Essenciais
Holanda: Destino de Estudo

Blogueira do The Nerdylands fala sobre a sua experiência como estudante na Holanda

Paula cursa o Mestrado de Direito Internacional Público na Leiden University, o seu segundo curso na Holanda, e mantém o blog para escrever sobre a sua experiência no país

Blogueira do The Nerdylands fala sobre a sua experiência como estudante na Holanda
1085

Paula Chinelato, 25, é paulistana, mas morou por 12 anos em Fortaleza, Ceará. Depois, mudou-se para Campinas, no estado de São Paulo, para cursar Gestão de Políticas Públicas na Unicamp. Atualmente, ela mora na Holanda, mais especificamente em Leiden, onde estuda o mestrado de Direito Internacional Público na Leiden University, uma das instituições mais tradicionais do país.

 

No tempo livre, Paula mantém um blog particular chamado The Nerdylands, o qual abastece com posts sobre a sua experiência na Holanda – The Netherlands –, os seus estudos, dicas de turismo, curiosidades sobre cultura holandesa e hábitos locais, informações sobre custo de vida, entre outros temas interessantes para quem quer estudar no país, do ponto de vista de quem já passou por todo o processo.

 

A intercambista conversou com o Hotcourses Brasil sobre a experiência de morar e estudar na Holanda e o resultado você confere a seguir.

 

Como e por que você se decidiu pela Holanda como destino de estudo?

 

Eu fiz um intercâmbio para os Estados Unidos quando tinha 16 anos, e desde então sempre quis morar fora novamente. Eu gosto bastante da área de Direito Internacional, e fiquei sabendo da oportunidade de conseguir bolsas para estudar na Holanda. Pesquisei bastante sobre o sistema de ensino do país, e decidi que se eu quisesse realmente seguir nessa área, a Holanda seria a melhor opção. O sistema de ensino holandês é um dos melhores do mundo, as universidades possuem vários cursos em inglês e o preço da tuition fee para europeus faz da Holanda uma opção bem mais atrativa do que os Estados Unidos ou Inglaterra.

 

Por quais motivos você escolheu a Universidade de Leiden?

 

A Universidade de Leiden é a universidade mais antiga da Holanda, o que por si só já me fascina. Além disso, para a área de Direito Internacional ela é considerada uma das melhores do mundo, e a melhor da Holanda. Então não tive dúvidas sobre cursar o meu mestrado aqui.

 

Antes de estudar na Leiden, você foi aluna da Tilburg University. O que você cursou na universidade e como foi a experiência?

 

Eu fiz o bacharelado em Global Law lá. Contei toda a experiência de estudar na Tilburg University no meu blog. Ela é uma universidade mais jovem, e o curso era novo quando eu comecei. Para quem já tem algum diploma de graduação (em qualquer área), eles oferecem a fast track: você pula o primeiro ano, então termina a graduação completa em Global Law depois de 2 anos de estudo. Foi isso que me motivou a escolher esse curso em particular, e eu também adorei a experiência de morar em Tilburg. A universidade conta com uma estrutura ótima e eu confesso que às vezes sinto saudades do campus compacto de lá, rs.

Como é o seu curso na Leiden? O que você tem achado dele?

 

Estou fazendo o mestrado em Public International Law na Leiden University. O curso dura no mínimo 1 ano, e pode ser prolongado caso você queira mais tempo para fazer a tese, ou faça outro mestrado ao mesmo tempo. Eu acho que esse curso é muito bacana e toca nos principais pontos sobre o direito internacional. Além disso, ele é muito mais puxado do que eu estava acostumada, e o nível de exigência é o mais alto que encontrei até agora. Mas isso é bom, né? Ter um programa que te impulsiona a ser melhor. Ou pelo menos é o que eu digo para mim mesma nas horas que eu me desespero e quero jogar o computador pela janela. :D

 

Onde você mora? Como encontrou a acomodação?

 

Atualmente eu moro na cidade de Leiden, perto do centro. Eu contei com detalhes como consegui acomodação na Holanda no blog, mas foi basicamente através de grupos no Facebook e muita cara de pau. Tem que ter, né? É bem difícil encontrar acomodação. Os grupos de Facebook foram fundamentais.

 

O que você acha da cultura holandesa no geral? Quais aspectos você mais gosta e do que você mais sente falta no Brasil?

 

Eu gostei muito da cultura holandesa. Eles são bem mais relaxados e tolerantes. É muito bacana perceber que as pessoas aqui podem ser do jeito que quiserem, e não serão julgadas por isso. Aqui as pessoas também são muito pragmáticas e brutalmente honestas. Isso tem o lado bom e o lado ruim, né? Você nunca vai ficar pensando se um holandês foi com a sua cara ou não, porque ele vai dizer isso abertamente para você. Mas é um certo choque se comparar com a cultura brasileira.

 

Outra questão é que eles são menos afetuosos do que os brasileiros, e isso dificulta um pouco na hora de fazer amigos. Os holandeses são super solícitos e vão te ajudar no que eles puderem, mas quebrar essa barreira da mera gentileza para uma amizade de verdade é mais difícil.

 

E de quais aspectos dos estudos e da cultura acadêmica holandesa você mais gosta? Quais você mais estranha?

 

Aqui na Holanda eu senti que o nível de cobrança e participação nas aulas é bem mais alto do que no Brasil. Não basta você somente ir às aulas; geralmente eles passam o material de leitura antes, então você tem que ler, ter uma opinião e estar pronto para discuti-la em sala. É bem mais puxado e eleva o nível de discussão entre os alunos também (ao menos para a minha área).

 

Uma coisa que eu achei bem estranha é que, pelo menos nas duas universidades que cursei, você tinha que se registrar para fazer as provas – não é só aparecer no dia. E se caso você esquecesse, corria o risco de não poder fazer o exame. Estranhíssimo.

 

 

 

Você trabalha na Holanda? Se sim, onde? Como é a sua rotina?

 

Não, não trabalho ainda. Ambos os meus cursos eram integrais, e como eu não moro em cidade grande, é mais difícil conseguir esses “bicos” que os estudantes fazem sem saber falar o idioma.


Quais são os seus planos para o futuro, depois que acabar o seu mestrado? Você pretende continuar na Holanda? Por quê?

 

Pretendo continuar na Holanda sim! Para a área de Direito Internacional é um dos melhores lugares, pois a cidade de Haia é sede de várias organizações e tribunais internacionais. Eu sinto muito a falta do Brasil e das pessoas que estão lá, mas várias coisas me desanimam no meu próprio país. Eu quero arranjar um emprego na minha área e me estabelecer na Holanda. Também gosto muito da vida que eu tenho aqui; a segurança, e a liberdade de pegar a minha bicicleta e poder ir para onde quiser a qualquer hora. É o tipo de coisa que não tem preço, e da qual eu não quero abrir mão. Ao menos não por enquanto.

 

Qual é a proposta do The Nerdylands e de que forma manter um blog pessoal influencia a sua experiência na Holanda?

 

Quando eu vim para a Holanda, percebi que as informações sobre estudar no país eram escassas. Há vários blogs sobre morar na Holanda, mas muitos blogueiros têm filhos e acabam abordando outros assuntos. Eu sempre achei legal acompanhar, mas não ajudava muito na minha experiência, sabe? Eu nunca achei alguém que escrevesse para a minha audiência especificamente. E aí decidi que se ninguém escreve, escrevo eu então! rs

 

Muitas coisas eu aprendi na marra, então a idéia é poder ajudar outros estudantes que queiram vir para cá, e mostrar como é um pouco da vida universitária em todos os aspectos; da infra-estrutura das universidades, amizades e até as festas. Ainda tem muita coisa para abordar, mas pouco a pouco vou escrevendo e mostrando tudo o que eu gostaria de ter encontrado quando vim para a Holanda.

 

Ter o blog com certeza mudou a minha experiência. Além de ter um projeto pessoal que eu fico muito feliz de ter levado para a frente, tive a oportunidade de conhecer e interagir com muitas pessoas por conta disso. Agora eu converso com gente que produz todo o tipo de conteúdo sobre morar fora, de blogs a vídeos. A troca de experiências e as amizades que estou fazendo são consequências inesperadas, mas muito bem vindas. Além disso, eu consigo ajudar também quem entra em contato comigo para tirar dúvidas. Eu fico muito feliz quando recebo essas mensagens. 

 

Eu sempre procuro passear e conhecer um pouco mais da Holanda. Ter o blog realmente me impulsiona a fazer isso e ter mais coisas para escrever. Porque ninguém tem história para contar ficando em casa, não é? Apesar de eu já ter pago vários micos no conforto do próprio meu lar. Ok ok, dá para ter história para contar mesmo ficando em casa. Acabei de lembrar que preciso escrever sobre os meus micos então. 

 

Eu acho muito gostoso escrever sobre a minha vivência, pois é como se eu estivesse revivendo todas aquelas situações. A experiência de ter um blog está sendo bem bacana, e o mais importante: eu estou me divertindo muito. E é o que realmente importa.

 

 

Visite o blog The Nerdylands de Paula Chinelato.

Pesquise por cursos

Holanda
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Blogueira do The Nerdylands fala sobre a sua experiência como estudante na Holanda

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

Dê uma olhada...