Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

Por que estudar Engenharia Eletrônica no exterior?

Guia completo: o que é engenharia eletrônica, onde estudar no exterior e quais carreiras você pode seguir.

Por que estudar Engenharia Eletrônica no exterior?
455

A Engenharia Eletrônica é uma indústria popular, especializada e extremamente importante. Ela é uma disciplina da Engenharia Elétrica e usa componentes elétricos não-lineares e ativos.

 

Ela é a área responsável por produzir a próxima geração de computadores, satélites e aparelhos celulares. Os engenheiros eletrônicos criam, desenvolvem e testam componentes, aparelhos, sistemas e/ou equipamentos que usam eletricidade como parte da sua fonte de energia. Estes componentes podem ser capacitores, diodos, resistores e transistores.

 

Como um profissional da Engenharia Eletrônica, você pode se envolver com qualquer estágio de um projeto, desde a ideia inicial para um conceito passando pelo design, o desenvolvimento e o teste de protótipos, até a produção final e a implementação de um novo produto ou sistema. Normalmente, você trabalhará em equipes multifuncionais com membros de outras áreas da engenharia e até mesmo de outros campos profissionais.

 

Visão geral da área

 

O trabalho da Engenharia Eletrônico se faz necessário em uma variedade de áreas, uma vez que a eletrônica é usada para inúmeras coisas:

 

  • Acústica;
  • Defesa;
  • Instrumentos médicos;
  • Aparelhos celulares;
  • Nanotecnologia;
  • Comunicação por rádio e satélite;
  • Robótica.

 

Além disso, há diferentes tipos de Engenharia Eletrônica. Você pode se especializar em uma área específica como:

 

  • Engenharia de controle;
  • Instrumentação;
  • Processamento de sinais;
  • Engenharia de telecomunicações.

 

Para escolher a área de Engenharia Eletrônica, é necessário ter algumas habilidades e aptidões que ajudarão a ser bem-sucedido no curso acadêmico e na sua carreira:

 

  • Habilidade de usar conhecimento especializado de forma criativa e inovadora para solucionar problemas;
  • Pragmatismo e praticidade para tornar um conceito em realidade;
  • Comunicação eficiente (oral e escrita);
  • Trabalho em equipe;
  • Gestão do tempo e de projetos;
  • Abordagem profissional e a capacidade de trabalhar seguindo um código de conduta ética.

 

Dependendo da sua área de especialização, você terá diferentes funções, tarefas e responsabilidades. Em geral, elas são as seguintes:

 

  • Discutir propostas com clientes;
  • Trabalhar com outros profissionais para criar novos sistemas, circuitos e aparelhos ou desenvolver tecnologias já existentes;
  • Testar projetos teóricos;
  • Escrever relatórios técnicos;
  • Seguir processos de desenvolvimento já definidos;
  • Melhorar sistematicamente o projeto de uma peça de equipamento eletrônico;
  • Garantir que o produto funcionará com peças desenvolvidas por outros profissionais, poderá ser montado novamente de forma confiável, e executará a sua função consistentemente em ambientes operacionais específicos;
  • Criar interfaces acessíveis e fáceis de usar;
  • Garantir que as medidas padrões de segurança sejam seguidas à risca;
  • Acompanhar planejamento de projetos e preparar orçamentos;
  • Supervisionar técnicos e outros membros da equipe.

 

Claramente, as suas funções e responsabilidades dependerão do seu cargo. Por exemplo, engenheiros contratados por empresas têm responsabilidades em certos aspectos de um projeto e em operações diárias, enquanto um engenheiro autônomo tem um papel mais estratégico, incumbindo-se do projeto completo e do desenvolvimento de soluções para qualquer problema.

 

Estrutura típica de um curso de Engenharia Eletrônica

 

Com uma graduação em Engenharia Eletrônica, você ganhará experiência e compreensão teórica e pratica de sistemas de engenharia e de indústrias especializadas em que a eletrônica é usada. A maioria dos cursos, independente do país, inclui um módulo obrigatório ou até mesmo um ano inteiro de estágio no setor, proporcionando oportunidades de ampliar o conjunto de habilidades e competências do estudante e também de criar uma rede contatos profissionais que pode ser útil após a graduação.

 

A duração, grade curricular e valor do curso variam amplamente de acordo com o país, a universidade e o nível de estudo. Normalmente, eles podem durar de três a cinco anos, dependendo das disciplinas e a duração do módulo de estágio da grade curricular.

 

Nos Estados Unidos, por exemplo, as universidades oferecem cursos de pre-engineering (que tem o mesmo conceito que os programas de pre-med); trata-se de grades curriculares de graduações com disciplinas que preparam os estudantes para a uma pós-graduação na área de engenharia.

