Essenciais
Canadá: Últimas notícias

Canadá quer receber mais de 1 milhão de novos residentes permanentes até 2023

O Canadá divulgou novo plano de imigração para os próximos três anos e os estudantes internacionais podem se beneficiar imensamente.

Canadá quer receber mais de 1 milhão de novos residentes permanentes até 2023

O governo canadense anunciou novos planos de acolher no país aproximadamente 1.233.000 residentes permanentes entre 2021 e 2023 – e a notícia pode ser muito positiva para estudantes internacionais.

 

As intenções divulgadas pelo departamento de Imigração, Refugiados e Cidadania do Canadá (IRCC) alegam que no último século os imigrantes tiveram grandes contribuições ao enriquecimento do país.

 

 

O objetivo é dividir o acolhimento ao longo dos três próximos anos. Em 2021, o Canadá deve receber 401.000 novos residentes; 411.000 em 2022; e, por fim, 421.000 em 2023. Boa parte desses número será preenchida por estudantes internacionais que resolverem permanecer no Canadá com um post-study work permit (PSWP) – o visto de trabalho para estrangeiros que concluem um curso acadêmico no país.

 

Segundo a diretora de Pesquisa e Relações Externas do grupo Universities Canada, Wendy Therrien, entrevistada pelo site The Pie News, “essas metas de imigração recém-anunciadas são um sinal positivo para os estudantes internacionais de que o Canadá está ansioso para receber talentos qualificados do mundo todo”.

 

Os dados fornecidos pelo IRCC dividem os novos residentes permanentes em seis categorias, mas que são representadas por quatro seções:

 

  • Econômica – 58,68% (trabalhadores altamente qualificados ou de setores específicos);
  • Família – 25,26%;
  • Refugiados e pessoas protegidas – 14,68%;
  • Humanitário e outros – 1,38%.

 

Embora o plano não saliente especificamente os estudantes internacionais, eles se encaixam na categoria econômica. Quando se formam em instituições canadenses, são mão de obra em potencial e qualificada. Por isso, o Canadá tem interesse em mantê-los no país.

 

Em 2019, mais de 400.000 estrangeiros se inscreveram no ensino canadense e o Brasil estava entre os mais interessados. Uma vez no Canadá com um visto de estudante, é muito mais fácil solicitar uma residência permanente, ainda mais se você pretende trabalhar no país e contribuir à economia.

 

“A estratégia de educação internacional do Canadá tem sido bem-sucedida em grande parte devido à reputação do país em oferecer caminhos diretos de imigração e abertura a diversas culturas”, declarou Sonja Knutson, diretora do escritório de internacionalização da Memorial University of Newfoundland, ao The Pie News. Ela considera o novo plano uma via de mão dupla – é bom tanto para o Canadá quanto para os estrangeiros interessados em estudar e/ou trabalhar no país.

 

Por que a imigração é tão importante para o Canadá?

 

Não é de hoje que o Canadá é um país acolhedor e multicultural. A imigração é parte central de sua política. Só em 2019, mais de 341.000 novos residentes permanentes passaram a chamá-lo de lar, incluindo 30.000 refugiados. Além disso, mais de 402.000 e 404.000 vistos de estudos e trabalho, respectivamente, foram concedidos a estrangeiros.

 

Por que o Canadá valoriza tanto a imigração? As respostas a seguir foram retiradas do documento de divulgação oficial do departamento de Imigração, Refugiados e Cidadania do Canadá (IRCC).

 

1. Apoio ao crescimento demográfico e econômico

 

A imigração é o principal impulsionador no avanço da economia no Canadá e da taxa de natalidade também. Até 2030, estima-se que o crescimento da população canadense dependa exclusivamente da imigração.

 

2. Atende à escassez de mão de obra

 

Os imigrantes e trabalhadores estrangeiros temporários ajudam a eliminar a escassez de mão de obra qualificada no mercado de trabalho e auxilia os empregadores a preencher as vagas disponíveis em vários setores. De fato, um a cada quatro trabalhador no Canadá é imigrante (26%).

 

3. Contribuição ao avanço da sociedade canadense

 

A identidade canadense é formada por diversas culturas, religiões, histórias e idiomas – e a imigração tem um papel fundamental nisso. Os estrangeiros vêm de muitos países e origens culturais e religiosas. Eles são capazes de se integrar de forma eficaz em comunidades por todo o Canadá, contribuindo à crescente diversidade étnica, linguística etc.

 

4. Contribuição à educação

 

Em 2019, 56% dos imigrantes muito recentes e 50% dos estrangeiros trabalhando no Canadá tinham um diploma do ensino superior.

 

5. Engajamento político

 

Nas eleições federais de 2011, 82% dos estrangeiros que entraram no país como imigrantes econômicos e 68% de refugiados participaram das eleições. São pessoas interessadas no futuro da nação e com participação política ativa.

 

6. Novos empregos

 

Em 2016, havia mais de 600.000 imigrantes autônomos no país que criaram mais de 260.000 novas vagas profissionais para canadenses.

 

7. União do país

 

Para colocar em prática um plano de imigração dessa magnitude, o governo federal precisa trabalhar em parceria com as províncias e territórios, coordenando em conjunto um objetivo que beneficiará o país inteiro. Isso faz com que o Canadá seja ainda mais inclusivo e próspero.

 

Leia também:

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA