devido ao Covid-19.

 

2. O que as universidades estão fazendo para lidar com a situação atual?

 

A universidades do mundo inteiro estão seguindo as orientações do governo e da Organização Mundial de Saúde e mantendo os campi fechados para proteger a saúde de suas comunidades e conter o coronavírus.

 

As instituições criaram e vêm criando diferentes planos de contingência com intuito de ajudar os alunos a concluir o semestre em andamento. Algumas das principais medidas tomadas foram adaptar as aulas para o formato online e ajustar critérios de avaliação, além de facilitar o trabalho remoto para as suas equipes acadêmicas e administrativas.

 

O mundo todo está enfrentando essa pandemia, portanto, é importante que nos apoiemos. As universidades reconhecem essa necessidade de união e estão cientes da ansiedade que esta situação gera em seus estudantes. Várias delas, inclusive, estão adiando prazos para aliviar a pressão e a preocupação neste momento.

 

O melhor caminho é sempre verificar diretamente com a universidade que você está estudando ou pela qual tem interesse de estudar entre 2020 e 2021. Visite o site oficial de cada uma delas ou entre em contato direto para verificar quais são os planos e procedimentos em vigor no momento.

 

3. Quais países têm restrições no momento?

 

Até o momento, estas são as medidas tomadas por cada governo. Elas são alteradas diariamente, portanto, orientamos a visitar o site oficial de cada governo com regularidade para verificar novas atualizações.

 

Reino Unido

 

O governo orienta os cidadãos a evitar viagens “não essenciais” por 30 dias.

 

Estados Unidos

 

Entrada proibida de cidadãos da Europa ou outros estrangeiros que tenham viajado para países europeus.

 

Canadá

 

Entrada proibida para todos no momento, exceto a de cidadãos canadenses e residentes permanentes.

 

Austrália

 

Entrada de visitantes proibida no momento, exceto a de cidadãos australianos e residentes permanentes.

 

Nova Zelândia

 

País fechado até o dia 19 de março.

 

França

 

No dia 17 de março, o país proibiu a entrada no país por 30 dias, exceto a de cidadãos franceses.

 

Alemanha

 

O país está aplicando o controle de fronteiras temporariamente e o acesso restrito de visitantes da Itália, Espanha, França, Luxemburgo, Áustria, Suíça e Dinamarca.

 

Itália

 

Quarentena obrigatória no país até abril.

 

Espanha

 

Entrada proibida para todos no momento, exceto a de cidadãos espanhóis e residentes permanentes.

 

Se o seu destino de interesse não constar nessa lista, sugerimos uma visita à lista da Forbes de A-Z.

 

4. O que eu devo fazer se as universidades nas quais eu tinha interesse estão fechadas?

 

Com o fechamento temporário de diversas universidades pelo mundo inteiro a fim de proteger a saúde de sua equipe e estudantes, talvez você fique inseguro sobre o que isso significa para os seus planos. Atualmente, cada instituição tem uma série de protocolos em vigor a fim de enfrentar a situação e, na maioria dos casos, seguem instruções do governo. Nós recomendamos que você visite o site da universidade para encontrar as informações mais recentes. Você consegue também fazer perguntas pelo site e receber orientação diretamente da equipe universitária, que, muito provavelmente, está em regime de trabalho remoto no momento.

 

Muitas universidades foram ágeis em mover para o virtual aulas, recursos e avaliações, acomodando assim as necessidades dos estudantes neste período sem precedentes. O futuro nos próximos meses ainda é incerto. Entretanto, algumas instituições já estão preparando para, caso necessário, atender às novas turmas de estudantes com aulas online no próximo semestre, uma vez que no Hemisfério Norte, o ano letivo acadêmico tem início entre agosto e setembro.

 

As universidades têm interesse em continuar a receber novos estudantes, inclusive estrangeiros, portanto, pode ter certeza que farão a melhor adaptação possível até que as coisas voltem ao normal.

 

5. Ainda posso prestar um teste oficial de inglês?

 

Os testes oficiais de inglês como o IELTS e o TOEFL estão tomando as precauções necessárias para evitar aglomeração e manter suas equipes e estudantes em segurança. Isto resultou na suspenção das provas em algumas localizações e em outras, apesar dos centros ainda estarem abertos, adotaram certa medidas, como distribuição de máscaras, álcool em gel e adaptaram o espaço com divisórias para que os estudantes sentem-se a uma distância segura.

 

Saiba mais no site oficial do IELTS e no ETS, para quem pretende prestar o TOEFL e GRE.

 

6. Como proceder se eu fui selecionado em uma universidade estrangeira para começar as aulas em 2020?

 

Se você se já se inscreveu e foi selecionado com sucesso para a nova turma de 2020 em uma universidade no exterior, a sua vaga será mantida no momento. As universidades não estão rescindindo as admissões já concedidas.

