Essenciais
República da Irlanda: Antes de partir

Os estereótipos errôneos mais comuns sobre a Irlanda

Conhecida pelas cervejas pretas e habitantes ruivos, a Irlanda sofre com alguns estereótipos negativos em relação à sua cultura. Vamos esclarecer estes conceitos errôneos neste artigo!

Os conceitos culturais errôneos mais comuns sobre a Irlanda
128

Você já deve ter escutado algumas concepções culturais sobre a Irlanda: as roupas verdes, o trevo, a paixão por cerveja e um sotaque tão carregado que às vezes nem parece inglês. Os irlandês são um dos povos mais estereotipados do mundo e, apesar da sua rica história, cultura peculiar e alta qualidade de vida, esses conceitos errôneos são as únicas coisas que muita gene sabe sobre eles. Vamos tentar mudar isso?

 

estudar na Europa

 

A cultura da bebedeira

 

O estereótipo mais comum sobre os irlandeses é, claro, que eles amam beber. Um estudo da OCDE de 2012 constatou que eles eram os 6º maiores consumidores de álcool per capita do mundo, atrás de países como França e Luxemburgo. De acordo com o Centro Nacional de Documentação sobre Drogas da Irlanda, o consumo de álcool no país atingiu seu pico em 2001 e desde então vem despencando.

 

Ou seja, o consumi no país não é tão diferente do que no resto do mundo. O que chama a atenção nos irlandeses, na verdade, é a sua forte cultura de pubs. Segundo o site Publin, há quase 7 mil pubs no país – aproximadamente um para cada 1.695 habitantes.

 

Pub é a abreviação de public house – casa pública – e, como os números acima mostram, é um conceito social profundamente enraizado na psique irlandesa. Sabe quando você sai com seus amigos em um barzinho? Na Irlanda, as pessoas saem em pubs. Eles são o ponto de encontro principal para relaxar, socializar, se divertir com os amigos, dançar, conhecer outras pessoas e, é claro, beber. No entanto, é perfeitamente normal pedir um chá, um refrigerante ou até mesmo uma água, se não estiver a fim de beber e a sua intenção for apenas socializar.

 

pub irlandês

 

Quando bebem, os irlandeses costumam fazer “rounds”, as rodadas em que cada um se reveza para pagar pelas bebidas de todos no grupo. Se isto acontecer, há certas regras de conduta deste tipo de socialização que devem ser seguidas: caso você seja incluído em um round, é considerado grosseiro não pagar por uma rodada depois ou então mudar a sua bebida por alguma mais cara na vez de outra pessoa pagar.

 

Todo irlandês é quebrado

 

Apesar de a Irlanda ser um dos países mais desfavorecidos da Europa, nos anos 80 e 90, a sua economia passou a ser uma das que mais crescem. Após uma crise financeira em 2008, projetou-se uma melhora na economia irlandesa graças à sua força de trabalho altamente qualificada e experiente em setores como tecnologia da informação, serviços financeiros e mídia.

 

O ensino superior na Irlanda é fortemente financiado pelo governo e, em 2004, o país ficou no topo da pesquisa de qualidade de vida do Economist Intelligence Unit. No estudo da OCDE, 85% dos irlandeses entrevistados disseram estar satisfeitos com suas vidas, uma porcentagem maior do que a média geral. Sessenta por cento das pessoas de 15 a 65 anos têm um emprego remunerado, apenas 6% abaixo da média. Entretanto, esta discrepância não é suficiente para justificar os estereótipos de que os irlandeses não têm um centavo.

 

Ruivos

 

estudar na Irlanda

 

Um equívoco muito menos cruel sobre os irlandeses é que todos eles são ruivos. Vai dizer que você nunca imaginou que o país era cheio de pessoas com cabelos vermelhos?

 

Na verdade, estima-se que apenas 10% da população tenha cabelos classificados como “vermelho”, um número maior do que a média, mas menor do que, por exemplo, os 13% da Escócia.

 

Mesmo acima da média, está longe de ser “toda” ou “a maioria” da população irlandesa. Os condados de Yorkshire e Humbershire, no norte da Inglaterra, têm a mesma proporção de ruivos da Irlanda.

 

Uma pesquisa da empresa IrelandsDNA identificou que 20 milhões de pessoas no Reino Unido e na Irlanda tinham os gênes responsáveis pelos cabelos vermelhos. O resultado mostrou que 35% dos irlandeses têm uma variante do gene, ficando atrás da Escócia (36,5) e País de Gales (38%).

 

Portanto, apesar de os ruivos serem mais comuns na Irlanda, os números não justificam o estereótipo.

 

Entendido?

 

Agora que esclarecemos sobre a economia irlandesa e os hábitos de consumo do álcool, você não tem com que se preocupar. Pode escolher a Irlanda como o seu destino de estudo tranquilamente. Separamos alguns artigos para você:

 

Estude na Irlanda

Por que estudar na Irlanda?

Como escolher o seu curso de inglês na Irlanda

Brasileiro consegue emprego a Irlanda antes de se mudar para estudar inglês

Dublin: dias, meses, anos e alguns quilômetros

 

Pesquise cursos na Irlanda

 

Com informações do artigo de Monica Karpinski para o Hotcourses Abroad (traduzido e adaptado por Brenda Bellani).

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

República da Irlanda
Graduação
SOBRE O AUTOR

Os conceitos culturais errôneos mais comuns sobre a Irlanda

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.