Essenciais
Estude no exterior : Últimas notícias

Reconhecimento na volta para casa

524

 

Quando tomamos a decisão de estudar fora, temos em mente o reconhecimento profissional que essa experiência pode nos trazer, mas confesso que não esperava um retorno tão rápido. Ao contrário, depois de passar quase dois anos em Londres para concluir meu mestrado, a volta para o Brasil foi cheia de dúvidas. Quanto vale um profissional da minha área? Qual a oferta de empregos? Serei absorvido rapidamente pelo mercado? Ou, um curso no exterior me qualifica mais do que o mercado está disposto a pagar?

A todas essas dúvidas, uma resposta: uma entrevista de emprego a menos de uma semana do desembarque no Brasil, para trabalhar em uma multinacional –adivinhe! - inglesa. Apesar da ansiedade, por ter me afastado do mercado de trabalho durante o curso, o diploma de mestrado em Londres me deu segurança suficiente para conquistar a vaga. Afinal, apesar de o Brasil ser um país emergente, um curso no exterior ainda é um diferencial.

Bom, ter sido contratado tão rapidamente foi, de fato, uma surpresa. Mas os benefícios de estudar fora não acabam por aí. Uma vez contratado, estou tendo, pela primeira vez, a oportunidade de colocar em prática todo o aprendizado do curso, além de dividir com outros profissionais da minha área parte da minha experiência pessoal na Inglaterra. Ficou claro que, a minha bagagem de conhecimentos não se restringe aos estudos, mas sim é toda a vivência na universidade, incluindo as relações interpessoais com outras culturas, e que tudo pode ser diretamente aplicado na minha carreira profissional.

Baseado nisso, fica o meu conselho ao estudante que acabou de concluir um curso e teme a volta para a casa: arrisque-se! O mercado de trabalho busca sim pessoas qualificadas e, neste sentido, quanto mais cursos, melhor. Mas, mais do que isso, empresas buscam profissionais corajosos, flexíveis e autoconfiantes. Qualidades que, apesar de não constarem no diploma, são naturais daqueles que um dia deixaram seu país de origem para aprender no exterior. 

Pesquise por cursos

Selecione país
Por Nível de Ensino*
SOBRE O AUTOR

Hotcourses Brasil editor

Leitura recomendada

As 10 melhores cidades universitárias de 2015

O QS Top Universities lançou mais uma lista útil para quem está considerando estudar no exterior: as 10 melhores cidades universitárias do mundo. Para constar no ranking, elas deveriam ter pelo menos duas universidades no ranking da QS World University Rankings e uma população de mais de 250 mil habitantes. As cidades foram avaliadas em cinco fatores: ranking universitário, diversidade de estudantes, empregos, atração de estudantes e acessibilidade financeira.

3307

As 20 melhores cidades estudantis do mundo de 2017, segundo ranking QS

Montreal, eleita a melhor cidade estudantil de 2017, desbancou Paris, invicta há cinco anos.   Duas cidades francófonas dominaram o índice QS Best Student Cities, lista das melhores cidades do mundo para estudantes internacionais. Montreal, no Canadá, ultrapassou Paris e conquistou o primeiro lugar da lista. Localizada na província de Quebec, ela tem a segunda maior população nativa na língua francesa do mundo, perdendo apenas para a própria capital

3117

LinkedIn lista as 10 faculdades mais influentes do mundo na rede

O LinKedIn costuma fazer listas das marcas mais influentes na rede social separadas por setores. Um deles é o da educação. A edição mais atual listou as 50 instituições mais influentes do mundo segundo a avaliação de marketing de conteúdo do LinkedIn, que analisa todas as atividades das marcas na plataforma, como updates na página da empresa, compartilhamentos dos seus colaboradores, posts patrocinados, atividades em grupos na rede e textos publicados.  

1425