Essenciais
Alemanha: Destino de Estudo

3 melhores universidades da Alemanha

Conheça as três melhores universidades da Alemanha de acordo com a Times Higher Education.

3 melhores universidades da Alemanha

As melhores universidades da Alemanha, segundo o prestigioso ranking da Times Higher Education (THE), incluem instituições antigas de renome lado a lado com universidades técnicas mais jovens. Espalhados por todo o país, há opções em Berlim, Munique e em outras 40 cidades alemãs.

 

No total, 48 instituições de ensino superior da Alemanha conseguiram um lugar entre as melhores no mundo no mais recente THE World University Ranking. Entretanto, as três universidades listadas a seguir têm os melhores desempenhos!

 

Estudar na Alemanha

 

Observação: Há mais de 500 bacharelados e mestrados ministrados em inglês nas melhores universidades da Alemanha!

 

1. LMU Munique

 

 

A Universidade de Munique Ludwig-Maxmilians, mais conhecida como LMU Munique, tem a segunda maior população estudantil da Alemanha e atrai um número impressionante de alunos internacionais, que representa aproximadamente 17% de todo o corpo discente.

 

A LMU München foi fundada em 1472, portanto é também uma das instituições mais antigas do país. Ela já formou 42 ganhadores do Prêmio Noel.

 

Desde o início do século 18, a universidade passou a ter um forte foco em Ciências Naturais e, a partir da metade do século 19, produziu pesquisas, foi responsável por descobertas importantes e tornou-se um líder mundial em inovação.

 

Prova disso é a conquista do 32º lugar no mais recente ranking mundial de universidades da THE. De distintos bolsistas de pesquisa aos estudantes de graduação, todos os membros da comunidade da LMU Munique estão engajados em gerar novos conhecimentos para o bem da sociedade em geral.

 

A instituição é particularmente reconhecida por proporcionar excelentes condições para pesquisas científicas inovadoras, tanto em disciplinas individuais quanto por meio de colaborações interdisciplinares em diversos campos do saber.

 

A universidade é formada por 18 faculdades:

 

  • Teologia Católica;
  • Teologia Protestante;
  • Direito;
  • Administração de Empresas;
  • Economia;
  • Medicina;
  • Medicina Veterinária;
  • História e Artes;
  • Filosofia, Filosofia da Ciência e Estudo da Religião;
  • Psicologia e Ciências Educacionais;
  • História da Cultura;
  • Línguas e Literaturas;
  • Ciências Sociais;
  • Matemática, Informática e Estatísticas;
  • Física;
  • Química e Farmácia;
  • Biologia;
  • Geociências.

 

2. Universidade Técnica de Munique

 

 

A Technisch Universität München foi fundada no século 19 e até hoje é a única universidade estadual dedicada à Ciência e Tecnologia. Conhecia como TUM, o seu foco original era a Engenharia, mas se expandiu nos últimos anos para incluir também as Ciências Naturais, Ciências Sociais, Agricultura, Medicina, e Tecnologia de Alimentos e Produção de Cervejas.

 

Em 2017, a instituição lançou uma nova estratégia institucional para se tornar uma “universidade empreendedora”, que permeia todos os 15 departamentos nos seus três campi, em Munique e arredores. Desde então, mais de 800 startups foram desenvolvidas por seus estudantes e acadêmicos.

 

Na 41ª posição entre as melhores do mundo, a Universidade Técnica de Munique tem mais de 400 prédios pelo estado da Baviera, incluindo um parque olímpico e um hospital universitário. Além disso, ela possui um campus internacional em Singapura, conhecido como TUM Ásia, para oferecer uma educação internacional e promover o intercâmbio de estudantes e do conhecimento.

 

Os departamentos e escolas acadêmicas da TUM são os seguintes:

 

  • Aeroespaço e Geodésia;
  • Arquitetura;
  • Química;
  • Engenharia Civil, Ambiental e Geoengenharia;
  • Engenharia Elétrica e da Computação;
  • Informática;
  • Engenharia Mecânica;
  • Matemática;
  • Física;
  • Ciências do Esporte e da Saúde;
  • Educação;
  • Governo;
  • Ciências da Vida;
  • Gestão;
  • Medicina.

 

3. Universidade de Heidelberg

 

 

A Heidelberg University, fundada em 1386, é a universidade mais antiga da Alemanha.

 

Ela oferece 160 cursos de graduação e pós-graduação. Os acadêmicos da Heidelberg foram responsáveis pela criação de diversas subdisciplinas, como a genética psiquiátrica, a sociologia moderna e a física ambiental.

 

Quase 20% de toda a sua população estudantil é internacional, representando 130 países diferentes. Mais de um terço dos estudantes de doutorado da Heidelberg são estrangeiros.

 

Dentre tantos aspectos e marcos que destacam a universidade, suas pesquisas inovadoras e contribuições intelectuais continuam a enriquecer a uma variedade de campos do saber. Vinte e sete vencedores do Nobel são associados à Heidelberg, sendo que nove ganharam o prêmio ainda na universidade.

 

Muitos políticos, filósofos e cientistas influentes são ex-alunos ou afiliados da universidade, incluindo Max Weber - o fundador da sociologia moderna - e a filósofa Hannah Arendt. Além disso, Heidelberg é conhecida como a casa do romantismo alemão.

 

A Heidelberg University é formada pelas faculdades de:

 

  • Biociências;
  • Química e Ciências da Terra;
  • Matemática e Ciências da Computação;
  • Física e Astronomia;
  • Filosofia;
  • Línguas Modernas;
  • Teologia;
  •  Direito;
  • Estudos Comportamentais e Culturais;
  • Economia e Ciências Sociais;
  • Medicina.

 

Outras universidades importantes da Alemanha:

 

  • Charité - Universitätsmedizin Berlin;
  • University of Tübingen;
  • Humboldt-Universität zu Berlin;
  • Albert-Ludwigs-Universität Freiburg;

 

Leia também:

Alemanha cresce em popularidade entre estudantes internacionais

Por que estudar na Alemanha?

Entrevista: O aprendizado do idioma e a experiência de trabalho na Alemanha

A Alemanha se tornará o destino de estudo mais popular na Europa?

CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA