Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

As universidades mais tecnológicas e inovadoras do mundo

As vantagens de estudar em uma dessas dez universidades mais tecnológicas e inovadoras do mundo

As vantagens de estudar em uma dessas dez universidades mais tecnológicas e inovadoras do mundo
1528

As universidades são e sempre foram alguns dos principais responsáveis pelos grandes avanços tecnológicos do mundo, proporcionando inovações, descobertas e melhorias gerais para a sociedade em todas as áreas do conhecimento.

 

O acesso à tecnologia de última geração resulta em uma experiência acadêmica mais completa e valiosa para os estudantes, seja em laboratórios e centros de pesquisa como também dentro das próprias salas de aulas diariamente. Por quê?

 

Por que estudar em uma universidade tecnologicamente avançada e inovadora?

 

A Reuters descreve uma universidade inovadora como aquela que “faz o máximo para avançar as ciências, inventar novas tecnologias e capacitar novos mercados e indústrias”. Optar por uma instituição de ensino superior que invista regularmente em novas tecnologias, esteja sempre atenta a novas tendências e procure revolucionar as áreas de estudo, independente da sua localização no mundo, traz diversas vantagens à carreira acadêmica e profissional do estudante.

 

O aumento da automação em empresas e produções tem substituído a mão de obra humana por máquinas há anos e a tendência é que continue assim, avançando cada vez mais por diferentes campos. Com isso, o número de trabalhos tem diminuído, principalmente aqueles que envolvem habilidades rotineiras e repetitivas, tanto físicas quanto cognitivas, levando à revolução de algumas profissões e, inclusive, à extinção de outras.

 

Para manter-se atual, as universidades precisam prever o movimento futuro do mercado, suas possíveis demandas e principais mudanças, e implementar os cursos e serviços oferecidos aos estudantes em resposta – afinal, a empregabilidade é uma das metas finais procuradas pelos estudantes em uma universidade e um dos principais resultados que ela tem a oferecer aos seus graduados.

 

No entanto, apesar de estar preparado para o mercado de trabalho ser uma da razões centrais, estudar em uma universidade tecnologicamente avançada e inovadora significa estar exposto diariamente ao que há de mais atual na sua área de estudo e em outras também, possibilitando a interdisciplinaridade e a formação completa dos estudantes. Significa usar os equipamentos mais modernos, com o padrão da indústria; ter oportunidades de aprender com as mais recentes teorias e descobertas e poder aplicá-las na prática desde a graduação; e também conduzir pesquisas com os melhores materiais, profissionais e suporte.

 

Quem sabe você já não se forma com uma patente para a sua ideia?

 

As 10 universidades mais tecnologicamente avançadas do mundo

 

As grandes universidades do mundo inteiro estão sempre buscando por novidades e atualizações para manterem-se na vanguarda do saber, da tecnologia e da inovação. Quais delas são as mais bem-sucedidas nesta empreitada?

 

O Great Value Colleges compilou uma lista das 50 universidades mais tecnologicamente avançadas do mundo levando em consideração também a proposta do site de encontrar opções que oferecem um bom custo/benefício. Para isso, eles visitaram o site oficial das instituições, consultaram pesquisas estudantis nacionais, pesquisaram em banco de dados sobre áreas de estudo específicas (como ciências da computação, biometria e redes sociais, por exemplo) e consideraram vencedores de premiações nacionais como o Innovators Awards.

 

Depois de toda a pesquisa, eles desenvolveram um sistema de pontuação para avaliar as universidades de acordo com os seguintes fatores:

 

  • Venceu uma grande premiação nacional ou internacional de tecnologia ou inovação;
  • Venceu uma premiação regional ou local de tecnologia ou inovação;
  • Laboratórios ou centros de pesquisa para uma área de estudo específica;
  • Instalações ou departamentos que proporcionam oportunidades de pesquisa aos estudantes de graduação;
  • Vencedores do Prêmio Nobel trabalhando no campus ou entre os ex-alunos da universidade;
  • Oferta de aspectos tecnológicos além dos oferecidos pelas universidades tradicionais, seja nas salas de aulas, halls residenciais ou departamentos.

 

Se houvesse um empate, os editores do site decidiam a disputa. Esses foram os resultados:

 

1. École Polytechnique Fédérale de Lausanne - Suíça

 

École Polytechnique Fédérale de Lausanne, Suíça

 

Localizada em Lausanne, na Suíça, próxima ao Lago Leman, a EPFL é dedicada à educação, à pesquisa e ao avanço da tecnologia. Ela tem mais de 250 laboratórios, onde os seus mais de 7.000 estudantes e 3.000 docentes, assistentes e empreendedores podem conduzir pesquisas personalizadas.

 

A Escola foi fundada pelo governo federal como um centro nacional de excelência em ciência e tecnologia e com o objetivo de servir como polo de interação entre a comunidade científica e a indústria.

