Essenciais
Estude no exterior : Quando chegar lá

6 dicas para estudar em casa durante a pandemia

Com a grande maioria das universidades internacionais e nacionais fechada de quarentena, leia nossas dicas para conseguir estudar e trabalhar em casa durante a pandemia.

6 dicas para estudar em casa durante a pandemia

Em poucos meses, o Covid-19, popularmente chamado de coronavírus, forçou uma mudança radical na vida de todo mundo, influenciando empresas, negócios, universidades, escolas e a vida social da população. Os seus efeitos atingem todos os aspectos da nossa rotina diária.

 

A grande maioria das instituições de ensino do Brasil e do mundo inteiro está fechada por tempo indeterminado e, quando possível, as aulas estão sendo ministradas virtualmente. Para não perder o ritmo dos estudos e aproveitar o tempo de isolamento social em casa, recomendado no momento para desacelerar o avanço do vírus, você pode seguir as nossas dicas e manter uma rotina de estudos adequada.

 

1. Escolha um ambiente adequado

 

Estudar em casa: expectativa X realidade

 

Escolha um ambiente na sua casa que seja adequado aos estudos. Dê preferência a um cômodo arejado, mais silencioso (sem televisão, por exemplo) e que você possa manter organizado. Faça questão de estudar em uma mesa com uma cadeira para manter a sua postura. Evite camas ou sofás, porque em poucas horas suas costas começarão a doer.

 

Reúna na mesa todos os materiais que você precisará antes mesmo de começar para não ter de ficar se levantando muito. E, quando possível, mantenha o celular no silencioso ou no modo avião durante a sessão de estudos.

 

Antes de começar, higienize o local com álcool e repita a ação sempre que precisar para mantê-lo esterilizado – especialmente se alguém da sua família ainda não estiver em isolamento social.

 

Leia também: A rotina de dez minutos antes de começar a estudar

 

2. Tenha uma rotina fixa de estudos

 

Mesmo em casa, é importante ter organização e disciplina. Mantenha horários fixos de estudos/trabalho:

 

  • Para acordar;
  • Começar a estudar;
  • Fazer pausas;
  • Almoçar;
  • Concluir os estudos.

 

Trate da situação da mesma forma como se você estivesse indo à faculdade ou ao trabalho. Não permita que o caos entre no seu dia e na sua vida durante esse período. Isso aumentaria a tensão e a ansiedade – e já basta o pânico ao seu redor, com certeza.

 

Leia também: Como usar a Técnica Pomodoro para melhorar a concentração e produtividade

 

3. Converse com outros estudantes

 

Coronavírus: usar aplicativos de comunicação remota

 

Conecte-se aos seus colegas de classe e professores por meio de aplicativos de comunicação remota. Isso ajudará de duas formas: a ter companhia para os estudos mesmo em isolamento social e a evitar aglomerações e o contato direto com outras pessoas, que podem levar a disseminação do coronavírus.

 

Se necessário, criem um grupo da sala no Whatsapp ou marquem uma videoconferência no Skype para fazerem uma sessão de perguntas e respostas sobre o conteúdo estudado durante o dia.

 

Aqui vão mais algumas sugestões de aplicativos gratuitos que vocês podem usar:

 

 

4. Exercite-se e coma bem

 

Sabemos que fica difícil achar vontade de se exercitar sem ir à sua academia, estúdio ou clube – ou simplesmente sem ter companhia –, mas nesse momento é essencial manter uma rotina saudável, tanto de atividades físicas quanto de alimentação.

 

Mais eficazes ainda do que lavar as suas mãos constantemente e espirrar em lenços, exercitar-se e comer bem fortelece o seu sistema imunológico e, assim, te protege de doenças.

 

Ao fazer a sua compra para o isolamento social, prefira itens saudáveis e evite alimentos gordurosos e processados. Quanto aos exercícios, há diversos aplicativos para malhar em casa com qualquer coisa que você tiver por perto (até um saco de arroz, por exemplo). Além disso, vários professores, treinadores e profissionais da área de esportes, educação física e saúde estão fazendo sessões de treinamento e aulas ao vivo no Instagram, YouTube e Facebook.

 

Exemplos de alimentos que ajudam a melhorar a imunidade:

 

  • Frutas cítricas, como laranja e acerola;
  • Verduras e legumes de cor verde escura como couve, brócolis e espinafre;
  • Castanhas e nozes;
  • Gengibre;
  • Alho e cebola;
  • Cogumelos, como o shitake;
  • Lichia.

