Essenciais
Estude no exterior : informações de assunto

Um curso de Humanas é a escolha certa para você?

Quatro aspectos que devem ser considerados por quem planeja estudar Ciências Humanas

Humanas é a área certa para você?

Com tantas opções disponíveis, é difícil decidir qual área de estudo cursar em uma graduação ou até mesmo em uma pós-graduação. Se você estiver pendendo para alguma área de Humanas, já deve imaginar que há diversas especializações possíveis, a grade curricular é flexível e o diploma proporciona construir sua carreira em uma imensidão de ocupações.

 

De maneira geral, há quatro aspectos principais de se estudar Humanas – ou Humanidades. Esperamos que ajude a esclarecer se eles se encaixam com as suas habilidades, perspectivas, interesses e objetivos.

 

1. Criatividade

 

Um dos princípios centrais de se estudar um diploma na área de Humanas é que você precisa ser criativo e imaginativo. Agora você pode estar pensando que isso se aplica ao sentido tradicional de ser artístico. Embora também seja verdade, estamos falando mais em aplicar a criatividade para encontrar formas de pensar e desenvolver soluções.

 

Você precisará ser capaz de ter ideias originais e aplicá-las nas áreas de estudo que está cursando. Talvez seja uma nova avaliação de uma teoria ou uma reinterpretação da informação... O céu é o limite!

 

É interessante ter uma habilidade natural para a criatividade, mas ao longo do curso, você vai aprimorá-la e fortalecer o seu pensamento criativo. Isso inclui:

 

  • Pensamento lateral: Tipo de pensamento que se concentra em planos, ideias e soluções “prontos para uso”. É tudo uma questão de mudar as coisas e enxergar as informações de maneiras novas e não tradicionais.
  • Pensamento divergente: Com essa abordagem, tudo se resume em encontrar o máximo possível de soluções para um problema. É um padrão de pensamento não linear que envolve flexibilidade e originalidade.
  • Pensamento radical: Como pensador radical, a ênfase está na ruptura, com uma nova abordagem e análise de questões e problemas. Isso pode significar novas formas de trabalhar ou a total reestruturação de ideias.
  • Pensamento artístico: Nessa abordagem, o destaque é o desenvolvimento de soluções estáticas com este modo de pensamento. É uma busca por simetria, harmonia e beleza.

 

Ter uma orientação criativa ajuda na solução de problemas e também na comunicação, organização e análise. Isso significa, inclusive, que você terá mais facilidade de adaptação a uma variedade de ambientes diversos. Essas são habilidades que empregadores de inúmeros campos definitivamente procuram em graduados.

 

2. Abordagem crítica e questionadora

 

Humanas: estudar no exterior

 

A estudar as Ciências Humanas, você será incentivado a desenvolver e a aplicar o pensamento crítico. Isso requer o uso da racionalidade e da lógica ao receber uma nova informação ou tratar de algum tópico. Espera-se que você questione ideias, até mesmo desmontar os seus elementos constituintes para entende-la, usando uma metodologia fundamentada.

 

Basicamente, trata-se de nunca aceitar ideias ou informações de cara e saber trazer a sua perspectiva à questão. Algumas das marcas mais evidentes da abordagem crítica e questionadora são:

 

  • Análise sistemática e avaliação de informações;
  • Fazer conexões entre ideias;
  • Identificar inconsistências;
  • Construir e desenvolver argumentos;
  • Debater;
  • Solucionar problemas;
  • Resumir a ideia e desenvolver uma conclusão.

 

O pensamento crítico exige que você esteja ativamente envolvido no processo de aprendizagem, o que geralmente significa a interação com professores e colegas. Você precisará manter a mente aberta e avaliar os argumentos ou ideias por mérito próprio, mesmo que não concorde necessariamente com a opinião dos outros.

 

A habilidade da abordagem crítica pode ser utilizada em vários cenários, incluindo leitura, escrita e comunicação interpessoal. Além disso, geralmente ela se transforma em uma competência central para o mercado de trabalho.

 

3. Pesquisa e comunicação

 

Se você está e formando em Ciências Humanas, habilidades como as de pesquisa e comunicação são essenciais. Elas serão desenvolvidas ao longo do curso à medida que você aprende, mas é interesse já ter um interesse em buscar ideias e informações, sintetizá-las, avaliá-las e comunicá-las.

