Essenciais
Holanda: Inscrevendo-se em uma universidade

Mariana explica as vantagens de fazer uma pós-graduação na Holanda

Mariana mudou-se com o namorado para a Holanda e foi admitida em um mestrado da Tilburg University. A brasileira conta sobre a rotina de estudos e a vida no país.

Mariana explica as vantagens de fazer uma pós-graduação na Holanda
489

Mariana Zanettu Zago tem 28 anos e é de Videira, interior de Santa Catarina. Formada em Direito pela PUCPR, em Curitiba, atualmente ela cursa o Mestrado de Direito Internacional e Direitos Humanos na Tilburg University, na Holanda.

 

Ela mudou-se para o país com uma permissão de residência, após o seu namorado receber uma oferta de trabalho em Eindhoven. Desde então, ela passou pelo processo seletivo da Tilburg University e finalizou a sua solicitação da cidadania italiana.

 

Em entrevista ao Hotcourses Brasil, Mariana fala sobre o processo de admissão, a rotina de estudos e a vida na Holanda.

 

Por que e como você se mudou para a Holanda?

 

Eu e meu namorado já discutíamos há algum tempo a possibilidade de nos mudarmos para o exterior. A Holanda nunca tinha estado dentre as nossas opções, que estavam mais focadas na Itália e Alemanha, países que nós havíamos residido em virtude de programas de intercâmbio realizados durante a universidade.

 

No entanto, uma oportunidade de emprego foi ofertada ao meu namorado em uma empresa holandesa, e foi então que decidimos nos mudar para cá, especificamente para Eindhoven.

 

 

De que forma a cidadania italiana facilitou a mudança de país e a inscrição em uma universidade holandesa?

 

Como o procedimento de reconhecimento da minha cidadania italiana foi finalizado apenas em meados de julho deste ano, submeti-me ao processo imigratório e de seleção na universidade como cidadã brasileira.

 

Meu namorado foi contratado por uma empresa holandesa, e, portanto, recebeu uma permissão de residência como highly skilled worker. Com base nisto, eu tive direito à permissão de residência como membro da família.

 

A partir de agora, no entanto, as facilidades poderão ser notadas tanto na desnecessidade de renovação de visto para continuar residindo na Holanda, quanto em relação aos custos da universidade, uma vez que os custos anuais para cidadãos da União Europeia são significativamente menores se comparados aos cidadãos das demais nacionalidades.

 

Como foi o seu processo de inscrição? Quais documentos você precisou providenciar?

 

O processo de inscrição foi consideravelmente simples, se comparado a outras escolas da mesma universidade e a outras universidades holandesas. O principal diferencial, tendo em vista que me inscrevi como cidadã brasileira, foi o prazo mais curto para inscrição, que expirava em 01 de abril (para início do ano letivo em agosto), enquanto para cidadãos da União Europeia o prazo expirava em 01 de julho e cidadãos holandeses, em 01 de agosto. 

 

Os documentos obrigatórios para a inscrição foram o diploma e histórico escolar com tradução juramentada para inglês, prova de proficiência na língua inglesa, uma carta de motivação, curriculum vitae e cópia do passaporte.

 

 

Você recebeu o suporte da sua universidade durante o processo?

 

Desde o momento que submeti minha inscrição, a Universidade esteve em contato comigo, enviando atualizações sobre o andamento do procedimento. Uma vez que recebi a resposta positiva à minha candidatura, recebi suporte de diversos setores da Universidade (imigração, departamento financeiro, etc.), especialmente da oficial responsável pelas admissões, com a qual estive em contato direto durante todo o processo, tanto por telefone, quanto por e-mail. 

 

Qual é a sua universidade e o seu curso? Como é a sua rotina de estudos? O que está achando?

 

Estou cursando o Master International Law and Human Rights na Tilburg University. Tenho aulas expositivas em média três dias na semana e dedico o restante do período às leituras exigidas para cada curso.

 

Os professores informam online com cerca de uma semana de antecedência quais são os materiais cuja leitura é requerida para a próxima aula. A carga semanal de leituras é alta, mas o estudo prévio é essencial para que você possa acompanhar e participar das discussões em sala de aula.

 

É uma experiência constantemente desafiadora, inclusive em virtude das dificuldades eventualmente enfrentadas por conta da língua estrangeira, mas igualmente enriquecedora e positiva.

 

Em sua opinião e experiência, quais são as vantagens de fazer um mestrado na Holanda?

 

A experiência de morar em outro país, por si só, já proporciona grandes aprendizados. Ter a oportunidade de estudar em uma universidade estrangeira amplia ainda mais esse aprendizado.

 

Uma das grandes vantagens da Holanda é que as universidades em geral dispõem de diversos cursos, especialmente mestrados, ministrados em inglês. Este é um atrativo para estudantes dos mais variados países, o que torna os grupos mais heterogêneos e as experiências ainda mais enriquecedoras.

 

A Escola de Direito da Tilburg University, por exemplo, é composta por professores e alunos de mais de 25 nacionalidades. Desse modo, além de estar exposta à cultura de ensino holandesa, tenho a oportunidade de discutir uma única questão sob a ótica de alunos que obtiveram sua formação em sistemas educacionais e culturais diferentes.

 

Além do mais, a Holanda possui universidades de alto nível, frequentemente classificadas entre as melhores universidades do mundo, em diversas áreas.

 

 

O que você destacaria em relação à cultura e sistema de ensino do país, tanto positiva quanto negativamente?

 

Como o curso iniciou há poucas semanas, ainda não posso fazer uma avaliação aprofundada sobre a questão, especialmente sobre os pontos negativos. Mas de um modo geral, pude perceber que apesar de a universidade possuir uma grande equipe sempre à disposição, inclusive para auxílio em questões extra acadêmicas, é esperado um maior grau de independência do aluno, que é responsável por organizar sua grade de estudos e registrar-se com antecedência para estar apto a realizar as provas, por exemplo. 

 

Um dos maiores pontos positivos que pude observar até agora, é que o aluno é constantemente encorajado a participar ativamente das aulas, expondo suas opiniões sobre os temas apresentados e discutindo com outros alunos e professores, em grau de paridade.

 

Onde você mora na Holanda? Como encontrou a acomodação?

 

Moro em Eindhoven, no sul da Holanda. Nos primeiros meses após a mudança tivemos acomodação providenciada pela empresa empregadora do meu namorado. Durante esse período, fiz buscas na internet (especialmente nos sites funda.nl e pararius.nl) e entrei em contato com imobiliárias locais, até encontrar um imóvel que atendesse às nossas necessidades.

Pesquise por cursos

Holanda
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Mariana explica as vantagens de fazer uma pós-graduação na Holanda

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...