Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

Por que estudar Comunicação Visual no exterior?

Guia completo: dicas de onde estudar Comunicação Visual no exterior, do que se trata a área e quais caminhos profissionais você pode seguir.

Por que estudar Comunicação Visual no exterior?
275

Comunicação Visual é toda forma de se comunicar por meios não verbais, utilizando-se de elementos visuais como imagens, gráficos, vídeos, objetos, mapas, desenhos, signos, fotos, palavras escritas, diagramas, etc. Estes elementos devem ser dotados de significados para transmitir uma mensagem ao interlocutor. A ideia principal relacionada à comunicação visual é a de que a mensagem visual com texto tem um impacto maior, capaz de informar, ensinar e persuadir o público.

 

A Comunicação Visual é intrínseca ao design e vice-versa. Para ser eficiente, ela deve ser bem planejada e executada, considerando seu objetivo e público-alvo. A Comunicação Visual é essencial a diversas áreas, inserida em um número cada vez maior de contextos. Ela se faz necessária na publicidade, marketing, cultura, economia, jornalismo, educação, mercado editorial, etc.

 

Visão geral da área

 

Logos, marcas, vinhetas, propagandas, cores, sinalizações, panfletos, placas, capas de livros... A Comunicação Visual é responsável pela criação da identidade visual de uma empresa, negócio, marca ou nome, fazendo com que ele seja facilmente identificável e, quando atrelado a um trabalho bem feito, também seja reconhecido como sinônimo de confiança, eficiência, valor e credibilidade; assim, atraindo e retendo clientes fiéis e destacando-se dos concorrentes.

 

Para isso, o designer especializado em Comunicação Visual deve ter um conjunto de habilidades e conhecimentos. Ele precisa:

 

  • Ter aptidão para o atendimento ao cliente, para lidar com diferentes tipos de pessoas e negócios, a fim de não só compreender a proposta como também executá-la seguindo as orientações e decisões tomadas juntamente ao cliente.
  • Ter imaginação e criatividade aguçadas;
  • Participar de brainstorming e não ter receio de compartilhar suas ideias;
  • Ter conhecimento e desenvoltura em uma série de programas e softwares.

 

No geral, o trabalho do designer/artista de Comunicação Visual é uma combinação de artes, design e cultura de massa.

 

A estrutura típica de um curso na área de Comunicação Visual

 

Um curso completo de Comunicação Visual deve conter na grade curricular disciplinas teóricas e práticas que abrangem todos os aspectos da área, incluindo artes liberais, humanas e ciências. Os estudos também podem ser bastante interdisciplinares e envolver projetos em conjunto com estudantes de outras áreas de estudo, assim como a possibilidade de complementar o currículo com matérias oferecidas por outros departamentos e que sejam complementares à sua formação.

 

O curso deverá desenvolver no estudante:

 

  • Habilidades críticas e analíticas;
  • A identificação e criação de uma voz pessoal, que será a marca do estudante como profissional;
  • Linguagem visual;
  • Responsabilidade social;
  • Habilidades conceituais;
  • Habilidades organizações.

 

O estudante aprenderá os princípios, desafios, teorias, metodologias, processos, tecnologias e prática do design. Além disso, desenvolverá o seu papel como designer, autor, crítico e cidadão.

 

Na hora de escolher a sua universidade e curso acadêmico no exterior, é essencial pesquisar mais sobre a grade curricular oferecida por ela, assim como as instalações, oportunidades de aprendizado prático, corpo docente, etc. Um bom curso de Comunicação Visual e Design deve conter módulos práticos, projetos com clientes reais, estúdios e laboratórios, licenças para o uso de softwares importantes para o aprendizado e professores experientes com contatos na indústria.

 

Exemplos de cursos de Comunicação Visual no exterior

 

As universidades internacionais costumam ter opções de graduação e pós-graduação de Comunicação Visual, geralmente com uma área de ênfase, como ilustração e design. As opções têm variações de duração, grade curricular e módulo de experiência prática e/ou profissional.

