Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

Como funciona o novo ensino híbrido adotado pelas universidades durante a pandemia

Universidades do mundo todo estão adotando o modelo híbrido de ensino – parte presencial, parte online – para atender à demanda dos estudantes durante a pandemia da Covid-19.

Online & presencial: o que significa ensino híbrido?

A pandemia do coronavírus, sem dúvidas, rompeu a rotina do mundo e já estamos nos adaptando à situação. Ela afetou todos os setores, inclusive o da educação internacional. Como consequência, novos métodos foram desenvolvidos para caber na realidade atual – o famigerado “novo normal”. O rápido improviso de técnicas e tecnologias já existentes garantiu a ininterrupção da experiência acadêmica, mesmo que isso significasse estudar de casa.

 

Algumas universidades estão determinadas a reabrir as suas portas para o segundo semestre de 2020 – nos Estados Unidos, a maioria está sendo obrigada a optar pelo presencial –, outras decidiram que a melhor forma de agir, enquanto ainda não for totalmente seguro, é manter as aulas online.

 

Enquanto ainda consideram o melhor plano de ação, uma das abordagens mais populares e acessíveis no momento, que atendem às demandas dos governos para manter o status legal dos estudantes internacionais na maioria dos casos, é o modelo híbrido – começando com aulas online e depois voltando para presenciais no campus.

 

O que significa ensino híbrido?

 

O que significa modelo híbrido de ensino?

 

A perspectiva de estudar no exterior ou até mesmo de começar um curso universitário no Brasil é incerta. Mas e se você iniciasse os estudos online e depois pudesse voltar para o campus assim que as circunstâncias melhorassem? Dessa forma, seus estudos não seriam abruptamente interrompidos e você ainda teria a chance de estudar no campus depois.

 

O ensino híbrido é o modelo de ensino que combina o aprendizado presencial tradicional com o aprendizado online. Em inglês, é chamado de hybrid ou blended, de “misturado”. É uma metodologia que promove a interação em sala de aula e também o uso da tecnologia e de ambientes virtuais.

 

De acordo com uma pesquisa conduzida pela empresa educacional IDP com estudantes internacionais, 69% dos respondentes preferem o ensino presencial. No entanto, 31% se mostraram interessados em começar os estudos online e depois transferir o aprendizado ao campus, em um estágio mais tardio. Além disso, 69% pretendem manter os planos de iniciar os estudos em 2020 como planejado, o que condiz com a proposta do modelo híbrido considerado por diversas universidades enquanto aglomeração ainda não for seguro.

 

Pesquisa realizada pela IDP com estudantes internacionais sobre os estudos durante a pandemia

 

Instituições do Reino Unido, Nova Zelândia, Austrália e Estados Unidos já firmaram o seu compromisso de dar seguimento aos cursos em 2020, com opções de aprendizado online enquanto discutem estratégias de fazer o retorno ao campus em diferentes fases.

 

Como o novo modelo difere do aprendizado online e do híbrido?

 

Como mencionamos, o aprendizado híbrido combina uma sala de aula física com alunos remotos e atividades online. Alguns estudantes assistem às aulas no campus, enquanto outros assistem às mesmas aulas remotamente. O ambiente é diferente porque o professor/instrutor conduz uma aula real que é transmitida ao vivo ou gravada para o ambiente virtual, portanto ele não olha diretamente para a tela.

 

Esse método potencializa o alcance do aprendizado, porque permite que estudantes remotos do mundo inteiro participem das aulas sem estarem presentes no campus.

 

Já o aprendizado online é totalmente pensado para o ambiente virtual. O ensino, aprendizado, condução do curso, tarefas e avaliações acontecem cem por cento online. Ou seja, nesse caso, não há presença física no campus.

 

Então qual é a diferença com o modelo “online agora, no campus depois” que as universidades estão adotando durante a pandemia?

 

Universidades começarão as aulas online e depois voltarão para aulas presenciais no campus por causa da pandemia

 

Ele combina um pouco dos dois métodos mencionados acima. O aprendizado começa online, assistido por recursos, materiais e avaliações exclusivamente virtuais, hospedados por um sistema de gestão do aprendizado mantido pela universidade ou empresa terceirizada contratada por ela. A estrutura do curso é aprimorada a fim de manter a qualidade do ensino e com a perspectiva de voltar ao campus mais adiante.

 

Além da oferta de cursos e programas, as instituições também organizam eventos virtuais para enriquecer a experiência do estudante e cultivar o senso de comunidade acadêmica, mesmo virtualmente. Quando as universidades estiverem preparadas para a transição ao aprendizado presencial, as aulas voltam para o campus.

 

Isso significa que a instituição estará pronta para aplicar as fases de retorno dos estudantes, seguindo as normas e orientações oficiais de segurança, como o uso obrigatória de máscaras, distanciamento social e ocupação reduzida de espaços fechados.

 

A University of Cambridge, San Mateo County Community College District e California State University são algumas das instituições que declararam a condução exclusivamente online do ensino durante o semestre de outono de 2020, que tem início em agosto nos Hemisfério Norte. O objetivo é limitar a exposição de toda a comunidade universitária ao vírus.

 

Todas as aulas acontecerão online, mas algumas instituições permitirão algumas atividades limitadas no campus, como pequenos workshops e tutoriais, sob condições restritas. A Cambridge é uma delas. Há poucas possibilidades dessa decisão mudar até 2021, mesmo se a situação se tornar favorável às aulas presenciais.

 

Quais instituições vão manter o novo método híbrido?

 

A La Trobe University, na Austrália, é um dos exemplos de instituições que adotaram esse modelo novo de começar as aulas online. Ela ministrará o mesmo conteúdo programado para os cursos como se estivessem no campus. Os estudantes terão acesso a recursos e materiais de aprendizado online e ao acervo digital da biblioteca.

 

A La Trobe projetou o programa online para que os estudantes se preparem para as aulas presenciais e desenvolvem habilidades relevantes, além de conduzir atividades como noites virtuais de filmes, a fim de criar um vínculo entre os alunos e construir uma rede de amizades que facilitará a transição para o campus. Infelizmente, o aprendizado integrado à experiência de trabalho, comum a algumas áreas de estudo, tem oportunidades limitadas enquanto as instalações físicas não reabrirem.

 

Outro exemplo de instituição que manterá o modelo “online primeiro, no campus depois” é a University of Sydney, com inscrições abertas para o segundo semestre de 2020, que começará online. As aulas presenciais acontecerão mais tarde.

 

O credenciamento e a garantia de qualidade dos cursos permanecem questões centrais. Todas as universidades têm enfatizado também os cuidados à saúde e segurança nas instalações do campus antes da volta ao modelo tradicional de ensino, para que todos estejam adequadamente preparados. Enquanto isso, a ênfase é na eficiência do aprendizado online, ajustando as disciplinas de acordo com a demanda.

 

Compreensivelmente, ainda não está claro para muitas instituições quando acontecerá o retorno completo ao campus e se isso será, de fato, possível antes de uma vacina oficial contra a Covid-19. No entanto, em uma pesquisa recente realizada pelo grupo Universities UK com instituições britânicas, 97% indicaram o comprometimento em oferecer oportunidades ininterruptas de aprendizados aos estudantes e, em alguns casos, há a intenção de receber os estudantes de pós-graduação no campus a partir de janeiro de 2021, quando possível.

 

A nossa dica mais importante é fazer uma pesquisa minuciosa entre as universidades internacionais que te interessam e entrar em contato com elas por meio de todos os recursos disponíveis, como chats, linhas diretas, redes sociais, eventos online de perguntas e respostas, etc.

 

A enorme maioria das instituições criou uma página para divulgar notícias e atualizações sobre as medidas oficiais tomadas em relação ao ensino em meio à pandemia. Nesse espaço você encontrará as informações que precisa sobre qual método de ensino – online, presencial ou híbrido – a universidade manterá no segundo semestre de 2020 e início de 2021.

 

Novidades no Hotcourses Brasil

 

Ferramenta gratuita de busca por cursos do Hotcourses Brasil

 

Se você precisar de uma ajuda extra, o Hotcourses Brasil tem dois novos recursos gratuitos para manter os seus planos de estudar no exterior:

 

  • Selecionador de Cursos: O nova ferramenta de busca do Hotcourses Brasil incorpora todas as suas preferências e informações à pesquisa no nosso extenso banco de dados e mostra apenas os resultados de universidades e cursos no exterior que se encaixam à sua situação individual, como estilo de vida, qualificações acadêmicas, notas e objetivos profissionais - inclusive opções online e híbridas.
  • Notícias para estudantes internacionais: Você se sente sobrecarregado com tantas informações o tempo todo? O Hotcourses agora tem uma nova página para reunir apenas as notícias e informações mais importantes sobre o mundo da educação internacional. São recortes sobre universidades, governos estrangeiros e tendências do setor pós-pandemia. Você escolhe se quer ou não se aprofundar sobre cada tópico clicando no link da notícia.

 

Leia também:

 

(Texto original publicado no Hotcourses Abroad. Tradução e localização por Brenda Bellani.)

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA

Leitura recomendada

Por que estudar Direito?

Por que Direito? Esta é uma pergunta que todo aspirante a estudante da área terá de responder muitas e muitas vezes, seja no processo seletivo universitário, no processo seletivo para bolsas de estudo, em inscrições para vagas de trabalho, durante entrevistas... A lista continua! A questão pode tomar diferentes formas: por que você quer ser um advogado? Por que você a carreira em Direito é a opção certa para você? Mas, basicamente, a pergunta é a mesma.  

25.2K

Os diferentes tipos de MBA

Ser um profissional qualificado, atualmente, significa ter não só uma graduação como também uma pós-graduação. Independente do tipo de continuação que você pretende dar aos estudos acadêmicos, não estagnar no bacharelado já não é mais opção, é essencial. A maioria dos profissionais inseridos no mundo do business, em qualquer área ou setor, tende a optar por um MBA. Mas a princípio é importante saber: qual é a diferença entre pós-graduação e MBA?   MBA

13.6K

O que são e por que fazer os cursos preparatórios no exterior?

Foundation, accesss, pathway, bridge courses ... Os  cursos preparatórios podem mudar de nome e ter algumas variações, mas sempre representam a mesma coisa: à sua introdução ao ensino superior no exterior. Isto significa que você os cursa após a conclusão do ensino médio com a intenção de se preparar para uma graduação.   Trata-se de uma qualificação vocacional ou acadêmica, dependendo do país e do objetivo do programa, oferecida em diferentes

8.6K

10 melhores graduações de Moda do mundo

Interessado em estudar Moda no exterior ? O Business of Fashion (BoF), considerada a bíblia da área educacional, listou as dez melhores escolas de moda no mundo para cursos de graduação. A avaliação das instituições teve como base os seguintes fatores:   Influência global: reputação, seleção de alunos e premiações; Experiência estudantil: corpo discente, recursos e ensino; Investimento a longo prazo: serviço de carreira, empregabilidade

6.6K