 

Geralmente, as grades curriculares de graduações em Engenharia Eletrônica devem incluir matérias como dinâmica e termodinâmica, matemática e cálculo, computação, gestão de negócios, estatísticas e estrutura, materiais, sistemas eletromecânicos, tecnologias multimídias, eletrônica analógica, e várias outras.

 

2 exemplos de cursos de Engenharia Eletrônica no exterior

 

A University of Warwick, no Reino Unido, tem um Bacharelado (BEng) e um Mestrado (MEng) de Engenharia em Engenharia Eletrônica. A graduação dura três anos em tempo integral. No primeiro ano e primeiro termo do segundo ano, todos os alunos de engenharia da Warwick cursam a mesma grade curricular multidisciplinar. A partir do segundo termo do segundo ano, o curso fica mais especializado e é nesse estágio que o estudante pode escolher continuar o curso de BEng ou passar para o MEng se ele conseguir preencher todos os requisitos (neste caso, o curso dura quatro anos).

 

Os estudantes terão aulas, seminários, tutoriais e sessões práticas em laboratórios modernos. Além disso, estarão sempre envolvidos com trabalhos em grupo e projetos multidisciplinares.

 

Community Colleges of Spokane, nos Estados Unidos, como faculdade comunitária, oferece associates degrees que são similares a graduações tecnológicas, com duração menor, de até dois anos. Estes cursos representam os dois primeiros anos de uma graduação tradicional. A Spokane tem três opções em Técnico em Engenharia Eletrônica: Aviônica, Computação e Comunicação de Dados, e Manutenção Eletrônica.

 

Outras universidades internacionais que oferecem graduações na área de Engenharia Eletrônica:

 

Caminhos profissionais para engenheiros eletrônicos

 

O trabalho de um engenheiro eletrônico geralmente acontece em um ambiente de laboratório ou de um escritório, apesar de muitos projetos exigirem que o profissional trabalhe em oficinas, fábricas e até mesmo ao ar livre.

 

Infelizmente, como em quase todas as áreas da engenharia, segundo o site Prospect, as mulheres são sub-representadas na Engenharia Eletrônica. Vários países têm criado e implementado iniciativas para atrair mais profissionais do sexo feminino ao setor, como a Women’s Engineering Society (WES)* do Reino Unido.

 

Como um profissional da Engenharia Eletrônica, você pode trabalhar em diferentes setores, como aeroespacial, automotivo, energia, tecnologia da informação (TI) e telecomunicações.

 

As opções de trabalho incluem:

 

  • Engenheiro aeroespacial;
  • Engenheiro de transmissão;
  • Engenheiro de controle e instrumentação;
  • Engenheiro elétrico;
  • Engenheiro eletrônico;
  • Consultor de TI;
  • Engenheiro de redes;
  • Engenheiro nuclear;
  • Analista de sistema;
  • Consultoria de gestão;
  • Programador multimídia;
  • Gerente de projetos;
  • Técnico;
  • Engenheiro de vendas técnicas.

 

O engenheiro eletrônico está em alta demanda. Por este motivo, o profissional qualificado consegue empregos em diferentes setores, desde o eletrônico e elétrico até produção, transporte e construção.

 

Outro possível caminho profissional é a área acadêmica e científica. Após a graduação, você pode optar por continuar os seus estudos, escolhendo uma área de especialização, e aprofundar os seus conhecimentos em um mestrado e, posteriormente, em um doutorado. Uma vez em um ambiente acadêmico, você tem a oportunidade de conduzir pesquisas científicas, publicar trabalhos e lecionar.

 

SAIBA MAIS:

 

Qual é a diferença entre engenharia eletrônica e elétrica?  De uma forma bastante geral e simplificada, a Engenharia Elétrica trabalha com a criação e distribuição da energia, já os engenheiros eletrônicos trabalham com a manipulação e o controle da energia.

 

*Women’s Engineering Society (WES) – A “Sociedade de Engenharia das Mulheres” é uma sociedade beneficente e uma rede de profissionais de mulheres engenheiras, cientistas e tecnólogas criada com o intuito de oferecer inspiração, apoio e desenvolvimento profissional às mulheres. A Sociedade as incentiva a escolher a área da engenharia e também trabalha juntamente com empresas para promover a diversidade de gênero e inclusão.

 

Com informações de Prospect.

 

Leia mais:

Por que estudar Engenharia Física no exterior?

Por que estudar Engenharia de Energia no exterior?

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

Por que estudar Engenharia Eletrônica no exterior?

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...