Essenciais
Estude no exterior : Quando chegar lá

5 principais trabalhos para estudantes no exterior

Estudar no exterior significa precisar de um orçamento extra, mas ter pouco tempo por causa dos estudos. Com nosso artigo, agora você tem 5 opções de como resolver esse problema!

5 principais trabalhos para estudantes no exterior

Estudar no exterior como aluno em tempo integral tem suas inúmeras vantagens, mas é certo que um dos aspectos contra é não ter tempo suficiente para trabalhar e ganhar a renda extra que ajuda imensamente a bancar pelo curso e custo de vida no exterior. Como já explicamos em nossos artigos, vários destinos de estudo permitem que estudantes internacionais trabalhem em meio período fora do campus em funções remuneradas, como Canadá, Irlanda, Austrália e Nova Zelândia. O problema é como conseguir trabalhar se os seus estudos tomam todo o seu tempo?

 

Estudar no exterior: baixe catálogos universitários gratuitos

 

Bem, nós temos cinco sugestões! As universidades acostumadas a receber alunos estrangeiros quase sempre oferecem vagas remuneradas para diferentes atividades que, além de auxiliar no aspecto financeiro, lhe proporcionarão novas habilidades, experiências e contatos. Além disso, você pode exercer algumas funções que não tomarão tanto o seu tempo.

 

Confira a seguir!

 

1. Tutor

 

Uma opção recorrente é de trabalhar como tutor de outros estudantes da universidade. Você tem algum forte conhecimento acadêmico ou habilidade que seria de muita utilidade a outros, como facilidade com exatas? Você pode usá-lo para dar aulas de reforço aos alunos dos cursos de Ciências. Até mesmo o seu domínio da língua portuguesa pode significar conseguir um trabalho dando aulas do idioma.

 

De maneira geral, a primeira regra é identificar alguns tópicos ou temas de uma área que você tenha confiança em lecionar. Dependendo do seu nível de desenvoltura e conhecimento, você também consegue trabalhar como professor particular, oferecendo seus serviços a alunos colegiais da região que estiverem precisando de uma força extra nos estudos.

 

Ser tutor não é fácil e mesmo que você saiba o assunto de cor e salteado, nem sempre significa necessariamente saber como ensiná-lo. Primeiro, você tem de se sentir confiante ao trabalhar com jovens e ter muita paciência. Antes de conseguir seus primeiros alunos, desenvolva uma abordagem e identifique o seu método de ensino, além dos materiais que você usará para as suas aulas.

 

Uma das vantagens desse trabalho é que os horários são bem flexíveis.

 

As suas principais funções como tutor serão:

 

  • Desenvolver e implementar um plano de aprendizado;
  • Compreender uma disciplina específica com profundidade;
  • Criar objetivos e metas de cada estudante;
  • Avaliar o progresso de cada estudante;
  • Organizar e aplicar tarefas que complementem o aprendizado.

 

2. Trabalhar na universidade

 

Você se surpreenderá com a quantia de oportunidades de trabalhos existentes em uma universidade no exterior. Por ser uma grande organização, com departamentos, secretarias, unidades, faculdades acadêmicas, laboratórios, bibliotecas e serviços de apoio, as instituições de ensino superior estão sempre em busca de estudantes interessados em empregos dentro do campus.

 

Embora algumas opções sejam bem mais atraentes do que outras, sugerimos que você mantenha a mente aberta para, por exemplo, trabalhos administrativos ou de atendimento.

 

Alguns exemplos:

 

  • Se você tem afinidade com a área de TI, pode trabalhar como assistente ou técnico em um laboratório de informática da universidade. Os estudantes regularmente precisam de ajuda com algum software, programa ou simplesmente com o uso do PC ou laptop.
  • Você pode trabalhar como assistente de projetos da sua faculdade, ajudando na realização de eventos, manutenção das salas, identificando necessidades de palestrantes, etc.
  • Se você trabalha bem em contato direto com outras pessoas, pode trabalhar no departamento internacional tirando dúvidas de candidatos estrangeiros ou conduzindo a semana de orientação.
  • Tem também trabalhos como atendentes ou caixas em lojas, cafés, refeitórios e restaurantes do campus.

 

As universidades procuram pessoas com certas habilidades para trabalhar no campus:

 

 

Independente da função que você conseguir, trabalhar no campus é vantajoso por estar sempre perto das salas de aulas, economizando tempo e dinheiro com transporte.

 

Leia também: Trabalhar em um campus universitário nos Estados Unidos

 

3. Embaixador estudantil

 

Você se sente confortável falando em público? Gosta de interagir com pessoas? É um bom comunicador? Lida bem com redes sociais? Temos a sugestão perfeita para você: embaixador estudantil.