 

A Texas A&M University Commerce, nos Estados Unidos, tem Bacharelados de Belas Artes em Comunicação Visual com cinco ênfases diferentes: Direção de Arte, Copywriting, Design, Mídias Novas e Fotografia. São cursos intensos que preparam os estudantes para oportunidades profissionais nos campos da publicidade e do design. As graduações duram três anos; cada uma das ênfases tem uma sequência de estudos específica e exige a conclusão de 42 horas por semestre. Independente da especialização, todos os estudantes, primeiramente, precisarão concluir uma série de disciplinas obrigatórias de artes e comunicação visual antes de afunilar os estudos.

 

A Massey University, na Nova Zelândia, oferece um Bacharelado de Design com Honras em Design da Comunicação Visual, de quatro anos de duração. Segundo o site oficial da Universidade, o curso proporciona um enorme alcance e flexibilidade, ensinando seus estudantes a trabalhar com uma variedade de mídias (impressa, web, vídeo, etc.), para que tenham a chance de experimentar todas as áreas antes da graduação. Os profissionais formados por esta graduação constroem carreiras com consultoria, publicidade, web design, cinema, pós-produção e publicação; alguns também se tornam ilustradores e designers freelancers ou então criam suas próprias empresas.

 

A University of Technology Sydney (UTS), na Austrália, também tem mais de uma opção: Bacharelado de Design (com Honras) em Comunicação Visual; Bacharelado de Design em Comunicação Visual; Bacharelado de Design em Comunicação Visual em conjunto com o Bacharelado de Artes em Estudos Internacionais; e Bacharelado de Design em Comunicação Visual em conjunto com o Bacharelado de Inovação e Inteligência Criativa. Nestes cursos, os estudantes aprendem a criar mensagens e experiência visuais que comuniquem informações e ideias através de diferentes meios. Os estudantes têm a oportunidade de experimentar na prática mídias tradicionais e emergentes e desenvolver uma linguagem visual que os permitirá trabalhar com mídias digitais, físicas e analógicas. As graduações contêm um módulo de estágio obrigatório em algumas das principais agências de design de Sydney.

 

Os dois cursos que combinam duas áreas têm cinco anos de duração e são transnacionais; isto significa que o estudante cursa parte da graduação na Austrália e parte em outra instituição estrangeira.

 

A University of Westminster, no Reino Unido, tem um Bacharelado de Artes em Comunicação Visual e Ilustração de três anos de duração, ministrado em Londres. Trata-se de um curso interdisciplinar de arte, design e ilustração, focado na prática e estudo da imagem aplicada principalmente na ilustração, mas também em contextos do design criativo e da comunicação. Os estudantes desenvolverão projetos de animação, imagens em movimento, imagem digital, impressão, fotografia, pintura, design 3D, entre outras áreas.

 

Pesquise outras opções de cursos de Comunicação Visual no exterior.

 

Carreiras em Comunicação Visual

 

O profissional da Comunicação Visual tem um leque imenso de opções de carreiras e especializações, podendo trabalhar como um profissional freelancer, realizando trabalhos para diversos clientes de todos os ramos, assim como em uma empresa. Mesmo dentro de uma companhia ou agência, como a de publicidade, o designer de comunicação visual pode ser responsável por uma carteira de clientes; ou então por atender às demandas apenas da própria empresa, por exemplo, a comunicação interna de uma multinacional.

 

Você poderá se especializar no design de livros ou capas para livros, fontes e tipografias, informação, interface, imagem/ilustração, identidade/estratégia, digital, gráfico, embalagens, banners, publicações impressas, símbolos e websites ou outras plataformas.

 

Leia mais:

Por que estudar Moda no exterior?

Por que estudar Artes Visuais no exterior?

Pesquise por cursos

Selecione país
Graduação
SOBRE O AUTOR

Por que estudar Comunicação Visual no exterior?

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...