Essenciais
Estude no exterior : Últimas notícias

Bolsas de estudos no exterior – Ciências sem Fronteiras

1239

Todos nós sabemos o quanto ter um diploma outorgado no exterior nos valoriza como profissionais no Brasil. A gente sabe também que para isso é preciso ter uma boa quantidade de dinheiro para investir nos estudos e custo de vida fora de casa. Mas o que fazer quando a grana está curta? A solução está em conseguir uma bolsa de estudos.

No dia 26 de julho de 2011, o governo federal lançou o Programa Ciência sem Fronteiras, que vem concedendo nada menos do que 75 mil bolsas de estudo, durante quatro anos. Tal programa busca consolidar, expandir e dar mobilidade internacional à ciência, tecnologia e inovação, através do intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação.

 

O propósito deste programa é que esses alunos retornem ao Brasil e, com sua capacidade e treinamento, transformem o know-how e a inovação do país. Com profissionais mais capacitados, o plano do governo em avançar na criação de universidades reconhecidas mundialmente também fica mais próximo de se tornar uma realidade.

 

O programa dá prioridade aos alunos que pretendem estudar nas universidades que se encontram entre as 30 melhores de acordo com os rankings internacionais. Leia o artigo sobre a Classificação das Universidades pelo The Times para maiores informações sobre as melhores universidades no mundo.

 

Os temas e áreas de interesse para os quais as bolsas têm sido concedidas são:

·      Engenharias e demais áreas tecnológicas

·      Ciências Exatas e da Terra: Física, Química, Biologia e Geociências

·      Ciências Biomédicas e da Saúde

·      Computação e tecnologias da informação

·      Tecnologia Aeroespacial

·      Fármacos

·      Produção Agrícola Sustentável

·      Petróleo, Gás e Carvão Mineral

·      Energias Renováveis

·      Tecnologia Mineral

·      Biotecnologia

·      Nanotecnologia e Novos materiais

·      Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais

·      Biodiversidade e Bioprospecção

·      Ciências do Mar

·      Indústria criativa

·      Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva

·      Formação de Tecnólogos

 

Esta iniciativa se fez possível graças ao esforço dos Ministérios da Ciência e Tecnologia (MCT) e do Ministério da Educação (MEC) e das Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

 

Se você preencher todos os requisitos para receber um bolsa, mas ainda precisa desenvolver melhor seus conhecimentos da língua inglesa, o CAPES oferece aulas de inglês para os alunos que recebem a concessão.

 

Para mais informações sobre as bolsas oferecidas pelo CAPES, clique aqui.

 

Inscrições prorrogadas

 

O Ciências sem Fronteiras prorrogou o prazo de inscrições para as bolsas de graduação-sanduíche em 20 países para AMANHÃ, 6 de dezembro!  Entre os países que concederão as vagas estão Reino Unido, Holanda, Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Irlanda, etc.

 

A bolsa cobrirá os custos dos estudos em tempo integral por até 12 meses no exterior (incluindo as despesas com acomodação, seguro-saúde, auxílio deslocamento, passagens aéreas e material didático). Visite o site oficial do programa Ciências sem Fronteiras para saber como se inscrever.

 

Saiba o que significa graduação-sanduíche aqui.

 

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Selecione país
Por Nível de Ensino*
SOBRE O AUTOR

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Leitura recomendada

As 10 melhores cidades universitárias de 2015

O QS Top Universities lançou mais uma lista útil para quem está considerando estudar no exterior: as 10 melhores cidades universitárias do mundo. Para constar no ranking, elas deveriam ter pelo menos duas universidades no ranking da QS World University Rankings e uma população de mais de 250 mil habitantes. As cidades foram avaliadas em cinco fatores: ranking universitário, diversidade de estudantes, empregos, atração de estudantes e acessibilidade financeira.

3068

As 20 melhores cidades estudantis do mundo de 2017, segundo ranking QS

Montreal, eleita a melhor cidade estudantil de 2017, desbancou Paris, invicta há cinco anos.   Duas cidades francófonas dominaram o índice QS Best Student Cities, lista das melhores cidades do mundo para estudantes internacionais. Montreal, no Canadá, ultrapassou Paris e conquistou o primeiro lugar da lista. Localizada na província de Quebec, ela tem a segunda maior população nativa na língua francesa do mundo, perdendo apenas para a própria capital

2729

LinkedIn lista as 10 faculdades mais influentes do mundo na rede

O LinKedIn costuma fazer listas das marcas mais influentes na rede social separadas por setores. Um deles é o da educação. A edição mais atual listou as 50 instituições mais influentes do mundo segundo a avaliação de marketing de conteúdo do LinkedIn, que analisa todas as atividades das marcas na plataforma, como updates na página da empresa, compartilhamentos dos seus colaboradores, posts patrocinados, atividades em grupos na rede e textos publicados.  

1248