 

Um bom pesquisador tem certas características, como essas:

 

  • Presta atenção a detalhes;
  • Planejador estratégico;
  • Analisador;
  • Organizado;
  • Sistemático;
  • Sabe gerenciar o tempo;
  • Gosta de solucionar problemas.

 

Não se preocupe muito se você ainda não tiver todas essas características, pode levar algum tempo ainda para descobrir o que funciona para você e também. O que realmente importa é manter uma mente questionadora e disposição para aprender, além de uma boa ética de trabalho.

 

Aliada à pesquisa, vem a necessidade de ser um bom comunicador verbal, não verbal, por escrito e visualmente. É procurar a eficácia para transmitir ideias, sua personalidade e interagir com outras pessoas e, principalmente, é um pré-requisito para a maioria dos cursos de Humanas. Você fará apresentações, participará de discussões e debates, escreverá ensaios, se reunirá com palestrantes e trabalhará em projetos em grupos. Por isso, saber se comunicar é fundamental:

 

  • Seja um ouvinte ativo;
  • Dê feedback construtivo;
  • Escolha suas palavras com cuidado, seja preciso e conciso;
  • Escreva com clareza;
  • Uso o tempo adequado ao contexto;
  • Use linguagem corporal eficaz, como contato visual e postura relaxada;
  • Seja respeitoso.

 

Essas habilidades vão muito além do meio acadêmico e serão essenciais à sua visa profissional.

 

4. Colaboração

 

Junta à habilidade de comunicação vêm a de colaborar e trabalhar com outras pessoas. Uma grade curricular de Humanas fará com que você interaja com colegas de classe em várias situações, desde um projeto em grupo a discussões abertas em salas de aula.

 

Você precisa ser capaz de identificar suas habilidades e as dos outros para maximizar a eficácia do trabalho. Inevitavelmente, você lidará com resoluções de conflitos, já que nem todos estão dispostos à colaboração, que envolve:

 

  • Compromisso e consulta;
  • Definir metas claras para todos;
  • Compartilhar responsabilidades de maneira justa;
  • Desenvolver um consenso;
  • Identificar desafios e problemas;
  • Empatia e respeito.

 

Um dos grandes bônus da colaboração são as oportunidades de aprendizado que ela oferece – contar com a experiência de outras pessoas e encontrar as melhores maneiras de aplicar as suas habilidades.

 

E aí, você tem o que precisa?

 

Comece hoje mesmo a pesquisar o seu curso de Humanas no exterior com o nosso Selecionador de Cursos!

 

Leia também:

 

(Texto original publicado no site Hotcourses Abroad. Tradução e localização por Brenda Bellani.)

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA

Leitura recomendada

Por que estudar Direito?

Por que Direito? Esta é uma pergunta que todo aspirante a estudante da área terá de responder muitas e muitas vezes, seja no processo seletivo universitário, no processo seletivo para bolsas de estudo, em inscrições para vagas de trabalho, durante entrevistas... A lista continua! A questão pode tomar diferentes formas: por que você quer ser um advogado? Por que você a carreira em Direito é a opção certa para você? Mas, basicamente, a pergunta é a mesma.  

25.3K

Os diferentes tipos de MBA

Ser um profissional qualificado, atualmente, significa ter não só uma graduação como também uma pós-graduação. Independente do tipo de continuação que você pretende dar aos estudos acadêmicos, não estagnar no bacharelado já não é mais opção, é essencial. A maioria dos profissionais inseridos no mundo do business, em qualquer área ou setor, tende a optar por um MBA. Mas a princípio é importante saber: qual é a diferença entre pós-graduação e MBA?   MBA

13.9K

O que são e por que fazer os cursos preparatórios no exterior?

Foundation, accesss, pathway, bridge courses ... Os  cursos preparatórios podem mudar de nome e ter algumas variações, mas sempre representam a mesma coisa: à sua introdução ao ensino superior no exterior. Isto significa que você os cursa após a conclusão do ensino médio com a intenção de se preparar para uma graduação.   Trata-se de uma qualificação vocacional ou acadêmica, dependendo do país e do objetivo do programa, oferecida em diferentes

8.9K

10 melhores graduações de Moda do mundo

Interessado em estudar Moda no exterior ? O Business of Fashion (BoF), considerada a bíblia da área educacional, listou as dez melhores escolas de moda no mundo para cursos de graduação. A avaliação das instituições teve como base os seguintes fatores:   Influência global: reputação, seleção de alunos e premiações; Experiência estudantil: corpo discente, recursos e ensino; Investimento a longo prazo: serviço de carreira, empregabilidade

6.8K