Essenciais
Estude no exterior : Últimas notícias

Times lança ranking 2014 das universidades com melhores reputações mundiais

Nova versão dos rankings Times Higher Education das universidades com as melhores reputações do mundo. Estados Unidos lideram a lista mais uma vez; Brasil tem um representante.

Times lança ranking 2014 das universidades com melhores reputações mundiais
1740

O novo ranking universitário da revista Times Higher Education (THE), com dados de Thomson Reuters, foi divulgado esta semana. A lista definitiva das 100 universidades de mais prestígio do mundo, com base na maior pesquisa feita com acadêmicos seniores, os "World Reputation Rankings 2014" confirmam a supremacia americana em educação superior, com oito instituições dos EUA entre as dez melhores e 46 entre o top 100. No total, 20 países estão representados na lista – inclusive o Brasil.

 

Uma reputação global é essencial para o sucesso de uma universidade, permitindo-a atrair estudantes, professores, acadêmicos, parceiros de pesquisa, investimentos e benefícios em um mercado mundial extremamente competitivo. Novamente o ranking da Times sobre reputação destacou seis "super-marcas" dos EUA e Reino Unido que se sobressaem entre as demais: Harvard University, Massachusetts Institute of Technology, Stanford University, University of Cambridge, University of Oxford, University of California - Berkeley.

 

Com a entrada da California Institute of Technology, a Universidade de Tóquio caiu do top 10. Mesmo assim, a Ásia teve um excelente progresso na versão 2014 do ranking. O Japão é o principal representante asiático, com cinco instituições entre as 100 melhores. O mesmo número foi alcançado pela Austrália, na Ásia-Pacífico, o que significa uma queda no desempenho do país – em 2013, seis universidades australianas constavam no top 100.

 

Outro desempenho inferior em relação ao ano anterior foi o do Reino Unido. Apesar de ser o segundo país com mais representantes na lista das melhores – dez instituições entre as 100, uma a mais que em 2013 - e Londres ser a cidade que mais aparece no ranking, com seis universidades, o resultado geral britânico piorou desde a versão 2011, quando trazia 12 representantes. Além disso, os dados também revelam uma polarização preocupante entre o "triângulo de ouro" (Londres, Oxford e Cambridge) e do resto do Reino Unido.

 

Brasil aparece entre as 100 melhores reputações mundiais

 

A Universidade de São Paulo (USP), presente na faixa 81-90, é a única instituição de ensino superior da América do Sul a aparecer entre as 100 melhores do mundo. A USP é uma das três universidade (Moscou State e Middle East Technical) indicadas pela Times por desfrutarem o que eles chamam de "efeito prestígio": estão entre as 100 melhores reputações do mundo, mas não conseguem entrar para o top 200 no Ranking das Melhores Universidades Mundiais (outra importante lista das Times Higher Education).

 

Os 20 países representados no Ranking das Melhores Reputações 2014 da THE são: Estados Unidos (46 universidades), Reino Unido (10), Alemanha (6), Japão (5), Austrália (5), Holanda (4), Canadá (3), Coreia do Sul (3), Hong Kong (3), Suíça (2), Singapura (2), China (2), França (2), Taiwan, Suécia, Rússia, Turquia, Bélgica, Brasil e Israel (um representante cada).

 

As instituições foram avaliadas por 10.536 acadêmicos de 133 países, a convite da Times Higher Education, na Pesquisa de Reputação Acadêmica realizada pela Ipsos MediaCT e Thomson Reuters entre os meses de março e maio de 2013. A avaliação pedia que os estudiosos nomeassem 15 melhores instituições em suas áreas de especialização, com base em seus conhecimentos e experiências pessoais.

 

Conheça as 10 principais reputações mundiais em educação superior segundo o ranking da Times Higher Education:

 

1. Harvard University – EUA

2. Massachusetts Institute of Technology (MIT) – EUA

3. Stanford University – EUA

4. University of Cambridge – Reino Unido

5. University of Oxford – Reino Unido

6. University of California, Berkeley – EUA

7. Princeton University – EUA

8. Yale University – EUA

9. California Insitute of Technology (Caltech) – EUA

10. University of California, Los Angeles (UCLA) – EUA

 

Para mais informações sobre o "Times Higher Education World Reputation Ranking 2014", visite o site da Times.

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

Times lança ranking 2014 das universidades com melhores reputações mundiais

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Leitura recomendada

As 10 melhores cidades universitárias de 2015

O QS Top Universities lançou mais uma lista útil para quem está considerando estudar no exterior: as 10 melhores cidades universitárias do mundo. Para constar no ranking, elas deveriam ter pelo menos duas universidades no ranking da QS World University Rankings e uma população de mais de 250 mil habitantes. As cidades foram avaliadas em cinco fatores: ranking universitário, diversidade de estudantes, empregos, atração de estudantes e acessibilidade financeira.

2813

As 20 melhores cidades estudantis do mundo de 2017, segundo ranking QS

Montreal, eleita a melhor cidade estudantil de 2017, desbancou Paris, invicta há cinco anos.   Duas cidades francófonas dominaram o índice QS Best Student Cities, lista das melhores cidades do mundo para estudantes internacionais. Montreal, no Canadá, ultrapassou Paris e conquistou o primeiro lugar da lista. Localizada na província de Quebec, ela tem a segunda maior população nativa na língua francesa do mundo, perdendo apenas para a própria capital

2469

LinkedIn lista as 10 faculdades mais influentes do mundo na rede

O LinKedIn costuma fazer listas das marcas mais influentes na rede social separadas por setores. Um deles é o da educação. A edição mais atual listou as 50 instituições mais influentes do mundo segundo a avaliação de marketing de conteúdo do LinkedIn, que analisa todas as atividades das marcas na plataforma, como updates na página da empresa, compartilhamentos dos seus colaboradores, posts patrocinados, atividades em grupos na rede e textos publicados.  

1139