Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

O jornalista do século 21

663

O jornalista de hoje em dia enfrenta uma verdadeira revolução na sua carreira. Uma revolução virtual. Foi-se o tempo em que um profissional se dizia trabalhar em apenas uma área da comunicação. Hoje ele acaba desempenhando múltiplas funções e atuando em praticamente todos os campos do jornalismo. É o jornalista multimídia!

Uma prova disso são os blogs, cada vez mais frequentes na web. Um jornalista pode montar um blog e nele fazer várias coisas ao mesmo tempo. Pode escrever uma matéria como se fosse para um jornal ou revista. Pode produzir um podcast como se estivesse em um estúdio de rádio. Pode também gravar vídeos e montar uma matéria ou telejornal se fosse para a TV. Pode também disparar releases e informações como se fosse um assessor de imprensa. Pois é, a nossa profissão mudou.

Um exemplo de mudança é o site que eu e meu sócio James Freitas desenvolvemos, o Blog da Comunicação. Criamos o pequeno site em uma sala de aula de jornalismo, em 2006. Após uma breve pausa, voltamos com um modelo mais ousado e desde então estamos colhendo frutos desta nossa empreitada. Além de escrever reportagens e crônicas, já gravamos vídeos no estilo de reportagem, produzimos dezenas de podcast sobre vários assuntos e fizemos diversas coberturas especiais, uma delas diretamente de Nova York.

Como podem ver, o jornalismo mudou. Hoje não existe mais aquela denominação de jornalista de TV, jornal ou de rádio. O profissional que se dedica há apenas um campo tem uma visão limitada e poucas oportunidades de emprego. É preciso se expandir e desbravar novas áreas. É preciso ser jornalista multimídia, estar presente em todos os canais. Eu mesmo já coleciono experiências de trabalho em assessorias de imprensa, rádio, jornal impresso, website, revista e blogs. Bem vindo ao século 21. Bem vindo ao jornalismo do século 21.

Guilherme Freitas

Jornalista graduado pelo Uni-FiamFaam, pós-graduado em Globalização e Cultura pela Escola de Sociologia e Política e editor-chefe do Blog da Comunicação

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Selecione país
Por Nível de Ensino*
SOBRE O AUTOR

Hotcourses Brasil editor

Leitura recomendada

Por que estudar Direito?

Por que Direito? Esta é uma pergunta que todo aspirante a estudante da área terá de responder muitas e muitas vezes, seja no processo seletivo universitário, no processo seletivo para bolsas de estudo, em inscrições para vagas de trabalho, durante entrevistas... A lista continua! A questão pode tomar diferentes formas: por que você quer ser um advogado? Por que você a carreira em Direito é a opção certa para você? Mas, basicamente, a pergunta é a mesma.  

23920

Os diferentes tipos de MBA

Ser um profissional qualificado, atualmente, significa ter não só uma graduação como também uma pós-graduação. Independente do tipo de continuação que você pretende dar aos estudos acadêmicos, não estagnar no bacharelado já não é mais opção, é essencial. A maioria dos profissionais inseridos no mundo do business, em qualquer área ou setor, tende a optar por um MBA. Mas a princípio é importante saber: qual é a diferença entre pós-graduação e MBA?   MBA

10577

O que são e por que fazer os cursos preparatórios no exterior?

Foundation, accesss, pathway, bridge courses ... Os  cursos preparatórios podem mudar de nome e ter algumas variações, mas sempre representam a mesma coisa: à sua introdução ao ensino superior no exterior. Isto significa que você os cursa após a conclusão do ensino médio com a intenção de se preparar para uma graduação.   Trata-se de uma qualificação vocacional ou acadêmica, dependendo do país e do objetivo do programa, oferecida em diferentes

6317

10 melhores graduações de Moda do mundo

Interessado em estudar Moda no exterior ? O Business of Fashion (BoF), considerada a bíblia da área educacional, listou as dez melhores escolas de moda no mundo para cursos de graduação. A avaliação das instituições teve como base os seguintes fatores:   Influência global: reputação, seleção de alunos e premiações; Experiência estudantil: corpo discente, recursos e ensino; Investimento a longo prazo: serviço de carreira, empregabilidade

4448