Essenciais
Estude no exterior : Últimas notícias

Bolsista da Plymouth University realiza pesquisa pioneira

Estudante de mestrado na universidade da Inglaterra realiza pesquisa acadêmica para transformar água do mar em água potável

Bolsista da Plymouth University realiza pesquisa pioneira
614

Ross Cosgrove, um estudante de mestrado da inglesa Plymouth University, fará modelos em escala do convertor de ondas de energia com o objetivo de transformar água do mar em água potável. Ross, de 22 anos, é mestrando em Energia Marinha Renovável (Marine Renewable Energy). Ele será um dos primeiros a usar as instalações do novo prédio de 19 milhões de libras dedicados aos estudos náuticos e marítimos - o que significa que o estudo incluirá testar protótipos no mais avançado tanque de ondas do país.

Este projeto só tornou-se possível após Ross receber uma bolsa de estudo no valor de 5 mil libras das Universidades Santander. Ano passado, a Plymouth University firmou a parceria com o grupo bancário e agora integra a rede de instituições do Santander.

Em um comunicado publicado no site oficial da Plymouth, Ross disse: "Eu sempre tive interesse em sustentabilidade e quando surgiu a oportunidade de criar o projeto eu quis me envolver. Esta pesquisa irá beneficiar um grande número de pessoas no Reino Unido e no mundo todo. Esta tese é uma abordagem alternativa do uso das ondas de energia para o desenvolvimento de comunidades. Eu acredito que estes modelos em escala podem ajudar a mudar a opinião das pessoas sobre a importância de usar ondas livres de energia para algo tão significante quanto assegurar o fornecimento de água potável”.

Apesar dos modelos terem sido desenhados há mais de 30 anos, eles nunca foram completamente estudados como uma opção viável para gerar água potável. Por este motivo, Ross está confiante de que, com os tanques de alta qualidade e os mais atuais softwares da indústria marítima, será capaz de encontrar dados significantes para ajudar a continuar a dar visibilidade ao estudo.

A Plymouth University tem uma excelente reputação em cursos de ciência marinha; agora, com o novo prédio e os novos equipamentos, a instituição continuará a sobressair na área e apoiar, cada vez mais, pesquisas acadêmicas importantes para o mundo.

 

Pesquise:

Faça como Ross Cosgrove e se envolva em uma pesquisa acadêmica de importância mundial, é só encontrar uma pós-graduação na Inglaterra.

Encontre bolsas de estudo no exterior.

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Selecione país
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Bolsista da Plymouth University realiza pesquisa pioneira

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Leitura recomendada

As 10 melhores cidades universitárias de 2015

O QS Top Universities lançou mais uma lista útil para quem está considerando estudar no exterior: as 10 melhores cidades universitárias do mundo. Para constar no ranking, elas deveriam ter pelo menos duas universidades no ranking da QS World University Rankings e uma população de mais de 250 mil habitantes. As cidades foram avaliadas em cinco fatores: ranking universitário, diversidade de estudantes, empregos, atração de estudantes e acessibilidade financeira.

3068

As 20 melhores cidades estudantis do mundo de 2017, segundo ranking QS

Montreal, eleita a melhor cidade estudantil de 2017, desbancou Paris, invicta há cinco anos.   Duas cidades francófonas dominaram o índice QS Best Student Cities, lista das melhores cidades do mundo para estudantes internacionais. Montreal, no Canadá, ultrapassou Paris e conquistou o primeiro lugar da lista. Localizada na província de Quebec, ela tem a segunda maior população nativa na língua francesa do mundo, perdendo apenas para a própria capital

2729

LinkedIn lista as 10 faculdades mais influentes do mundo na rede

O LinKedIn costuma fazer listas das marcas mais influentes na rede social separadas por setores. Um deles é o da educação. A edição mais atual listou as 50 instituições mais influentes do mundo segundo a avaliação de marketing de conteúdo do LinkedIn, que analisa todas as atividades das marcas na plataforma, como updates na página da empresa, compartilhamentos dos seus colaboradores, posts patrocinados, atividades em grupos na rede e textos publicados.  

1248