 

As universidades internacionais às vezes têm vagas para que alunos trabalham como representantes estudantis da instituição. Como embaixador, você colabora com a instituição em tarefas como:

 

  • Representando-a em conferências, eventos, feiras educacionais, etc., para conversar e tirar dúvidas dos participantes (como são os estudos na universidade, processo seletivo, possibilidade de bolsas de estudo e muito mais) a partir da sua experiência pessoal como estudante.
  • Criando posts nas redes sociais da universidade;
  • Mantendo um blog no site da universidade documentando a sua experiência, compartilhando seus aprendizados, desenvolvimento do curso e insights;
  • Comunicando-se com outros alunos por diferentes canais sobre a vida na universidade.

 

Em alguns casos, os embaixadores estudantis ganham um desconto nas taxas de ensino por desempenharem esse papel. E há também vagas específicas de embaixadores internacionais para alunos estrangeiros, que têm as mesmas atividades listadas acima, mas com foco na população discente internacional da universidade e futuros candidatos do mundo inteiro.

 

Antes de aceitar qualquer vaga como embaixador, verifique as responsabilidades e direitos do trabalho, a fim de garantir se sentir confortável com as atividades que exercerá e se concorda com a remuneração.

 

4. Trabalho temporário

 

Além das vagas disponíveis na própria universidade, você pode explorar suas opções de trabalhos temporários. Muitas empresas, organizações e instituições estão à procura de pessoas para vagas temporárias ou sazonais, por exemplo, durante o verão ou inverno, em que o trabalho aumenta e consequentemente precisam de mais colaboradores por um período determinado.

 

A nossa principal dica nessa opção é conversar com um orientador de carreira da sua universidade para descobrir, primeiro, se o seu visto de estudante permite exercer esse tipo de trabalho no país; segundo, quais vagas seriam mais adequadas às suas habilidades e planos profissionais futuros.

 

Algumas das funções temporárias mais comuns:

 

  • Assistente de vendas;
  • Assistente administrativo;
  • Assistente pessoal;
  • Secretário;
  • Estágios remunerados;
  • Host/hostess de eventos;
  • Representante de marcas;
  • Instrutor (de ringue de patinação, por exemplo);
  • Atendente ou empacotador (em lojas que precisam de mais colaboradores durante a época de Natal).

 

5. Trabalhos em hospitalidade

 

Sabemos que o setor de hospitalidade foi um dos mais afetados pela pandemia em 2020 e que ele teve de se reinventar por tempo indeterminado, devido a necessidade de distanciamento social e restrição de aglomerações. Como consequência, alguns dos trabalhos mais populares entre estudantes, como garçons e bartenders, tornaram-se raros.

 

Em destinos onde cafés, bares, restaurantes e hotéis voltaram a funcionar, você ainda consegue encontrar algumas vagas disponíveis. Que tal aprender a aperfeiçoar aquela xícara de café trabalhando como barista?

 

Apesar de tudo isso, ainda existem oportunidades no setor, inclusive algumas inéditas, com o crescimento dos pedidos online e lojas virtuais.

 

Quer saber mais sobre como trabalhar no exterior?

 

Nós temos uma série de artigos sobre o assunto:

 

 

(Texto original publicado no site Hotcourses Abroad. Tradução e localização por Brenda Bellani.)

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA

Leitura recomendada

As vantagens e desvantagens de ter amigos brasileiros no exterior

Pode ter certeza que, quando você estiver prestes a se mudar de país para estudar no exterior , alguém vai lhe dar o seguinte conselho: não conviva com brasileiros, senão você passará toda a experiência falando em português e acabará deixando o inglês de lado. Este é um bom conselho? Você deve segui-lo à risca?   Ter amigos brasileiros enquanto estudo no exterior ou não? Não há ninguém melhor para responder esta pergunta do que alguém que realmente

7.6K

5 dicas para conciliar estudos e o trabalho

Você terá uma reunião de trabalho em dois dias, mas não consegue achar tempo para se preparar porque semana que vem tem três provas na faculdade. O que fazer quando a vida profissional entra em conflito com a universitária? Manter uma rotina atarefada é desafiador e cansativo, por isso gostaríamos de ajudar listando cinco dicas para conciliar os estudos e o trabalho e para fazer as pazes entre estas duas partes da sua vida. E, quem sabe, sobra até um tempo para a

4.3K

Como me envolver na cultura do meu destino de estudo no exterior

Estudar no exterior é uma experiência gratificante e incrível ao mesmo tempo. Isso porque você vai viver em um novo país, desfrutará de novas experiências, e ainda terá a oportunidade única de conhecer pessoas e uma cultura diferentes, o que certamente acrescentará muita coisa boa em sua vida e a tornará uma pessoa com uma bagagem cultural e pessoal bastante rica.   Para que isso aconteça, é imprescindível se envolver na cultura do seu destino de

2.2K