 

Atenção: nada de egoísmo ao comprar mais do que você realmente necessita! Lembre-se que todo mundo está passando pela mesmo situação e também vão precisar de comida e itens básicos para passar pela pandemia.

 

5. Atente-se à sua saúde mental

 

Para não ficar muito assustado e ansioso a ponto de atrapalhar o seu trabalho, estudos e, inclusive, a sua saúde mental, tenha cuidado com as mídias sociais e preserve sua energia e integridade psicológica. Recomendamos estas duas etapas:

 

Limite as notícias e tenha cuidado com o que lê: As notícias se multiplicam a cada momento e elas quase nunca são tranquilizadoras. Se você acha que não lidará bem com todas essas informações negativas e com os comentários de amigos e familiares, reduza o seu acesso às notícias e redes sociais. Quando acessá-las, acalme a sua mente enquanto as lê e não permita que as impressões e o medo das pessoas influenciem o seu humor.

 

Escolha bem as suas fontes: Certamente não pretendemos sugerir que você se desligue do mundo. O que recomendamos seriamente é acompanhar as notícias apenas de fontes autênticas e confiáveis, como a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o aplicativo coronavirus.app. O governo do Brasil também criou um aplicativo de informações oficiais, o Coronavírus – SUS.

 

Não se desespere nem compartilhe rumores!

 

Para mais dicas, fizemos um post especialmente sobre saúde mental: Covid-19: guia de saúde mental para estudantes internacionais.

 

Coronavírus: leia apenas fontes confiáveis

 

6. Faça intervalos regulares

 

A mente é como uma máquina que, se permanecer na ativa por tempo prolongado, não produz resultados sólidos devido à exaustão pelo movimento e rotação contínuos. Ela precisa de descansos regulares para recarregar as energias, a concentração e produtividade.

 

Intercale as sessões de estudos ou trabalho com pequenas pausas, mesmo que por cinco minutinhos cada (como sugere a Técnina Pomoromo já mencionada no item 2) para esticar o corpo, fazer um lanche rápido e saudável ou responder uma mensagem (ou até mesmo higienizar o seu local de estudos).

 

Extra: Produtividade oscila!

 

É importante ter em mente que é normal ser produtivo em um dia e nem tanto no outro. Produtividade oscila mesmo, principalmente em uma época como essa, em que nos mantemos conectados o tempo todo e somos bombardeados de informações preocupantes.

 

Não se desespere se o trabalho não fluir tão bem quanto você esperava. Aceite o avanço que conseguir e prepare-se para mais um dia de estudos em casa na manhã seguinte.

 

Infográfico: 6 dicas para estudar em casa durante a pandemia

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA

Leitura recomendada

As vantagens e desvantagens de ter amigos brasileiros no exterior

Pode ter certeza que, quando você estiver prestes a se mudar de país para estudar no exterior , alguém vai lhe dar o seguinte conselho: não conviva com brasileiros, senão você passará toda a experiência falando em português e acabará deixando o inglês de lado. Este é um bom conselho? Você deve segui-lo à risca?   Ter amigos brasileiros enquanto estudo no exterior ou não? Não há ninguém melhor para responder esta pergunta do que alguém que realmente

7.4K

5 dicas para conciliar estudos e o trabalho

Você terá uma reunião de trabalho em dois dias, mas não consegue achar tempo para se preparar porque semana que vem tem três provas na faculdade. O que fazer quando a vida profissional entra em conflito com a universitária? Manter uma rotina atarefada é desafiador e cansativo, por isso gostaríamos de ajudar listando cinco dicas para conciliar os estudos e o trabalho e para fazer as pazes entre estas duas partes da sua vida. E, quem sabe, sobra até um tempo para a

4.2K

Como me envolver na cultura do meu destino de estudo no exterior

Estudar no exterior é uma experiência gratificante e incrível ao mesmo tempo. Isso porque você vai viver em um novo país, desfrutará de novas experiências, e ainda terá a oportunidade única de conhecer pessoas e uma cultura diferentes, o que certamente acrescentará muita coisa boa em sua vida e a tornará uma pessoa com uma bagagem cultural e pessoal bastante rica.   Para que isso aconteça, é imprescindível se envolver na cultura do seu destino de

2.2K