 

2. Instituto Federal de Tecnologia de Zurique – Suíça

 

Outra instituição suíça, o ETH Zurique (abreviação do seu nome alemão) é dedicado à inovação. Ela apoia aspirantes a empreendedores e empresários com a “Bolsa de Estudo para Pioneiros”, que inclui acesso aos Laboratórios de Inovação e Empreendedorismo (ieLabs) do Instituto, espaços de trabalho personalizados, corpo docente renomado e oportunidades de receber orientação de coaches externos e representantes da indústria.

 

Os estudantes do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique aprendem as maneiras de conseguir financiamento para suas pesquisas e também para os seus negócios; e todos os anos as pesquisas conduzidas na instituição resultam em 60 a 80 patentes registradas.

 

3. California Institute of Technology – Estados Unidos

 

O famoso Instituto de Tecnologia da Califórnia, mundialmente conhecido como CalTech, está localizado em Pasadena e é altamente focado nas áreas da ciência e da engenharia, especializada nas pesquisas astronômicas e aeronáuticas.

 

Apesar de ser uma instituição menor, com apenas 2.300 alunos e 300 acadêmicos, o CalTech já formou um número impressionante de 32 vencedores do Prêmio Nobel, gerencia o Laboratório de Propulsão a Jato para a NASA e mantém uma rede global de observatórios e instalações de pesquisas astronômicas. Tudo isso conta em rankings universitários internacionais, como no renomado da Times Higher Education, no qual o CalTech aparece como a quinta melhor universidade do mundo.

 

4. Cornell University – Estados Unidos

 

Localizada em Ithaca, no estado de Nova York, a Universidade Cornell faz parte da Ivy League, grupo das oito universidades particulares mais renomadas do nordeste americano (que conta também com instituições como Harvard e Princeton).

 

O Duffield Hall da Cornell é uma das mais sofisticadas instalações de ensino e pesquisa da ciência e engenharia em nanoescala do país. Além disso, ela proporciona os estudos e as pesquisas em uma série de áreas, como aparelhos eletrônicos, aparelhos microeletrônicos, processamento de materiais e dispositivos de biotecnologia em laboratórios e centros de última geração.

 

5. Imperial College London – Reino Unido

 

A Imperial College London é a nona melhor universidade do mundo de acordo com o mais recente ranking da Times Higher Education. A instituição localizada em Londres, na Inglaterra, tem o Centro para Tecnologia Bioinspirada, um importante instituto de pesquisa dedicado à invenção, desenvolvimento e demonstração de dispositivos que ajudem a enfrentar os desafios globais em relação à saúde e bem-estar.

 

Acomodado no Instituto de Engenharia Biomédica da Imperial, o Centro conta com o trabalho de 50 a 60 estudantes – na sua grande maioria de pós-graduações – e possui uma variedade de instalações e laboratórios modernos e especialmente projetados para possibilitar pesquisas essenciais em engenharia biomédica e eletrônica.

 

6. Massachusetts Institute of Technology (MIT) – Estados Unidos

 

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts, mais conhecido como MIT, aparece rotineiramente nas melhores posições de rankings mundiais – no QS World University Rankings, por exemplo, ele mantém a primeira posição há sete anos consecutivos.

 

Localizado na região de Boston, o Instituto tem uma longa história de sucesso em pesquisa e tecnologia acadêmica: nos seus 150 anos de existência, ele já formou mais de 70 vencedores do Prêmio Nobel, dos quais oito fazem parte do seu corpo docente atualmente. O MIT tem instalações de pesquisa inovadoras e os seus cursos mais famosos são nas áreas de Ciência da Computação, Engenharia Mecânica, e Matemática e Estatísticas.

 

7. Carnegie Mellon University – Estados Unidos

 

A Universidade Carnegie Mellon (CMU) de Pittsburgh, na Pensilvânia, foi fundada em 1900 como uma instituição particular de pesquisa. Atualmente, ela tem uma série de departamentos e programas relacionados a todos os aspectos da tecnologia. Um exemplo é o Centro para Transferência de Tecnologia e Criações Empresariais, que conecta as invenções desenvolvidas no campus com empresas capazes de introduzi-las ao mercado.

 

O seu Centro de Tecnologia da Qualidade de Vida tem foco no desenvolvimento de sistemas inteligentes que proporcionem uma vida mais independente aos idosos. E para quem tem interesse em Inteligência Artificial e esportes, a professora portuguesa Manuela Veloso, responsável pela criação da Federação de RoboCup, de “futebol de robôs”, leciona na Escola de Ciência da Computação da CMU.

 

8. University of California, Los Angeles – Estados Unidos

 

O campus em Los Angeles da renomada Universidade da Califórnia, conhecido como UCLA, valoriza a inovação e o avanço tecnológicos em vários de seus departamentos acadêmicos. A UCLA Health (Saúde) tem alguns dos hospitais mais tecnologicamente avançados do mundo, enquanto a UCLA Neurosurgery (Neurocirurgia) já atingiu imenso sucesso com a EVA, a primeira robô-médica do mundo. Entre a cirurgia robótica e a telemedicina robótica, a Escola de Medicina da UCLA é uma das mais inovadoras e bem-sucedidas do mundo.

 

9. Stanford University – Estados Unidos

 

estudar nos estados unidos

 

O sucesso da Universidade de Stanford nas áreas de tecnologia e engenharia a consolidou como uma das instituições mais tecnologicamente avançadas do mundo. Entre os seus ex-alunos famosos – que são muitos –, encontram-se os fundadores do Google e da Hewlett-Packard (HP).

 

Por isso, não é nenhuma surpresa que a Stanford tenha tido um papel fundamental no desenvolvimento e crescimento do Vale do Silício, região em São Francisco, na Califórnia, onde estão localizadas algumas das mais famosas e bem-sucedidas empresas de alta tecnologia do mundo e uma diversidade de startups. De fato, o principal campus da Stanford fica bem próximo a companhias como Apple, Google e Facebook, que contratam frequentemente os seus estudantes.

 

10. Cambridge University – Reino Unido

 

Que a Cambridge, na Inglaterra, é uma das melhores universidades do mundo, você está cansado de saber. Mas ela também se destaca quando o assunto é tecnologia e inovação. O seu hall de ex-alunos é impressionante: Isaac Newton; o pai da física nuclear, Ernest Ruthertford; Charles Darwin, criador da teoria da evolução; Francis Crick e James Watson, descobridores do DNA; entre tantos outros. Não é à toa que, desde a criação do Prêmio Nobel, a Cambridge já formou 90 vencedores – mais do que qualquer outra universidade do mundo.

 

Atualmente, os seus estudantes continuam a conduzir pesquisas revolucionárias com ênfase em métodos e processos em diversos departamentos, como o Departamento de Engenharia, a Escola de Negócios, a Escola de Tecnologia e o Instituto Cambridge para Liderança em Sustentabilidade.

 

Veja a lista completa das 50 universidades mais tecnologicamente avançadas do Great Value Colleges aqui, que nos serviu de fonte para esta matéria.

 

EXTRA: As 10 universidades mais inovadoras do mundo

 

A Reuters, maior agência de notícias do mundo, também divulgou uma lista das melhores instituições internacionais com foco em inovação. A avaliação utilizou informações de diferentes plataformas de pesquisa e as pontuou de acordo com dez critérios: volume de patente, sucesso de patente, patentes globais, citações de patentes, impacto da citação de patente, número total de artigos na coleção fundamental de ciências na web, entre outros.

 

A lista chegou às dez universidades mais inovadoras do mundo:

 

1. Stanford University, Estados Unidos

2. Massachusetts Institute of Technology (MIT), Estados Unidos

3. Harvard University, Estados Unidos

4. University of Pennsylvania, Estados Unidos

5. KU Leuven, Bélgica

6. Korea Advanced Institute of Science and Technology (KAIST), Coreia do Sul

7. University of Washington, Estados Unidos

8. Sistema educacional da University of Michigan, Estados Unidos

9. Sistema educacional da University of Texas, Estados Unidos

10. Vanderbilt University, Estados Unidos

 

Veja a lista completa pelo site da Times Higher Education.

 

Leia mais:

22 países com as melhores condições de trabalho para as mulheres

As 10 melhores Escola de Direito do mundo

Os melhores lugares do mundo para estudar Medicina

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

As vantagens de estudar em uma dessas dez universidades mais tecnológicas e inovadoras do mundo

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Leitura recomendada

Por que estudar Direito?

Por que Direito? Esta é uma pergunta que todo aspirante a estudante da área terá de responder muitas e muitas vezes, seja no processo seletivo universitário, no processo seletivo para bolsas de estudo, em inscrições para vagas de trabalho, durante entrevistas... A lista continua! A questão pode tomar diferentes formas: por que você quer ser um advogado? Por que você a carreira em Direito é a opção certa para você? Mas, basicamente, a pergunta é a mesma.  

24817

Os diferentes tipos de MBA

Ser um profissional qualificado, atualmente, significa ter não só uma graduação como também uma pós-graduação. Independente do tipo de continuação que você pretende dar aos estudos acadêmicos, não estagnar no bacharelado já não é mais opção, é essencial. A maioria dos profissionais inseridos no mundo do business, em qualquer área ou setor, tende a optar por um MBA. Mas a princípio é importante saber: qual é a diferença entre pós-graduação e MBA?   MBA

12607

O que são e por que fazer os cursos preparatórios no exterior?

Foundation, accesss, pathway, bridge courses ... Os  cursos preparatórios podem mudar de nome e ter algumas variações, mas sempre representam a mesma coisa: à sua introdução ao ensino superior no exterior. Isto significa que você os cursa após a conclusão do ensino médio com a intenção de se preparar para uma graduação.   Trata-se de uma qualificação vocacional ou acadêmica, dependendo do país e do objetivo do programa, oferecida em diferentes

7722

10 melhores graduações de Moda do mundo

Interessado em estudar Moda no exterior ? O Business of Fashion (BoF), considerada a bíblia da área educacional, listou as dez melhores escolas de moda no mundo para cursos de graduação. A avaliação das instituições teve como base os seguintes fatores:   Influência global: reputação, seleção de alunos e premiações; Experiência estudantil: corpo discente, recursos e ensino; Investimento a longo prazo: serviço de carreira, empregabilidade

5822