Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

A área de Engenharia de Software no exterior

Opções de cursos de Engenharia de Software no exterior: grade curricular, especializações, duração e carreiras

A área de Engenharia de Software no exterior
1059

A Engenharia de Software é a vertente da engenharia que lida com a criação, desenvolvimento e manutenção de softwares e de programas de computadores. Diferente da Engenharia da Computação que é focada amplamente em hardware, ela é o elemento controlador de sistemas assistidos por computadores. O seu profissional analisa, testa e elabora produtos, requisitos, aplicativos e relatórios técnicos envolvendo programação, banco de dados, ferramentas, plataformas, bibliotecas, telecomunicação, games, cálculos, processos e padrões de qualidade de software.

 

A popularização de aparelhos celulares e tablets cada vez mais modernos e os seus aplicativos para todos os tipos de serviço fizeram com que a demanda pela área de software crescesse consideravelmente em todas as partes. Os softwares estão presentes em todos os aspectos do mundo atual, da área médica e educacional à empresarial e linguística, sendo assim os engenheiros encontram oportunidades em vários ramos do mercado.

 

Estrutura típica do curso

 

As graduações de Engenharia de Software têm um currículo obrigatório de teorias e fundamentos da engenharia, computação e matemática, com introdução à programação, algoritmos, lógica, estatísticas, estruturas de dados, entre outras disciplinas. Depois, o curso começa a introduzir matérias mais específicas e algumas práticas em laboratórios. O estudante aprenderá elementos do empreendedorismo, sistemas da computação, mídia digital, propriedade intelectual, etc.

 

Alguns exemplos de cursos de Engenharia de Software no exterior

 

O Bacharelado de Ciência em Engenharia de Software da  University of Sheffield, no Reino Unido, dá ênfase à arte de projetar complexos sistemas de software. O curso não só ensina o estudante sobre as mais modernas tecnologias de programação e design de software, como também permite que ele pratique as habilidades em gestão de programas e trabalho em equipe.

 

O estudante deve se inscrever em 120 créditos por ano, o que corresponde a aproximadamente seis disciplinas, no entanto, várias são obrigatórias. O curso da Sheffield tem três anos de duração; no terceiro, muitos alunos desenvolvem projetos de pesquisa ou então podem optar por um ano de experiência profissional para colocar na prática todo o aprendizado do curso.

 

Imagem do site oficial do curso de Engenharia de Software da University of Sheffield.

 

A Media Design School, da Nova Zelândia, oferece um Bacharelado de Engenharia de Software com concentração em Programação de Games. Com a grade curricular e as atividades de simulação do setor, os estudantes conquistarão todas as habilidades práticas e experiências necessárias para trabalhar com múltipas plataformas e a capacidade de colaborar em grupos. Ministrado em Auckland, o curso tem três anos de duração e custa N$ 24.600 (dólares neozelandeses) por ano.

 

Duas vantagens de estudar a Engenharia de Software na Media Design School é que o visto de estudante neozelandês vem com permissão de trabalho por 20 horas semanais; e a MDS é a única instituição da Nova Zelândia que tem parceria com o programa de Desenvolvimento Acadêmico da Sony Computer Entertainment, proporcionando aos estudantes a chance de desenvolver jogos para a plataforma PlayStation.

 

O Bacharelado de Engenharia de Software da Iowa State University, nos Estados Unidos, tem uma grade curricular conjunta administrada pelo Departamento de Ciência da Computação e o de Engenharia Elétrica e da Computação. A Universidade é uma das poucas a oferecer este curso acadêmico no país com foco em ambas as áreas – ciências e engenharia.

 

A graduação inclui disciplinas de base de matemática, química, física, computação e economia; algumas matérias obrigatórias de artes, humanas e ciências sociais; e eletivas mais específicas da engenharia de software, como programação, teste de software, análise de dados, ferramentas avançadas, programação de mídia e games, sistemas de redes e muito mais.

 

Carreiras em Engenharia de Software

 

O estudante formado em Engenharia de Software pode tanto ser contratado por empresas de diversas áreas quanto optar por uma carreia autônoma e de empreendimento, criando o seu próprio negócio ou produto.

 

O profissional pode optar por carreiras como:

 

  • Administrador de sistemas;
  • Analista de engenharia;
  • Coordenador de desenvolvimento de sistemas;
  • Programador de games;
  • Programador de redes;
  • Programador de interface do usuário;
  • Programador de aplicativos.

 

Leia mais:

A área da Engenharia de Produção no exterior

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

A área de Engenharia de Software no exterior

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...