 

O que acontecerá é que muito provavelmente você receberá uma comunicação direta da instituição por email com as possíveis datas de início e informações relevantes, como, por exemplo, se as aulas serão mantidas online e qual portal acessar para assisti-las.

 

É possível que ainda haja uma série de questões administrativas a ser resolvida, portanto o canal direto de comunicação entre universidade e estudantes se manterá aberto e ativo neste período. Se a qualquer momento você tiver alguma dúvida, pode entrar em contato com a instituição.

 

7. E se eu estiver atualmente estudando em uma universidade no exterior?

 

Como já mencionamos, as universidades adotaram procedimentos e protocolos de segurança para proteger seus estudantes durante a atual situação de pandemia. O foco principal é manter todo mundo em segurança e conter a transmissão da doença, enquanto a continuidade da grade curricular é garantida da melhor maneira possível.

 

Se você estiver ansioso, preocupado ou incerto, converse com um representante da sua universidade o quanto antes. Desta forma, você recebe informações oficiais sobre o seu curso e os planos em andamento da universidade sobre as aulas, avaliações, prazos de entrega, acomodações e segurança no campus.

 

Também sugerimos que você entre em contato com a embaixada do Brasil no país para receber as informações mais atuais sobre as decisões do governo, principalmente em relação às viagens internacionais, caso a sua intenção seja retornar.

 

8. Eu devo estudar em casa durante este período?

 

Na grande maioria dos casos, sim. Primeiramente, entre em contato com a sua universidade para saber de datas específicas para prazos de entrega de trabalhos e provas. Se as aulas continuarão online e a sua instituição encontrar maneiras de aplicar os testes virtualmente, você vai continuar estudando normalmente em casa. A diferença é que os exames serão com consulta.

 

9. As aulas online afetarão o meu aprendizado?

 

Embora você possa levar um tempo para se acostumar com o formato online das suas aulas, no clima atual ele é prático e eficiente. Como a transição ao aprendizado online precisou ser aplicada às pressas, as universidades ainda têm algumas questões a resolver. No entanto, a maioria delas já possuía a infraestrutura necessária para fornecer um atendimento virtual profissional.

 

Nosso conselho é pedir orientação de um representante ou professor da sua universidade caso venha enfrentando algum problema com o formato online do seu curso. Isso pode, inclusive, ajudar outros alunos que estejam passando pela mesma situação. Se você encontrar problemas técnicos, se a sua conexão não for boa ou se a situação na sua casa dificultar o seu aprendizado, entre em contato com alguém da universidade para conversar sobre o assunto e achar a melhor solução em conjunto.

 

Leia também: 6 dicas para estudar em casa durante a pandemia

 

10. Onde eu encontro as informações mais atuais e confiáveis?

 

Cada universidade toma decisões diferentes e a situação tem evoluído diariamente. Isso significa que as informações se desatualizam com rapidez – e as redes estão cheias de boatos e fake news. O ideal é visitar o site oficial das universidades para detalhes específicos como datas de início das aulas, inscrições e qualquer coisa relacionada às medidas em relação ao Covid-19.

 

Também aconselhamos que você mantenha em alerta em relação ao site oficial do governo de cada país. Segue uma lista de sites confiáveis:

 

 

Leia também:

5 dicas para lidar com estresse e ansiedade

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA

Leitura recomendada

As 10 melhores cidades universitárias de 2015

O QS Top Universities lançou mais uma lista útil para quem está considerando estudar no exterior: as 10 melhores cidades universitárias do mundo. Para constar no ranking, elas deveriam ter pelo menos duas universidades no ranking da QS World University Rankings e uma população de mais de 250 mil habitantes. As cidades foram avaliadas em cinco fatores: ranking universitário, diversidade de estudantes, empregos, atração de estudantes e acessibilidade financeira.

4.8K

As 20 melhores cidades estudantis do mundo de 2017, segundo ranking QS

Montreal, eleita a melhor cidade estudantil de 2017, desbancou Paris, invicta há cinco anos.   Duas cidades francófonas dominaram o índice QS Best Student Cities, lista das melhores cidades do mundo para estudantes internacionais. Montreal, no Canadá, ultrapassou Paris e conquistou o primeiro lugar da lista. Localizada na província de Quebec, ela tem a segunda maior população nativa na língua francesa do mundo, perdendo apenas para a própria capital

4K

LinkedIn lista as 10 faculdades mais influentes do mundo na rede

O LinKedIn costuma fazer listas das marcas mais influentes na rede social separadas por setores. Um deles é o da educação. A edição mais atual listou as 50 instituições mais influentes do mundo segundo a avaliação de marketing de conteúdo do LinkedIn, que analisa todas as atividades das marcas na plataforma, como updates na página da empresa, compartilhamentos dos seus colaboradores, posts patrocinados, atividades em grupos na rede e textos publicados.  

1.9K